Desejai radentemnete como crianças recém-nascidas alimentar-se da palavra de Deus.

A “Sagrada Escritura contém perfeitamente a vontade de Deus e suficientemente ensina tudo o que o homem deve crer para ser salvo. Nela, Deus descreveu por extenso, toda a maneira de servi-lo”. Porque “toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2 Tm 3.16-17). Esse são motivos para desejarmos a Palavra de Deus. Ela deve estar perto de nós. Porque é pela palavra de Deus que crescemos na fé. Ela nos orienta, dando-nos tudo o que é necessário para a nossa vida espiritual.
Temos que ter um desejo imenso pela palavra de Deus. Para obtermos conhecimento da vontade de Deus. Para crescermos espiritualmente na sua palavra. Desejemos ardentemente essa palavra, como se nós estivéssemos com fome. Porque essa fome deve brota da nossa alma. Com um desejo genuíno de realmente alimentar-se dessa palavra divina.
Eu vos proclamo a palavra de Deus no seguinte tema.

Desejai ardentemente como crianças recém-nascidas alimentar-se da palavra de Deus.
1. Para ter crescimento para a salvação.

Irmãos, o que o apóstolo Pedro quer dizer com a frase: Desejai ardentemente como criancinhas recém-nascidas o puro leite espiritual? Quando uma criança recém-nascida está com fome, ela para avisar que está com fome começa a chorar. Ela deseja alimentar-se ardentemente! É o único meio que ela conhece pra pedir comida. Ela não conhece outra linguagem para avisar que precisa urgentemente da comida para sobreviver.
Assim deve ser o crente! Ele é como uma criança. Ele deve desejar ardentemente de todo o coração esse leite espiritual. O apóstolo Pedro está falando de uma maneira figurada. Ele usa essa linguagem para falar da palavra de Deus. Esse leite espiritual é a palavra de Deus, a qual o crente deve de todo o coração desejar com muito fervor. Ele deve ter um apetite muito grande pela palavra de Deus.
Pedro escreveu essa carta aos crentes dispersos por causa da perseguição do império romano. Esses crentes estavam sofrendo por causa da perseguição. O apóstolo chama-os de peregrinos. Eles estão nesse mundo, mas não são deste mundo. Eles pertencem ao reino de Cristo. A vida nesta terra é passageira. É isso que o apóstolo quer ensinar a esses eleitos de Cristo. Que eles não fazem parte deste reino de pecado, mas pertencem ao reino de Cristo.
O apóstolo no capítulo 1.22-23 diz: “Tendo purificado as vossas almas, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos de coração uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados, não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente”.
Pedro começa a lembrar-lhes, que no passado eles eram incrédulos. Viviam no curso desse mundo. Eles eram inimigos de Deus. Estavam debaixo da ira de Deus.
Mas agora Pedro diz que eles foram regenerados! O que isto quer dizer? Quer dizer que eles receberam o perdão de Jesus Cristo! Eles agora são pessoas que vivem para Cristo. E eles receberam esse conhecimento através da palavra de Deus. O evangelho de Jesus Cristo. Que é semente incorruptível. Essa palavra permanece para sempre. Ela é a revelação, a apresentação do Filho de Deus. O evangelho é o poder de Deus para a salvação de todos aqueles que crêem.
É por esse motivo que o apóstolo Pedro diz que temos que desejar ardentemente por essa palavra maravilhosa. Devemos sempre nos alimentar da palavra de Deus.
