Estratégias de Conquista

O livro de Josué contém cinco estratégias reveladas pelo Senhor para que Seu povo conquistasse a Terra Prometida. São as mesmas que o Espírito Santo revela à Igreja com vistas ao seu crescimento.

Santidade dos Líderes e do Povo: A palavra que Deus deu aos Israelitas em Js 7:13 esclarece bem as conseqüências da falta de santidade para o povo de Deus: Levanta-te, santifica o povo… diante dos teus inimigos não poderás suster-te até que tires o anátema do meio de vós. O Senhor deixou bem claro que não haveria vitória sem santidade! Em contrapartida, ao seu povo santo, Ele prometeu: Santificai-vos, porque amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós (Js 3:15). Longe de nós esteja o padrão de sacerdócio exercido por Nadabe e Abiú, filhos de Arão, que ofereceram fogo estranho ao Senhor (Lv 10:1). Cada um cuide de examinar a sua tenda e livre-a daquilo que Acã omitiu (Js 7:21).

Obediência à Palavra: As primeiras instruções do Senhor a Josué são muito enfáticas: não se apartar da Sua Palavra, conhecendo e praticando Seus mandamentos (Js 1:8). Antes da conquista de Jericó, quando Josué conduziu o povo a cumprir à risca a ordem de Deus de simplesmente marchar ao redor da cidade por sete dias, houve um encontro dele com o Senhor. Eis a preocupação de Josué: Que diz meu Senhor ao seu servo? (Js 5:14). Em Js 11:15 temos o registro de que a obediência foi ingrediente para que o povo de Deus vencesse trinta e um reis de Canaã e seus exércitos.

Confiança no Poder de Deus: O Senhor foi muito claro em sua promessa ao seu povo: Todo lugar que pisar a planta do vosso pé vo-lo tenho dado (Js 1:3). O livro de Josué contém o registro de várias maravilhas operadas pelo Senhor em favor de Seu povo. Tais maravilhas nos inspiram a também confiarmos que Jesus é o Príncipe do Exército do Senhor (Js 5:13 e 14) e que peleja por nós! Eis uma relação de maravilhas operadas pelo Senhor em Josué: as águas do Jordão se abriram (3:16), os muros de Jericó caíram (6:20), pedras dos céus caíram sobre os inimigos (10:11), o Sol e a Lua se detiveram por horas (10:12-15), um grande exército desbaratado pelo Senhor (11:4).

Unidade do Povo de Deus: No capítulo 10 do livro de Josué encontramos o testemunho de que a unidade foi fundamental à conquista de Canaã. No verso 25, encontramos a promessa do Senhor de agir contra os inimigos de seu Povo e a partir do verso 29 temos o relato de que Josué e todo o Israel com ele se dedicaram à luta. A informação de que todo o povo estava unido com Josué se repete nos versos 31, 34, 36, 38 e 43.

Esta estratégia é enfatizada no Novo Testamento. Jesus ensinou acerca da necessidade de vivermos em união a fim de cumprirmos nossa vocação como Igreja (João 13:34-35 e 17:11 e 21). A Igreja dos Apóstolos colocou em prática estes ensinos (Atos 4:32-37). O apóstolo Paulo deu ênfase a este ensino em suas Epístolas (Rm 12:16, II Co 2:10, Gl 5:14 e 15, Ef 4:1-16, etc).

Disposição para a Luta: No primeiro capítulo de Josué constam as instruções que Deus deu ao seu servo que agora assumia a liderança do seu povo. No verso 3 há a promessa: Todo lugar que pisar a planta do vosso pé vo-lo tenho dado. Em seguida, por quatro vezes o Senhor disse a Josué: Esforça-te e tem bom ânimo! (vs. 6, 7, 9 e 18). Sem a atitude de coragem e disposição para lutar e tomar posse da terra as conquistas não se concretizariam. O livro de Josué contém relatos inspiradores de homens de coragem: Calebe, em 14:11 e 12 e 15:13 e 14 e os Valentes e Valorosos, em 10:7 a 10. Este livro nos ensina também que quando falta a disposição para tomarmos posse das bênçãos do Senhor elas acabam se perdendo (18:3).

Que o Senhor nos ajude a entendermos e praticarmos estas estratégias fielmente a fim de desfrutarmos de todas as conquistas que Ele planejou para nós!

Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários no Facebook