O poder da paciência

A Bíblia diz que não é bom que o homem esteja sozinho. Ela relata que fomos criados para viver em comunidade. Não é por acidente que o confinamento numa solitária é considerado punição. Vamos estudar sobre relacionamentos por três razões.

Relacionamentos determinam sua felicidade. Eles são a fonte tanto de grandes prazeres, como de grandes sofrimentos. Um relacionamento pode fazer você se sentir miserável como muito bem. Os psicólogos dizem que a maioria dos problemas emocionais tem suas raízes em relacionamentos errados. Grande parte dos suicídios acontece por causa de relacionamentos doentios. Eles determinam sua felicidade.

Relacionamentos determinam nosso sucesso!
Nossos relacionamentos desenvolvem nosso caráter.
Quem você será daqui a um ano será determinado por duas coisas:

a. As coisas que você permite que entrem em sua mente,
b. As pessoas com as quais você se relaciona.

Com quem gastamos nosso tempo é quem nos influencia. Em nossa sociedade contemporânea os relacionamentos estão se quebrando de modo alarmante. Poucas pessoas sabem como se relacionar bem. E não temos, ao nosso redor, bons modelos para isso. Na TV, com certeza, não temos nenhum.

Já vimos que a Bíblia diz que o Amor é a base para nossos relacionamentos.

Sabemos disso. Mas o problema é que a maioria das pessoas não entende bem o que o Amor é. Precisamos defini-lo. Deus dedicou um capítulo inteiro da Bíblia para falar sobre o amor, dizendo que o Amor é isso, o Amor não é aquilo…
Vamos olhar esse material neste primeiro momento.

1 Co 13:4 “O amor é paciente”. Deus diz que quando você se relaciona com as pessoas na busca de grandes, saudáveis e crescentes relacionamentos, a primeira coisa que você precisa é ser paciente. Como Deus sabia disso? Bem, Ele possui milhares de anos de experiência em lidar com as pessoas. Ele precisou ter paciência.

A palavra no grego, literalmente significa: “levar muito tempo até ferver”. Falamos sobre uma pessoa que tem pavio curto; isto significa a necessidade de se ter um pavio comprido. Esta palavra é usada na Bíblia exclusivamente para pessoas. Você precisa levar um longo tempo para ferver quando se relaciona com as pessoas.

O Amor é paciente. Significa que é amável ser paciente. É grosseiro ser impaciente. Quando sou paciente com meus filhos, sou amável. Quando sou paciente com a minha esposa, sou amável. Quando sou impaciente, sou grosseiro.

• Por que a paciência é tão vital nos relacionamentos?
Por que Deus começou falando de paciência, dentre muitas outras virtudes, quando deu as primeiras instruções sobre grandes relacionamentos? Por que é o mais importante?

1. PORQUE CADA PESSOA É DIFERENTE:

“Deus trabalha com diferentes pessoas através de diferentes métodos” 1 Co 12:6 – Trad. Phillips

Seu shape, ou em português, sua F.O.R.M.A. especial:

Formação Espiritual:

As habilidades especiais que Deus lhe deu para o serví-Lo é estabelecer relações com Ele.

Opções do Coração:

Nós somos motivados de forma diferente. Temos interesses diversos. Coisas que motivam você não me motivam e vice-versa. Temos batimentos cardíacos diferentes em nossos corações.

Recursos Pessoais:

Temos diferentes habilidades, talentos naturais, capacidades e habilidades diferentes.

Modo de Ser:

Nós temos personalidades diferentes. Diferentes percepções e valores. Pessoas tímidas e outras salientes, as que gostam de rotina e as que gostam de variar, as que são introvertidas e as que são extrovertidas.

Áreas de Experiências:

Temos diferentes origens, diferentes necessidades.

Por causa dessas cinco coisas – a forma como Deus lhe moldou – não há ninguém no mundo que seja igual a você. Você é muito diferente e complexo. Não há ninguém igual a você.

Teste: um copo está meio cheio ou meio vazio?

Nós temos diferentes perspectivas. Cinco pessoas numa cena de crime e todas elas vêem coisas diferentes. Nós somos diferentes.

Todos nós somos diferentes. Porque somos diferentes, precisamos ser pacientes…

Porque somos diferentes e nenhum de nós é igual, isto cria mal-entendidos. Muitas vezes não conseguimos entender um ao outro. Não sabemos de onde as pessoas vem.

