Esta mensagem é a respeito do absoluto poder da presença de Deus – e de como podemos nos apropriar deste poder! As escrituras oferecem inúmeros exemplos de como a presença de Deus dá poder aos seus filhos para que eles vivam para Ele. E um dos maiores exemplos é encontrado na vida de Moisés.

Moisés estava convencido de que sem a presença de Deus em sua vida, lhe seria inútil se empenhar por qualquer coisa. Ao falar face a face com o Senhor, disse: …Se a tua presença não vai comigo, não nos faça subir deste lugar (Êxodo 33:15). Ele estava dizendo: Senhor, sem a tua presença não irei a lugar algum. Não darei nem um passo a menos que tenha certeza de que estás comigo!

Moisés sabia que era a presença de Deus em Israel que havia separado este povo de todas as outras nações. E o mesmo se aplica em relação à igreja de Jesus Cristo atualmente. A única coisa que nos diferencia dos incrédulos é Deus estar conosco – levando-nos, guiando-nos, operando a Sua vontade em nós e através de nós.

Moisés não estava preocupado sobre como as outras nações recebiam orientação, formavam suas estratégias, conduziam os seus governos ou dirigiam os seus exércitos. Ele disse: Operamos baseados em um único princípio. A única maneira de sermos guiados ou governados, de enfrentarmos a guerra e de sobrevivermos neste deserto, é ter a presença de Deus conosco!

Quando a presença do Senhor está no meio de nós, ninguém pode nos fazer mal. Mas sem Ele, somos frágeis, reduzidos à nada. Que todas as nações do mundo confiem em seus exércitos poderosos, em seus carros de ferro, em seus valentes soldados, em suas novas armas. Nós confiaremos na manifesta presença de nosso Deus!

Eis como Deus respondeu à ousada declaração de Moisés: …A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso (verso 14). Que promessa incrível! Em hebraico a palavra descanso aqui significa um repouso confortável, tranqüilo. Deus estava dizendo: Não importa que tipo de inimigos ou de lutas tenha de enfrentar, você sempre poderá encontrar descanso tranqüilo em mim!

Pense nisto: se uma igreja possui a manifesta presença de Deus em seu meio, inexistirá qualquer agitação, ansiedade ou esforço próprio. Os cultos de adoração não serão apressados, com três hinos, ofertas e um breve sermão. Em vez disto, haverá paz serena, um descanso tranqüilo – e qualquer pessoa que entrar perceberá isto!

Naturalmente, isto não significa que uma igreja não possa viver um louvor ruidoso ou um culto exuberante. Pelo contrário, creio que estas coisas freqüentemente são o resultado de pessoas estarem em descanso. O corpo eclesiástico que possua a presença de Deus em seu meio viverá, mover-se-á e prestará adoração com serena confiança no Senhor em todas as ocasiões.

O mesmo se aplica a todo cristão individualmente. Se você tem a presença de Jesus em sua vida, experimentará a divina ordem da parte de Deus. Você terá paz, tranquilidade, sem impaciência ou ansiedade, sem precisar correr de um lado a outro para buscar orientação, sem a sensação de que o chão está se abrindo. Você viverá em descanso, sabendo que Deus está no controle de tudo!


O Velho Testamento Está Cheio de Narrativas de Bênçãos Maravilhosas
que Vieram Sobre Aqueles Que Tinham a Presença de Deus Consigo.


Preste atenção nos exemplos de bênçãos, no Velho Testamento, que a presença de Deus trouxe às vidas de seus seguidores:

  • A presença de Deus foi tão evidente na vida de Abraão, que até os ímpios que o cercavam reconheciam a diferença que havia entre as suas vidas e a dele: …Abimeleque e Ficol…disseram a Abraão: Deus é contigo em tudo o que fazes (Gênesis 21:22). Este rei ímpio estava dizendo o seguinte: Abraão, há algo de diferente em você. Deus lhe guia, lhe preserva e abençoa por onde você vai!
  • Deus prometeu a Josué que nenhum inimigo poderia lhe resistir quando a presença de Deus estivesse com ele: Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Sê forte e corajoso… (Josué 1:5-6). Quando o Espírito de Deus é presente conosco, podemos ser fortes e corajosos – porque nenhum inimigo poderá nos molestar!
  • Deus disse a Gideão: …O Senhor é contigo, homem valente…Vai nesta tua força e livra Israel… (Juizes 6:12,14). A expressão tua força neste versículo refere-se ao verso anterior: O Senhor é contigo. Você vê o que Deus está dizendo? Gideão, há uma força em você que é tão poderosa, que pode salvar Israel. E esta força é a minha presença! As escrituras revelam que Gideão era covarde – então, por que Deus lhe chamou de homem valente? É porque desejava provar a Gideão o que qualquer pessoa pode fazer quando a presença de Deus está com ele!
  • Deus preveniu Jeremias de que o país inteiro se viraria contra ele e rejeitaria as suas profecias. Contudo Deus prometeu: …eles pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo para te salvar, para te livrar deles… (Jeremias 15:20). Deus estava dizendo: Não importa se o país inteiro se vira contra você, Jeremias. O que importa é que a minha presença está com você. Confie em que estou com você!
  • Deus falou a Isaías de uma promessa especial que Ele faz àqueles que ama: …Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque eu sou o Senhor, teu Deus…e eu te amei…Não temas, pois, porque sou contigo… (Isaías 43: 1-5).

Deus estava dizendo: Com a minha presença habitando em você, você pode passar por qualquer inundação ou por qualquer fogo e sobreviver. Porém, você não sobreviverá simplesmente. Você será abençoado e favorecido em tudo isto, porque a minha presença está com você!

Estas passagens do Velho Testamento não são simplesmente histórias mortas. Elas têm o objetivo de nos encorajar e exortar a buscar a presença de Deus em nossas vidas. Podemos agradecer a Deus pelo que a Sua presença fez por Abraão, Josué, Gideão, Jeremias, e todo Israel. Contudo, cada um de nós possui um testemunho poderoso do que a presença de Deus tem feito por nós – guiando as nossas vidas, abrindo portas, removendo os obstáculos, derretendo os corações, tornando-nos destemidos.

Vi isto se comprovar em minha vida. Você pode dizer: Você está contando vantagem! Não – o fato, é que a presença de Deus tem estado comigo apesar de mim mesmo!

Quando iniciamos a Igreja de Times Square na cidade de Nova Iorque há dez anos, a presença de Cristo emanava de nós em tudo que fazíamos. Eu me lembro de entrar no escritório de um famoso produtor da Broadway em busca de um teatro para usar como igreja. A equipe e as secretárias deste homem zombavam de mim; as suas palavras e as suas atitudes asseguravam que eu, um modesto pastor, não seria capaz de conseguir uma entrevista com ele. Em verdade, eu achava que poderia até ser chutado para fora. Mas então o produtor saiu de seu escritório – e ao me ver, convidou-me para entrar!

Nas várias semanas que seguiram-se, o produtor e eu conhecemos um ao outro. Algumas vezes ele olhava para mim do outro lado de sua mesa e dizia, Eu não sei porque estou gastando tanto tempo com você. A minha agenda está abarrotada! Mas todas as vezes que eu entrava nas dependências de seu escritório, a sua secretária me passava na frente de todas as outras visitas, e dizia: Pode entrar, Reverendo – ele está lhe esperando!

Depois de algum tempo, este homem vendeu o seu teatro mais importante para que o usássemos para a Igreja de Times Square. Até ao assinar os documentos de venda, ele dizia: Não sei o porquê estou fazendo isto!. Foi só a presença de Deus que o levou a vender aquele edifício para nós. Poucos anos após a venda ter sido feita, ele e seus advogados estavam suplicando para comprá-lo de volta!

