Idoso é seu pai

Neste sermão vamos aprender sobre o respeito ao idoso.

Texto: Lv 19.32

INTRODUÇÃO08

Já chamou ou insinuou que alguém é idoso? Já passei alguns constrangimentos nas filas preferenciais de supermercados, ao dar vaga para quem estava atrás de mim.

Quase respondiam: Idoso é seu pai!

Esta semana participamos (pastores e líderes) de uma palestra com o Pr. Amós, coreano. Sabemos do respeito que há em culturas Orientais pelos seus idosos.

Ele fez algumas reflexões sobre este assunto durante o estudo, e lançou luz sobre a questão quando disse que comprou uma televisão moderna, mas não conseguia sequer entender o controle remoto da televisão, tendo que chamar sua filha para ajudá-lo. Pensou no lugar da filha:

“Se um idoso não consegue ligar uma televisão moderna, o que ele poderá me ensinar? Aliás, tenho tudo na Internet…”

DESENVOLVIMENTO

O que um idoso poderá nos oferecer?

A resposta é simples: Sua idade; e com ela todo o temor que devemos ter para com Deus.

A Bíblia é clara quanto ao respeito que devemos ter para com nossos idosos, pois eles representam a autoridade e a presença do conselho de Deus entre Seu povo.

Vejamos um exemplo: em Êxodo 24.1-11 Moisés recebe a confirmação da Aliança que Deus fizera com Israel. Ele então convoca 70 autoridades entre o povo (a palavra aqui é ancião – idoso, v1) para adorarem ao Senhor, de acordo com Seu próprio chamado.

Esses idosos (autoridades) sobem ao monte e de alguma forma veem a Deus… (v9-11) Como poderiam ter visto a Deus e não morrer, de acordo com Êx 33.20? (E acrescentou: “Você não poderá ver a minha face, porque ninguém poderá ver-me e continuar vivo“)

Mas eles viram aquilo que foi uma expressão, mesmo que parcial, do próprio Deus, e este os tratou com misericórdia e sustentou suas vidas. (Mesmo porque Deus pode se manifestar de diversas maneiras – Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido. – João 1:18)

Quero fazer uma afirmação que pode nos ajudar a entender o respeito que devemos ter para com os nossos idosos: Se há alguém que tem mais chance de “ver” a Deus, são nossos idosos.

E assim, de certa forma, poderemos ver a Deus neles…

APLICAÇÕES

1) Os idosos representam a autoridade dada por Deus.

A ideia de que devemos ouvi-los não é apenas cultural, mas divina.

Alcançar idade avançada na Bíblia era ser reconhecido como alguém abençoado por Deus, e ser abençoado por Deus significava autorização para falar de seu relacionamento com Deus.

Não respeitar esta autoridade é não respeitar o próprio Deus.

E quando não respeitamos esta autoridade? Quando achamos que estão ultrapassados, que não têm mais o que nos ensinar, que estão limitados em relação à visão do mundo, quando achamos que sabemos muito mais do que aqueles que já viveram muito antes de nós, etc… Isso é um tiro no pé!

Portanto: Levantem-se na presença dos idosos…

2) Os idosos são dignos de exaltada honra.

Aprendi a amar e respeitar meus avós pelo amor e respeito dispensado a eles pelos meus pais.

Aprendi, inclusive, que em minha família o Evangelho que foi passado de pai para filho, teve a sua âncora nos avós.

Quando Paulo estimula Timóteo a permanecer na fé que recebeu de sua mãe Eunice, mas que primeiro foi aprendida de sua avó Loide, está reconhecendo que vida desta também deve merecer destaque e honra pela fidelidade e cuidado na propagação do Evangelho (2 Tm 1.5). Me espanta que Loide tenha sido citada neste texto porque o cristianismo na época da carta de Paulo a Timóteo tinha apenas 35 anos, muito mais do que a diferença das idades entre avó, mãe e neto. Ou seja, Loide é honrada por sua fidelidade, e por sua direção na educação de um coração disposto a reconhecer o Salvador como o Messias de Deus, quando Ele viesse.

E quando desonramos os idosos? Quando os ignoramos, meneamos a cabeça em sinal de reprovação, desviamos o olhar, não os ouvimos, nos detemos em nossos próprios interesses, etc. Tudo isso é como uma bola de neve, que acaba, depois de muito rolar, sobre as nossas cabeças… Pois estamos caminhando para a famosa Idade de Ouro.

Assim: Honrem os anciãos…

3) Os idosos nos ensinam sobre o temor do Senhor.

Eles sabem a diferença entre ter medo e temer. A quem é dado o peso da autoridade e da honra, este sabe exatamente o que significa temer a quem tem autoridade e honra divinas.

Se um idoso piedoso se prostra diante de algo maior que ele, é melhor darmos atenção a isso.

O Salmo diz que: “Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano; plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. Mesmo na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes, para proclamar que o Senhor é justo. Ele é a minha rocha; nele não há injustiça.” Salmos 92:12-15

Se o justo reconhece em si limitação na velhice, os frutos são para o seu Senhor, a quem devem temor e respeito.

Portanto: temam o seu Deus…

CONCLUSÃO

Quem diz isso, conforme o texto que lemos é o próprio Deus: Eu sou o Senhor!

Assim, o Pentateuco nos ensina que a autoridade, a honra e o respeito dados aos idosos procedem e retornam ao próprio Deus.

Neste caso: Idoso é o nosso Pai celestial, Ancião de Dias, como diz Dn 7.9,13,22, pois não é alguém que possui um reino que passará, e que tem toda autoridade, honra e respeito dedicadas a Si, por toda a eternidade.

Autor: Pr. Josimar Júnior

Visite: www.ejesus.com.br

Comentários

comments

Sobre Antonio C. Barro

É professor da Faculdade Teológica Sul-Americana, em Londrina. Formado em teologia, com mestrado e doutorado pelo Fuller Theological Seminary, nos Estados Unidos. É o criador e editor do blog cristão: www.coisado.com.br

Contribua com sua opinião