1 Co 2:11 “Ninguém, na verdade, pode saber o que a outra pessoa está pensando, ou como ela é na realidade, senão a própria pessoa”.
Circule “Ninguém.” “Ninguém pode entender minha esposa/marido…” “Se você tivesse o meu chefe, você também não iria entendê-lo!” Você ouviu ou falou algumas das seguintes frases nesses últimos trinta dias?

• Eu não entendo o jeito dele agir, porque ele faz coisas assim!
• Ela não me entende!
• Ele vive noutro mundo!
• Ela não faz qualquer sentido!
• Como você pode pensar essas coisas?
• Meus pais são de outro planeta!
• Por que eu sempre preciso repetir 48 vezes a mesma coisa para você fazer certo?
• Por que você não falou comigo?
• Por que você fica tão sensível?

Essas coisas são comuns para você? Minha esposa disse: “Eu acho que você pensa que entende o que você pensou que eu disse, mas não estou certa de que você está consciente de que o que você ouviu foi o que eu quis dizer.” Nós temos momentos pesados. Porque somos diferentes temos mal-entendidos.

1 Ts 5.14 “Sejam pacientes para com todos.” Como posso ser paciente com todos?

A razão de sermos impacientes com as pessoas… Impaciência vem de mal-entendidos e mal-entendidos de nossas falsas suposições:

1. Que palavras significam a mesma coisa para diferentes pessoas. Não é verdade. Elas significam exatamente diferentes coisas para cada um. As cinco mil palavras mais usadas em Inglês têm 14.000 definições diferentes. Algumas dessas palavras têm mais de 100 significados diferentes. Quando você diz uma coisa e espera que a outra pessoa entenda, não significa que essa pessoa vai entender tudo.

2. Que existe apenas um jeito certo de ver as coisas. Não é verdade. Nos momentos lógicos, descobrimos que isso não é verdadeiro.

3. Que o meu jeito é sempre o certo de ver as coisas. Não haveria nenhum problema se você entrasse na minha onda. O meu lado argumentativo é claro, o seu é confuso. Meu raciocínio é lógico, o seu é irracional. Minha frustração é justificada, a sua é sem motivo. Minha conversa faz todo o sentido, do seu lado, as luzes estão acesas, mas não há ninguém em casa. Se você pudesse fazer as coisas juntos, então não teríamos nenhum problema.

4. Que eu posso descobrir seus motivos. Você não pode. As pessoas são motivadas de modo diferente. Eu mesmo nem posso descobrir meus motivos – por que eu faço o que faço? Se eu não me posso entender como acho que posso entender os outros?. Você não pode.

Ele diz: “Seja paciente para com todos.” Isto é impossível.

Conviver acima, com os que eu amo, é a glória.
Conviver abaixo, com os conhecidos, bem, essa é uma história diferente.

Como eu faço isso? Deus manda. Ele não diz: “Eu sugiro que você seja paciente para com todos”. Ele diz: “Faça assim. Seja paciente com todos.” Deus nunca nos manda fazer algo sem nos mostrar como fazê-lo.

2. PORQUE NOSSAS DIFERENÇAS REVELAM NOSSA SINGULARIDADE:

“Ninguém, na verdade, pode saber o que a outra pessoa está pensando, ou como ela é na realidade, senão a própria pessoa”. 1 Co 2.11 (BV)

“…sejam pacientes para com todos.” – 1 Ts 5.14 (NVI)

Nós não somos cópias, não fomos feitos em série, somos pessoas únicas e especiais!

“Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus.”
Fp 2.4,5 (NVI)
• COMO SER MAIS PACIENTE COM AS PESSOAS?

1. LEMBRE-SE O QUANTO DEUS TEM SIDO PACIENTE COM VOCÊ: 1 Tm 1.16

Mas por isso mesmo alcancei misericórdia, para que em mim o pior dos pecadores, Cristo Jesus demonstrasse o poder de sua paciência”.