Vi também Deus mudando os corações de outras pessoas. O homem que era proprietário do edifício junto ao nosso recusava-se a vendê-lo a nós, como anexo. Mas com o tempo ele se tornou amigo meu, e posteriormente veio a vender o prédio para nós. O tempo todo ele ficava falando: Alguém lá no céu está trabalhando por você!

Este é o poder da presença de Deus. E todo cristão pode testemunhar da mesma maneira: Grandes coisas tem feito a presença de Deus comigo!

Há Uma Condição Necessária Para Se Obter e Se
Manter a Presença de Deus em Nossas Vidas.

Deus determina uma condição para a Sua presença em nossas vidas. Esta condição é encontrada em 2 Crônicas 15. No capítulo anterior, o rei Asa havia conduzido os exércitos de Judá à uma grande vitória contra o exército etíope de um milhão de homens. Porém, Asa testificou que fôra a presença de Deus que havia dispersado o inimigo:

Clamou Asa ao Senhor, seu Deus, e disse: Senhor, além de ti não há quem possa socorrer numa batalha entre o poderoso e o fraco; ajuda-nos, pois, Senhor, nosso Deus, porque em ti confiamos (descansamos) e no teu nome viemos contra esta multidão…O Senhor feriu os etíopes diante de Asa… (2 Crônicas 14: 11-12).

Quando Asa e os seus exércitos voltavam em triunfante procissão para Jerusalém, um profeta chamado Azarias os encontrou nos portões da cidade com esta mensagem da parte de Deus: …Ouvi-me, Asa…O Senhor está convosco, enquanto vós estais com ele; se o buscardes, ele se deixará achar; porém, se o deixardes, vos deixará. Israel esteve por muito tempo sem o verdadeiro Deus…Mas, quando, na sua angústia, eles voltaram ao Senhor, Deus de Israel, e o buscaram, foi por eles achado (2 Cron. 15: 1-4).

Aqui está o segredo de se conseguir e de se manter a presença de Deus em sua vida. O Senhor lembrou a Asa, a queima roupa e sem rodeios: Asa, nunca se esqueça de como você conseguiu esta vitória. Você Me buscou de todo o seu coração, voltando-se inteiro para Mim, quando estava em dificuldades – e Eu lhe enviei a minha presença. Foi a minha presença que pôs os seus inimigos em retirada!

Agora Azarias dizia a Asa: Você se lembra de como era o reino antes de assumir o poder? Tudo estava indo mal, sem lei, sem liderança, sem ensinamentos de justiça. Cada um tinha a sua própria lei, cada um fazia o que queria!

Este é um quadro correto de muitos lares cristãos atualmente. Tudo desordenado, sem autoridade, sem paz, nem repouso. Todo mundo faz o que lhe agrada. Muitas destas famílias se transformaram em um caos trágico e desordenado.

Porém a coisa não precisa ser assim. Nenhum lar cristão precisa ser desordenado. As promessas de Deus são imutáveis, e a Sua palavra garante: Pelo resto de sua vida – enquanto você continuar a me buscar – Eu estarei consigo. Toda vez que Me invocar, sempre serei achado por você!

Isto não se trata de teologia complicada. Para simplificar, se o esposo e a esposa – ou se simplesmente um deles – estão buscando o Senhor, não há necessidade de o seu lar ser perturbado ou sem lei. Qualquer pessoa pode possuir a continuada presença do Senhor, se ele ou ela simplesmente O buscarem neste sentido. …O Senhor…se deixará achar… (2 Crônicas 15:2). O original hebraico aqui para achar é matsa, significando a sua presença surgindo para capacitar, para abençoar. Em resumo, este versículo nos diz: Busque o Senhor com o seu coração inteiro, e Ele irá até você com Sua presença. Na realidade, a Sua presença será um onipotente poder que emanará de sua vida!

De Acordo Com as Escrituras, a Nossa Maior Preocupação Deve Ser a de Continuarmos Buscando a Deus, Para Assegurar a Sua Presença Conosco.