Essa palavra maravilhosa nos leva para Cristo. Ela é poderosa para nos transformar. Ela nos mostra o caminho de volta para Deus. Através dela vamos crescer como crianças sadias que tomam o leite materno. Ela nos revela o Senhor Jesus como o único caminho. O único que pode nos salvar.
Por isso, devemos nos alimentar dessa palavra. Para que nos aperfeiçoemos mais e mais para dentro da salvação que Cristo conquistou para nós. Esse se alimentar da palavra de Deus tem um resultado. E o resultado é a vida eterna em Cristo Jesus. É ir para o alvo que é Cristo. Para a salvação eterna.
Temos a revelação do sacrifício de Jesus Cristo para nos dar o perdão dos pecados. Esse conhecimento nos é revelado por meio de sua palavra. Aprouve a Deus dar-nos sua palavra para que possamos conhecer seu plano de salvação. O conhecimento do plano de salvação vem através de sua palavra revelada. O povo de Israel ansiava pelo Messias, esperando o dia da chegada do Messias. Eles viviam com essa esperança, confiando na promessa de que Deus enviaria o Salvador. Eles ansiavam por ver o Salvador de Israel, mas não virão.
Nós, porém, temos a revelação de Deus de que o Messias veio. Ele nasceu, cresceu, sofreu, morreu, ressuscitou e ascendeu ao céu onde está sentado a direita de Deus como cabeça de Sua Igreja e governando tudo em nome de Seu Pai.
Como nós sabemos tudo isso? De onde tiramos esse conhecimento todo? Por que você crê em Jesus Cristo? Por que você chama-o de Senhor? Há explicação para isso? Você pode explicar a sua salvação? Como? De onde vem esse conhecimento?
Só existe uma única resposta. Temos esse conhecimento através da palavra de Deus. Ela nos testifica claramente o amor de Deus. Nos ensinando um amor imerecido. Um amor que é graça, misericórdia para conosco. Entregando seu único Filho por amor de nós. Para nos dar a vida eterna. Tudo isso nos é revelado na palavra de Deus. Temos esse conhecimento através do nosso apetite em devorar a palavra. Querendo sempre estudá-la. Buscando crescimento espiritual. Só encontramos esse alimento na palavra de Deus. Que é rica em vitamina para a nossa alma.
Como estar o vosso apetite para com a palavra de Deus? Os irmãos estão desejando mais e mais pela palavra de Deus?
É através da palavra que o Espírito Santo opera a fé em nós. No momento que desprezamos a palavra de Deus, estamos mostrando uma falta de fé pela palavra e pelo próprio Deus que é o autor da Bíblia.
Tenham um apetite imenso pela palavra de Deus. Devore essa palavra. Aprendam mais e mais o que Deus requer de você. Não deixe sua Bíblia guardada durante toda semana e só no domingo você a pega para vir para a igreja. Pelo contrário, leia todos os dias a palavra de Deus. Medite nela dia e noite. Ela é o nosso alimento espiritual. Ela nos alimenta para suportarmos as dificuldades. Ela nos dar crescimento para a salvação no Senhor Jesus Cristo. Ela nos ensina que somos pessoas regeneradas no sangue de Cristo. Cristo nos salvou da morte eterna e, a palavra de Deus nos ensina isso. Essa palavra é pura, sem mancha, perfeita. Porque ela vem de Deus.
Por isso precisamos do genuíno leite espiritual. Para vivermos em santidade perante Deus. E isso nos leva ao segundo ponto.

Desejai ardentemente como crianças recém-nascidas alimentar-se da palavra de Deus.
2. Para ter uma vida santa.