Você nunca precisará ser mais paciente com as pessoas do que Deus tem sido com você. “Deus me escolheu, foi o que Paulo disse. Ele foi um assassino. Ele participou da morte de Estevão. Ele foi um fanático. Ele disse que Deus o mudou mostrando sua paciência ilimitada. Da próxima vez que você disser aos seus filhos, “Cresça!”, lembre-se que Deus quer dizer o mesmo para você. Ou doutra feita, quando você disser, “Crianças, depressa! Por que vocês estão demorando tanto?”, lembre-se que Deus quer dizer isso para você muitas vezes. Por que você não está agindo, em desenvolvimento? Por que não está amadurecendo? Por que sua linguagem não está limpa? E outras coisas… Deus está sendo paciente com você.

Rm 15:7 “Portanto, aceitem-se uns aos outros, da mesma forma que Cristo os aceitou.”

O motivo: a razão porque eu devo aceitar as pessoas é porque Deus me aceitou. A razão porque eu tenho de ser paciente com as pessoas é porque Deus é paciente comigo. A razão porque eu tenho de me entender com as pessoas é porque Deus se entende comigo. O ponto de partida é lembrar o quanto Deus tem sido paciente comigo.

2. APRENDA OUVIR AS PESSOAS: Pv 19.11

“A sabedoria do homem lhe dá paciência.”

Pv 14.29 “O homem paciente dá provas de grande entendimento.”

Circule “sabedoria” e “entendimento”. Se você quer aprender a ser paciente, mais paciente, o segredo é ter entendimento. A Bíblia diz que a chave da paciência é o entendimento. Quando mais sabedoria, mais entendimento você tem. Quanto mais entendimento você tenha das pessoas, mais paciência você terá com elas.

Se você não procura entender as pessoas, não terá paciência com elas. Se você não entende as pessoas, não haverá relacionamento, porque relacionamentos são baseados em entendimento. Se eu não entender você e você não me entender, que tipo de relacionamento poderemos ter? Este é um ponto fundamental. Sem entendimento não há relacionamento. Entendimento é o alicerce para relacionamentos. Mal-entendidos destroem relacionamentos.

Você obtém entendimento através da sabedoria – estudando a Bíblia, sabendo o que Deus diz a respeito.

Uma de nossas maiores necessidades é sermos entendidos. Todos. Paul Tournier, um psiquiatra suíço, disse:

“Ninguém pode se desenvolver completamente neste mundo e encontrar uma vida plena sem o sentimento de ser compreendido por pelo menos uma pessoa. Ninguém pode conhecer-se a si mesmo através da introspecção ou na solidão de seu diário pessoal. Antes, é através do diálogo que possa ter com outras pessoas.”

Nós descobrimos quem somos e quem Deus nos fez para ser. É por isso que precisamos de relacionamentos.

Como eu posso entender melhor as pessoas com as quais eu sou impaciente? Se eu entendê-las melhor, então eu serei mais paciente com elas. Quando eu entender que a pessoa que está me ferindo, está ferindo a ela mesma e entender porque ela está ferindo, isso vai me ajudar a ser mais paciente com ela. Por trás da raiva há a dor. Quando alguém fica zangado comigo, se eu puder olhar por trás e vir sua dor, então eu posso ser mais paciente com ela. Como eu posso me tornar melhor entendedor das pessoas em minha vida?

Por ouvi-las. E não apenas por escutá-las, mas por ouvi-las. Pv 18.13 “Quem responde antes de ouvir mostra que é tolo e passa vergonha”. Isto é bem claro!

Não avalie o que as pessoas fazem ou o que você ouve até ouvir tudo. Deus nos deu dois ouvidos e uma boca – o que significa que você deve ouvir duas vezes mais do que falar.

Um jovem chegou para Sócrates pediu para que ele o ensinasse a ser um orador. O jovem falava sem parar, incessantemente. Sócrates então coloca a mão tapando a boca do rapaz e diz: “Eu vou ter de cobrar de você dobrado, porque vou precisar ensinar duas ciências a você. Primeiro, a ciência de segurar sua língua e segundo, a ciência de usá-la corretamente”.

Qual tem sido seu índice de ouvir? Numa escala de 0 –10, que nota você se daria como ouvinte? A maioria de nós pensa que é bom ouvinte. Podemos escutar bem sem sermos bons ouvintes.

Eu li a respeito de uma pessoa que decidiu fazer uma pesquisa não científica num casamento, exatamente para provar que ninguém ouve nada. Ele chegou à fila de recepção, deu a cada um sorriso caloroso e disse: “Os jacarés estão perdidos”. Ele disse isso para todos com um sorriso, olhou para trás e agradeceu. Uma senhora disse para ele: “Ó, você realmente acha isso? Fui eu mesma quem fez!”