Deus promove a Sua aliança de graça com cada um dos crentes. Esta aliança é substanciada em promessas como: Deus lançou sobre Cristo a iniquidade de todos nós. Jesus Se tornou maldição para nós. Ele nunca nos deixará e nem nos abandonará. Contudo, Deus também faz certas promessas, especiais, para todos aqueles que se determinam a buscá-lo de todo coração. Uma destas promessas é um pacto da presença de Deus. Contudo, este pacto é essencialmente condicional. As escrituras deixam claro que se nos mantivermos de acordo com a regra desta aliança, desfrutaremos da incrível bênção da presença de Deus em nossas vidas. E isso não se refere apenas às questões da salvação. Ela fala de buscarmos a Deus de tal maneira, que a Sua presença impressionante se derrama sobre nós – e é vista e percebida por todos!

Deus revelou esta aliança de Sua presença através de um profeta sem nome que trouxe uma mensagem para Eli, o sumo sacerdote de Israel. Na época, Eli havia se desviado. O Senhor havia lhe falado, avisando-o para que não permitisse o pecado e não fizesse concessões. Mas Eli havia ignorado todas as palavras de Deus. E agora, esse profeta sem nome falava para Eli: …diz o Senhor, Deus de Israel: Na verdade, dissera eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém, agora, diz o Senhor: Longe de mim tal cousa, porque aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos (I Samuel 2:30).

A expressão desmerecida tem a ver com Deus fazendo dispersar a Sua presença. Não significa que a pessoa é amaldiçoada, mas que ela terá de andar no poder de sua própria carne. Deus estava dizendo para Eli: Eu pretendia abençoar a sua casa, lhe favorecer. Mas você Me desprezou, tornando-se tolerante com o pecado e permitindo que as suas cobiças Me colocassem de lado. Agora vou retirar a minha presença de você!

Muitos vêm a Cristo com uma grande explosão inicial de fé. Mas com o tempo o seu zelo vai se fragilizando, e começam a negligenciar o Senhor. Eles desmerecem os Seus mandamentos e voltam a seus antigos caminhos de pecado. No entanto ainda acham que a presença de Deus permanece com eles. Não – isso é brincadeira, mentira, enganação! A Bíblia deixa claro: se você o deixa de lado, Ele o deixa de lado!

As promessas de Deus nunca falham. Mas algumas delas – como a aliança de Sua presença – são totalmente condicionais. Elas requerem mais do que a nossa mera cooperação. É claro que Deus nunca nos abandonará e nem deixará de nos amar. Mas se permanecermos em pecado, a Sua presença cessará de estar conosco – e as nossas vidas não serão mais um instrumento de Sua poderosa presença. Viveremos segundo a carne – nos esforçando, nos debatendo, sem poder e nem orientação!

Só Quando a Presença de Deus Está Sobre Nós é Que Podemos Contemplar, Ver e Compreender a Sua Glória.

Quando Israel estava no deserto, Deus manifestava a Sua presença a eles através de uma nuvem. Esta nuvem era uma manifestação física do compromisso de Deus de estar com o Seu povo. Ela descia e cobria o tabernáculo dia e noite. E ela agia como guia para todas as iniciativas. Quando a nuvem se movia, eles se moviam; quando parava, eles paravam. O povo não precisava de organizar reunião das comissões para tentar descobrir as orientações ou o futuro. Eles colocavam sua confiança na nuvem visível da presença de Deus.

Hoje, aquela mesma nuvem da Sua presença paira sobre o seu lugar secreto de oração. Ela aguarda todos os dias para lhe envolver com a sua paz. Ela lhe guiará, lhe capacitará e lhe dará paz. E dará a você orientação detalhada quanto ao seu lar, ao seu trabalho e quanto aos seus relacionamentos.

O seu quarto em secreto pode estar em qualquer lugar – embaixo do chuveiro, no ônibus ao ir para o seu emprego, enquanto aguarda para ser substituído em seu trabalho. Você pode se fechar para tudo mais que existe e dizer: Senhor, agora eu tenho meia hora. Jesus, eu te amo e te adoro. Vou usar este tempo para os meus segredos contigo!