Irmãos, o alimentar-se da palavra de Deus tem um resultado muito grande na vida do crente. O crente deve viver diferente do modo que vivia antes. Ele não mais deve viver na prática do pecado. Ele não deve fazer o que fazia no passado. Mas deve viver em santidade perante Deus e os homens.
É por isso que Pedro diz no verso 1: “Despojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas, e de toda sorte de maledicências”.
O ato de despojar significa deixar de lado, deixar para trás. Significa tirar a roupa velha e vestir a roupa nova, deixando a roupa velha para trás. A roupa de iniqüidade.
Mas, por que esses pecados? Porque somos peregrinos, e isso pode nos atrapalhar na comunhão com os irmãos e com Deus, na perseverança dos santos e muito mais.
Esses pecados são obstáculos na vida do crente. O crente tem que deixar tudo, que antes dominava sua vida e, agora buscar mais e mais a santificação em Cristo Jesus.
O apóstolo Pedro escreveu aos irmãos que viviam na Dispersão no Ponto, Gálacia, Capadócia, Ásia, e Bitínia (1 Pe 1.1), dizendo que eles já foram regenerados. Cristo já os regenerou. Uma ação que aconteceu quando eles creram em Cristo como seu Salvador. Isso não quer dizer que eles são perfeitos por serem regenerados. Que agora não pecam mais. Não! A regeneração é um processo que vai transformando mais e mais a vida dos crentes. E essa transformação vamos ver através da vida que o crente leva. Essa transformação será percebida por todos que estão ao seu redor.
Por isso, o apóstolo Pedro está ensinando que os crentes são peregrinos nesta terra. Eles não podem viver como cidadão deste reino, porque os crentes pertencem a outro reino. Ao reino de Cristo Jesus.
Nós somos novas criaturas, e devemos deixar toda MALDADE, quer dizer, toda maldade aqui corresponde a toda iniqüidade do mundo pagão. Não devemos praticar as abominações que os descrentes praticam. Pelo contrário, devemos deixar toda sorte de maldade de lado, para trás.
Devemos buscar a perfeição em Cristo Jesus. Uma vida em que os descrentes possam olhar para nós e ver que somos servos de Cristo Jesus. E desse modo Cristo seja honrado e glorificado. A maldade não nos domina mais. Estamos debaixo do regime de Cristo. Isso significa que devemos viver conforme a vontade do nosso Senhor Jesus Cristo. Deixando tudo que nos atrapalhe na comunhão com Deus. Na nossa santificação. Não devemos entristecer o Espírito Santo com nossos pecados, mas devemos nos santificar. Buscando estar cada vez mais perto de Cristo. Sabendo que fomos regenerados.
Devemos deixar todo dolo de lado, ou seja, todo engano. Não devemos ser pessoas traiçoeiras que não mede meios para tirar vantagens em cima dos outros. Mesmo que para isso tenha que prejudicar outra pessoa. Não se importando com quem estar ao seu redor. Nós devemos ser diferentes. Devemos ser pessoas que se preocupam com o nosso próximo. Querendo sempre fazer o que é certo. Devemos evitar o mal do próximo tanto quando possível. Nossos atos devem combinar com as nossas palavras. Devemos viver o que falamos, como Cristo e seus discípulos. Isso é uma marca de um verdadeiro filho de Deus.
Também não devemos ser hipócritas e invejosos. Sendo um tipo de pessoa na frente dos outros, mas por trás somos totalmente diferentes. Como se estivéssemos usando uma mascára. Desse modo de vida não vamos passar de um ator. Que estar representando um personagem. Não devemos mostrar virtudes que não temos. Pelo contrário, devemos ser o mesmo em todas as horas. Sendo pessoas com as virtudes de nosso Senhor Jesus Cristo. Devemos viver aquilo que fazemos. Cristo viveu o que Ele ensinou. E Ele quer que os crentes vivam como Ele viveu. Sendo um legítimo filho de Deus.
Nem devemos ter invejas das pessoas, cobiçando os bens do próximo, a mulher do próximo. Não devemos deixar a inveja tomar conta do nosso coração. A inveja pode até matar o nosso próximo. Não tenham invejas das coisas que os outros têm. Devemos nos contentar com o que Deus nos dar. O que temos já é uma dádiva imerecida que Deus nos dar. Ele nos concede tudo o que temos em nossas mãos. Ele nos sustenta e nos guarda. Não precisamos ter esse sentimento detestável no nosso coração. Lance-o para fora do seu coração e viva como um autêntico filho do reino de Deus.
Devemos deixar toda sorte de maledicências. Maledicência é você falar mal do seu próximo. Falando tão mal aponto de prejudicar o próximo. Esse falatório arruína com a vida da pessoa. Esse falatório é como uma lança que penetra o coração daquele que é o alvo do falatório.
Devemos deixar todos esses pecados de lado. Deixando para trás, porque somos novas criaturas em Cristo Jesus. Transformadas no sangue de Cristo.
O alimento espiritual nos ensina o caminho, nos capacita para esse fim. Para a santidade de vida. Não mais seremos escravos do pecado, ao contrário, somos libertos do pecado. Devemos nos revestir do novo homem a imagem de Cristo.
Tudo que venha a prejudicar na nossa caminhada deve ser tirado do caminho. Não devemos alimentar a nossa velha natureza, mas mortificá-la cada vez mais.
Só através do alimento contínuo da palavra de Deus podemos conseguir esse alvo. Porque ela nos ensina a lutar contra o pecado. Ela nos leva para Cristo. E cada vez mais nos alimentando da palavra de Deus, mais estaremos capacitados para viver em santidade, em Cristo Jesus. A palavra de Deus nos ensina o caminho da santidade. Devemos ler para obtermos esse conhecimento.
Esse crescimento para a santidade nos é dado de graça por Cristo. Não existe bondade maior do que essa regeneração, essa transformação que sofremos. Pois a bondade do Senhor é muito grande para conosco.
Isso nos leva ao terceiro ponto.

