Como vencer a depressão espiritual

Você e eu sabemos o que significa depressão emocional, a tristeza que não vai embora, a perca da alegria, da movimentação. É quando somos tomados de uma melancolia que persiste a nossa alma.

– Mas poucos de nós já ouviu falar de depressão espiritual. Em alguns casos ela é responsável pela depressão emocional.

Estes dois salmos parecem falar um pouco de cada um de nós. O salmista esta com depressão espiritual. No salmo 42:5 ele e revela:

Por que estás abatida ó minha alma?

Por que te perturbas dentro de mim?

No verso 11 e no 43-5 ele repete o clamor.

A experiência dele não é isolada do restante da humanidade e da nossa. O próprio Senhor Jesus orou assim certa vez: “A minha alma está profundamente triste                (Mc. 14:34a).

No entanto este estado parece não ser normal. O salmista demonstra um inconformismo com o seu abatimento espiritual.

O que deve ser natural em nós é a alegria, pois, este é o fruto do espírito (Gl.5); a ordem bíblica é para que nos alegremos.

Como então se transportar do desanimo para a motivação, da tristeza espiritual para a alegria? O texto pode nos indicar dois caminhos:

I – CONHEÇER A CAUSA DA TRISTEZA ESPIRITUAL

Certamente o pecado produz em nós uma tristeza segundo Deus (1 co. 7:10). Quem não confessa e deixa o seu pecado experimenta uma tristeza intensa (Sl. 32:3).

No entanto parece não ser o caso aqui Deus está bem espiritualmente:

– Ele tem sede de Deus – 42:1, 2.

– Ele se alegra nas coisas de Deus – 42:4

– Ele ora continuamente – 42:8.

No entanto existem dois a fatores aqui que nos indicam porque ele está tão triste. O primeiro pode ser visto no verso 2 indica que ele está longe da casa de Deus, longe e Jerusalém. Possivelmente ele está no norte da Palestina em Mizar (v.6).

O salmo 137 nos fala da impossibilidade de nos alegrarmos quando estamos em terra estranha (v.4).

Em segundo lugar ele sofria as palavras duras de pessoas que o cercavam            (v. 3,10).

O teu Deus onde está? A falta de conforto espiritual dos irmãos é uma das maiores causas de depressão espiritual dos crentes. Neste salmo o autor reclama tanto a falta do conforto espiritual como as palavras duras dos ímpios (v.3,10; 43:2).

Assim este homem se sente saudoso da casa de Deus, com necessidade do conforto dos irmãos e entristecido com a dureza da palavras que o rodeiam. A conseqüência é a depressão espiritual.

Será que nos identificamos com o salmista nestes pontos?

II – SABER O CAMINHO DA CURA

  • Em cada parte onde o salmista demonstra sua tristeza, ele aponta para a cura de sua alma (42:5, 11;43:5).
  • Ele não se entrega ao mau humor, mas ordena a ele mesmo que veja em Deus a solução.
  • A sua mente repreende o seu coração, e sua razão ordena à sua emoção que não se abala, mas olha para Deus.
  • Ele não aceita a autopiedade ou permite ter baixa-autoestima, mas levanta o rosto para Deus.
  • Ele não espera que os homens deixem de atacá-lo ou que lhe confortam, ele entende que precisa tratar com Deus. Ele diz: Espera em Deus.
  • O seu auxílio não vem do homem, mas do seu Deus (43:5).

CONCLUSÃO – A cura para a depressão não é olhar para nossa tristeza interior, nem relembrar o passado, nem ficar pensando nos nossos problemas, mas olhar para o alto, para o Deus vivo. Ele é nosso auxílio e nosso Deus, e se confiarmos nEle agora, logo teremos razão para louvá-lo novamente. Então, como um escritor resume: “a fé repreende o desânimo e a esperança triunfa sobre o desespero”.

Ó alma, por que se abater, espera no Senhor

E ao Seu nome dê louvor.

Louve a Deus, Ele é o meu auxílio,

Louve a Deus, a alegria do meu ser,

louve a Deus, Ele é a minha vida, a razão do meu viver!

Ó alma, porque abater, espera n Senhor;

e ao Seu nome dê louvor.

O salmista nos ensina que se olharmos para nós mesmos ficaremos desanimados; se esperarmos o conforto dos homens, ficaremos decepcionados, se permitirmos que a dureza das palavras dos inimigos nos atinjam, ficaremos esmigalhados (42:10); mas se olharmos para Deus, se esperamos nele, se buscarmos a sua presença, encontraremos auxílio.

Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários

comments

Contribua com sua opinião