A manifestação da graça salvadora

1. Graça salvadora é a fonte da provisão do Deus que é amor. Deus se manifesta em amor agindo sempre com justiça e se comunica conosco por meio da fé. Nós sabemos que sem fé é impossível agradar a Deus. 2. A graça salvadora de Deus alcançou Raabe; livrou Ester, Mardoqueu e o povo de Israel de ser dizimado por Hamã; perdoou a mulher pecadora; curou paralíticos, cegos e leprosos; 3. Esta mesma graça alcançou a mim e a você. Graça que liberta, fortalece, inspira, motiva, sustém e capacita. Que graça maravilhosa! Graça, que maravilhosa graça, maior que o meu pecar! 4. Graça visível, perceptível, atuante e abrangente sempre pela fé. Paulo, escrevendo a Tito, discorre sobre essa graça maravilhosa. Atentemos para os ensinos da Palavra.

Ler Tito 2:11-15

  1. A MANIFESTAÇÃO DA GRAÇA SALVADORA OCORRE PARA TODOS OS HOMENS, v.11.

1.1. Porque todos pecaram (Rm 3.23)

1.2. Isaias disse: “Vinde todos …” (Is 55.1,2)

1.3. Jesus convida: “Vinde a mim todos os cansados e oprimidos” (Mt 11.28-30)

1.4. O Dr. Paul Tournier diz: “Uma prostituta, Raabe, é usada como instrumento do plano de Deus (Js 2.1-14); é uma humilde viúva, em Sarepta, a quem Deus dispensa a graça divina (1 Rs 17.8-24); é uma estrangeira de comportamento duvidoso, a samaritana, que Jesus revela que ele é o Messias (João 4.1-26); é ao filho pródigo da parábola, a quem o pai abre totalmente os braços, para grande escândalo de seu virtuoso irmão; é uma pobre vendedora de púrpura, Lidia, a primeira européia a receber o batismo cristão; é um refugiado, Áquila, quem primeiro acolhe Paulo em Corinto” (At 18.2).

  1. A MANIFESTAÇÃO DA GRAÇA SALVADORA EDUCA PARA DEIXARMOS A IMPIEDADE E AS PAIXÕES MUNDANAS PARA  VIVERMOS DE FORMA SENSATA, JUSTA E PIEDOSA, v.12.

2.1. Jesus disse para Paulo: “A minha graça te basta porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Co 12.9,10).

2.2. A graça nos educa para nos aproximarmos de Deus e nos distanciarmos do mundo.

2.3. Vivemos num tempo de sensualidade, sentimentalismo, corrupção, violência que são manifestações das paixões mundanas.

2.4. Para vivermos a vida de Cristo de nós – uma vida de sensatez, justiça e piedade. Na Sua obra, Jesus demonstrou sensatez (equilíbrio); justiça (retidão, satisfação) e piedade.

  1. A MANIFESTAÇÃO DA GRAÇA SALVADORA NOS LEVA A AGUARDAR A BENDITA ESPERANÇA E  A GLÓRIA DO NOSSO GRANDE DEUS E SALVADOR JESUS CRISTO, v.13.

3.1. Jesus é o nosso Grande Deus e Salvador;

3.2. Aguardamos novos céus e nova terra onde habita a justiça  (          )

3.3. Temos uma bendita esperança que não falha.

3.4. Paulo ensina em Colossenses 3.1-4…

  1. A MANIFESTAÇÃO DA GRAÇA SALVADORA REVELA AQUELE QUE DEU-SE A SI MESMO  PARA NOS REMIR DE TODA INIQUIDADE E PURIFICAR , PARA SI MESMO, UM POVO EXCLUSIVAMENTE SEU, ZELOSO DE BOAS OBRAS, v.14.

4.1. A obra de Cristo sempre foi completa.

4.2. Fomos salvos pela graça mediante a fé para as boas obras (Ef 2.8-10)

4.3. Pedro ensina que nós somos sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus para que (1 Pe 2.9,10). Cristo é TUDO em todos os que crêem (Cl 3.11).

4.4. Deus nos salvou em Cristo para sermos zelosos de boas obras. Quando Cristo entra numa vida a mudança é completa. É o ensino de Paulo (2 Co 5.17).

4.5. Paulo nos ensina que devemos ser firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor (1 Co 15.58). O Senhor tira da lama, de lugares escorregadios, firma os nossos pés sobre a rocha.

Conclusão: 1. A manifestação da graça salvadora é fruto do Deus Salvador que nos ama profundamente em Cristo. O nosso Deus nos ama não para barganhar conosco, mas porque Ele é amor (1 João 4.8). 2. Como diz o dr. John Piper, Deus é o Evangelho. É o evangelho antigo e não este ‘outro’ evangelho que aí está. O evangelho de Cristo é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (Rm 1.16). 3. A manifestação do evangelho da graça de Deus revela a nossa condição vil, a ação soberana de Deus em nos buscar em Cristo e a plena segurança que temos nEle. 4. É por causa desta graça, que temos o lindo cântico de Moisés em Apocalipse 15.3,4. O Senhor Jesus deixou bem claro o motivo da Sua vinda: Buscar e salvar o que se havia perdido (Lc 19.10). Deus é glorificado quando um homem é salvo por Sua maravilhosa graça.

Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários

comments

Contribua com sua opinião