Desejai ardentemente como crianças recém-nascidas alimentar-se da palavra de Deus.
3. Para ter experiência da bondade do Senhor.

Como podemos ter a experiência da bondade do Senhor? O apóstolo Pedro faz uma citação do Salmo 34, onde Davi declara sua experiência no Senhor. Davi que estava fugindo de Saul, foi para a terra de Gate, do rei Aquis. Davi teve que fingir que estava louco para Aquis não matá-lo (1 Sm 21.10-15).
Depois desse livramento Davi compõe esse Salmo expressando sua gratidão e confiança no Senhor. E ele declara de todo o coração no verso 8 do Salmo 34 dizendo: “Oh! Provai, e vede que o senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia”.
Nesse versículo Davi indiretamente está chamando a atenção dos descrentes para reconhecerem a bondade do Senhor. Mostrando que eles devem tudo a bondade do Senhor, que dar comida, água e tudo o que eles têm. Davi convocá-os a reconhecer a bondade do Senhor. Ele convoca os descrentes a reconhecerem a bondade do Senhor baseado no conhecimento de Deus e na sua própria experiência. Davi tem a experiência da bondade do Senhor em sua vida. Ele reconhece que até agora está vivendo pela bondade do Senhor para com ele. É por isso que ele diz: “bem-aventurado o homem que nele se refugia”.
Davi se refugia no Senhor. Sabendo que ele dependia do Senhor para viver. O Senhor é quem cuida dele em qualquer situação.
Agora o apóstolo Pedro aplica esse mesmo verso em sua carta, o que ele quer dizer com isso? Pedro aplica o Salmo 34 aqui dizendo que já temos a experiência da bondade do Senhor. Como nós temos essa experiência da bondade do Senhor?
A bondade do Senhor a que Pedro se refere tem haver com o amor de Deus em enviar Seu único Filho para morrer em nosso lugar. Essa bondade podemos ver nas Escrituras e podemos sentir em nosso coração essa bondade para conosco. Temos a vida eterna em Cristo Jesus. Existe bondade maior do que essa? De Deus ter enviado seu único Filho para morrer por nós? Não existe amor igual a esse amor!
Temos a vida eterna. Ganhamos por pura graça essa vida em Cristo. É motivo de adoração da nossa parte. Louvemos ao Senhor por essa palavra maravilhosa que nos dar crescimento para a salvação, para santidade e para reconhecer a bondade do Senhor. Desejai ardentemente como criancinhas recém-nascidas o verdadeiro e puro leite espiritual.
Amém.


Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários no Facebook