É maravilhoso se prender a Deus, desenvolvendo uma vida de oração consistente. Deus promete que quando você se torna um servo que O busca, um servo de oração, a presença dEle brota em sua vida – fechando e abrindo portas e produzindo a ordem divina em torno de você. Contudo, algo ainda maior do que isto acontecerá: a presença de Deus lhe levará à uma revelação de Sua glória!

Há uma diferença entre a presença de Deus e a Sua glória. A maioria dos cristãos conhece a Sua presença – as Suas grandes obras em suas vidas – mas poucos conhecem a Sua glória. Em Êxodo, temos um vislumbre desta diferença: Então, a nuvem cobriu a tenda da congregação, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo (Êxodo 40: 34).

O apóstolo Paulo escreve que o corpo de todo crente é o tabernáculo de Deus: Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? (I Cor. 3: 16). Assim como os israelitas viviam sob a nuvem da presença de Deus, estamos constantemente embaixo da cobertura da graça de Deus. Porém, qual é a diferença entre contemplar a presença de Deus e contemplar a Sua glória?


O Senhor Concedeu a Moisés Uma Revelação da Sua Glória.


Moisés buscava em Deus uma manifestação contínua de Sua presença: …para que eu te conheça… (Êxodo 33: 13-14). E Deus lhe respondeu: …A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso (v. 14).

O pedido de Moisés seria bastante suficiente para a maioria dos crentes. Todos queremos a presença de Deus – nos orientando, nos guiando, dando-nos poder, nos abençoando. Em verdade, o que mais um crente poderia querer? Mas possuir a segurança quanto à presença de Deus não era suficiente para Moisés. Ele sabia que havia mais. E ele suplicou: …Rogo-te que me mostres a tua glória (v. 18).

Deus mostrou a Sua glória para Moisés. Mas ela não apareceu em uma nuvem luminosa ou em uma demonstração de poder do tipo de fazer tremer a terra. Não, Deus expressou a Sua glória em uma revelação simples de Sua natureza: E, passando o Senhor por diante dele, clamou: Senhor, Senhor Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade; que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniqüidade, a transgressão e o pecado… (Êxodo 34: 6-7). A glória de Deus era uma revelação da Sua bondade, da Sua misericórdia, do Seu amor e da Sua compaixão!

Ouvi muitos cristãos dizer: Oh, como a glória de Deus visitou a nossa igreja ontem à noite! Foi um louvor tremendo, e as pessoas foram derrubadas pelo Espírito. Mas isto não é prova da manifestação da glória de Deus. Não tem nada a ver com Deus, além das emoções humanas. Não inclui uma revelação de quem Ele é!

Alguns podem argumentar: Mas e a experiência dos discípulos no Monte da Transfiguração? Não foi uma demonstração da glória de Deus? Havia uma luz poderosíssima e a aparição milagrosa de Moisés e de Elias.

Mas a glória de Deus não estava em Moisés ou Elias, ou na luz espetacular. Antes, a Sua glória estava em Jesus: …o seu rosto resplandecia como o sol, e as suas vestes tornaram-se brancas como a luz…e eis, vindo da nuvem, uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi (Mateus 17: 2-5).

Deus estava dizendo: Eis a minha glória em pessoa – em Cristo! Em verdade, Jesus é o cumprimento de tudo aquilo que Deus dissera ser a Moisés – cheio de graça, misericordioso, longânimo, abundante em bondade e em verdade, doador de misericórdia para milhares, perdoador da iniquidade e da transgressão dos pecados. E agora o Senhor estava dizendo: Eis um quadro vivo da minha glória. Está toda personificada no meu Filho!

Já ouvi cristãos dizendo: Se Deus me concedesse uma visão dos horrores do inferno, eu jamais O abandonaria. Eu viveria para Jesus todos os dias! Não: este tipo de visão nunca segura ninguém. Somente uma visão de quem Jesus é – da Sua glória, da Sua graça e misericórdia- vai conservar-nos santos. Conheço um homem que esteve perto da morte e experimentou exatamente estes tipos de visões do inferno. Mais tarde, ele jurou que dedicaria sua vida para Cristo. Mas em algumas semanas esta visão morreu, e ele voltou aos seus caminhos de pecado.