As pesquisas mostram que apenas 7% do que realmente você diz é comunicado em palavras. 43% do que você quer dizer se dá através do como você diz — tom de voz, emissão, volume, dicção. Os restantes 50% aparecem nas expressões não-verbais – expressão facial, gestos manuais, linguagem corporal. É por isso que quando você está telefonando você é apenas 50% efetivo. Você não pode ver o que a outra pessoa está comunicando através do corpo.

Isto significa que nossos olhos são tão importantes no ouvir como nossos ouvidos. Maridos, sua esposa já lhe disse: “Por que você não olha para mim enquanto eu falo com você? Saia de trás desse jornal.” Ela acertou em cheio! Seus olhos são tão importantes quanto seus ouvidos na comunicação, porque apenas 7% da comunicação está em suas palavras.

Você precisa aprender a ouvir.

3. OFEREÇA CRÉDITO ÀS PESSOAS QUE VOCÊ AMA: Ef 4.2

“Sejam pacientes uns com os outros, tendo tolerância pelas faltas uns dos outros por causa do amor entre vocês” .

Provérbios 12.16 (LH) diz: “…quem é prudente faz de conta que não foi insultado”.

Todas as pessoas têm dias maus.

De vez em quando ficamos desequilibrados. Numa hora do dia, da semana, do mês.

Todos nós temos dias maus, e isto é apenas um fato da vida. Às vezes você não quer a mínima aproximação comigo, e vice-versa.

A Bíblia diz que devemos fazer concessões aos outros.

Todos nós passamos dias ruins e ficamos um pouco desequilibrados.

4. TRATE AOS OUTROS DO JEITO QUE VOCÊ QUER SER TRATADO:
Fp. 2.4,5

Isso não é novidade. Esta é a Regra Áurea. “Sempre trate os outros do modo como você quer ser tratado”.

Este único versículo pode salvar muitos casamentos sozinho.

É fácil de entender, mas difícil de praticar. Se pudéssemos praticar preveniríamos a maioria dos divórcios na América. Trate os outros do mesmo modo como você gostaria de ser tratado.

Filipenses 2:4,5 diz: “Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus”. Preste atenção nas necessidades dos outros.

Olhe. Ouça. Descubra em que estão interessados. Você pode descrever quais são os 4 ou 5 principais interesses de cada membro de sua família? Algumas vezes ficamos tão preocupados conosco mesmos e prisioneiros em nosso próprio mundo. A Bíblia recomenda que olhemos os interesses dos outros.

A palavra grega é scopos — como telescópio – estar atento para. Se você se preocupa, você fica atento. Tenha consideração pelos outros.

Um estudo que li, recentemente, diz que a maioria dos divórcios ocorre porque falta às pessoas consciência e habilidade para suprir às necessidades uns dos outros. Muitas vezes possuem a habilidade, mas não estão conscientizados.

É fácil pensar nas coisas a partir do ponto de vista do outro? Não. Não é normal, não é natural e certamente não é fácil. Precisa de esforço. Precisa da ajuda divina. Normalmente apenas vemos de nossas perspectiva. Pense nas outras pessoas. Este é o segredo dos bons relacionamentos.

• CONCLUSÃO

“Portanto, aceitem-se uns aos outros, da mesma forma que Cristo os aceitou.”
Rm 15.7

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus”.

Este é o segredo real da paciência. Este é o ponto! A partir deste segredo você irá construir grandes relacionamentos em sua vida e não irá destruí-los com suas próprias mãos!

Não é natural para você ser paciente com todos. É preciso o poder de Deus em sua vida. Esta semana, seja no trabalho, escola, supermercado você vai se defrontar com situações de confronto. Deus diz seja paciente com todos. Como você pode ser paciente com todos? Tendo a mesma atitude de Jesus Cristo. Somente com Jesus Cristo em sua vida você pode tratar as pessoas do modo como Ele tratou. Este é o segredo da paciência.

Este é o poder da paciência! Em vez de dizer, “Deus, em vez de mudar aquelas pessoas que me irritam, comece trabalhando as minhas atitudes”. Uma vez que Deus lhe alcance, Ele começa a alcançar outras pessoas.

Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários no Facebook