Deus quer abrir os nossos olhos para: …a riqueza da glória da sua herança nos santos (Efésios 1:18). Ele está falando: Toda a glória que revelei a Moisés está personificada em meu Filho. E agora O dei a vocês como sua herança. Vocês têm o direito de o conhecer em toda Sua glória! …nele habita, corporalmente, toda plenitude da Divindade (Coloss. 2:9).

Por que Moisés buscou uma visão da glória de Deus com tanto desespero? Eu acho que a razão está neste versículo: Ali, virei aos filhos de Israel, para que, por minha glória, sejam santificados (Êxodo 29: 43). A palavra santificados aqui significa tornados limpos. Em outras palavras Deus estava dizendo: Moisés, à medida que você e o seu povo me adorarem, Eu me encontrarei com vocês e lhes darei a minha presença. E quando Eu revelar a vocês a minha glória, ela os limpará!

Este é um dos versículos mais poderosos de todas as escrituras. Ele oferece esperança para todos que lutam contra o pecado assediante, e anseiam estar livres e limpos. Deus garante: O teu templo se tornará limpo através de uma revelação da minha glória. E esta revelação está disponível a ti agora mesmo – em meu Filho, Jesus Cristo!

Onde podemos encontrar esta revelação de Cristo? Nós só a encontramos quando vamos às Escrituras! Paulo diz que ao permitirmos que a palavra de Deus reflita em nós uma revelação crescente de Jesus, somos transformados de glória em glória: Mas todos nós, com cara descoberta, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor (2 Coríntios 3:18).

Esta revelação da glória de Deus vai suprir as nossas vidas com um poder protetor: …sobre toda a glória haverá proteção (Isaías 4:5). Em outras palavras, a glória de Deus nos conservará limpos nas piores ocasiões. Satanás poderá mentir para nós: Você é um derrotado! Você engana, mente, é adúltero. Mas poderemos responder: Não, diabo. Tenho um Sumo-Sacerdote – e estou limpo pela visão da Sua glória!

Quando Deus revelou a Moisés todas estas coisas a respeito da Sua natureza, também deu a ele a revelação plena de que …ao culpado não tem por inocente… (Êxodo 34:7). Azarias profetizou para o rei Asa quando este estava em seu período mais próspero: Se você desprezar a glória de Deus – se você desculpar o seu pecado e negligenciar o Senhor – Ele não lhe limpará! …O Senhor está convosco, enquanto vós estais com ele; se o buscardes, ele se deixará achar; porém, se o deixardes, vos deixará (2 Cron. 15:2).

O que Deus está dizendo aqui é tão simples: Gaste o seu tempo conhecendo o meu Filho! Pesquise a minha palavra e busque-Me em seu lugar secreto de oração. Aí, ao permanecer na minha presença, os seus olhos começarão a se abrir para a minha glória. Está tudo revelado em Cristo. Ele é a revelação plena do meu amor, da minha graça, da minha misericórdia, da minha bondade.

Ao refletir continuamente nesta revelação, ela lhe limpará e purificará – porque você se tornará mais e mais como Jesus. Ao ver o quão amoroso e misericordioso Ele é para você, você se tornará mais amoroso e misericordioso para com os outros. E isto será a minha glória revelada em você!

Amado, pare de buscar um sinal. Pare de esperar que alguma força faça tremer o edifício da sua igreja, ou que algum pregador imponha as mãos sobre você e resolva todos os seus problemas. Busque unicamente o Senhor! A Sua palavra deixa claro: ou você desfruta de sua contínua presença ou então será desmerecido: …quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele… (2 Cron. 16:9).

Busque-o de todo o seu coração, e deseje a presença dEle em sua vida diária. Então você conhecerá e experimentará a incrível glória de Deus!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS