Onde encontro uma saída?

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida”.

A palavra “coração” neste versículo, habitualmente representa a mente (os pensamentos), entretanto, pode ir além deste ponto para representar também as emoções, a vontade e todo o ser interior.

O que o sábio está dizendo é: “olha, de todas as coisas da vida, o que você precisa se preocupar de fato é em relação aquilo que você pensa, ou seja, aquilo que a sua mente projeta”. Em outras palavras: quais são as suas convicções? Quais são as suas esperanças? Em que você tem firmado o futuro para sua vida?

Porque é exatamente desta convicção, deste alicerce que sustenta a estrutura do seu caminho que procede todas as SAÍDAS da vida. E é por aqui que vamos adentrar a reflexão do nosso pensar esta noite….

Com certeza todos nós já passamos por situações de pressão na vida. Situações onde ficamos desesperados para encontrar uma porta de SAÍDA, ou seja, uma direção de escape. Momentos em que às vezes somos levados ao desanimo e achamos que estamos num beco sem SAÍDA, lutando sozinhos, com aquela sensação de que DEUS está muito distante de nós ou que nos abandonou…

Por isso esta noite haveremos de pensar que por mais difícil que seja uma situação, nunca deixe de acreditar no amor de DEUS, pois se ELE quiser, vai sempre mostrar para nós uma SAÍDA.

Portanto, o texto de Provérbios enfatiza: “olha, de todas as coisas da vida, o que você precisa se preocupar de fato é: quais são as suas convicções? Quais são as suas esperanças? O que esta sustentando a estrutura do seu caminho? … porque é exatamente disso que surgirá as SAÍDAS da vida….

Ou seja, DEUS não nos criou para depois nos jogar à nossa própria sorte não! Por mais que você esteja pedindo que a vida se acabe ou esta tentando distanciar-se de vez de Deus, você haverá de descobrir que há algo impregnado em sua vida: A EXISTÊNCIA DE DEUS!
Acabamos de cantar esta verdade no momento da Adoração com o hino 208 do HCC. Um hino que retrata as palavras do Salmista, cujas palavras enfatiza que ainda que você não entenda os planos de Deus, ainda que você esteja encurralado, ainda que você esteja num beco sem SAÍDA… DEUS ESTÁ ALI COM VOCÊ! VOCÊ NÃO TEM COMO FUGIR DA PRESENÇA DELE…

Vamos confirmar isso: Salmos 139:1-13?

Os Salmos que lemos é em parte uma lamentação, sendo uma oração de livramento dos inimigos pessoais. ENTRETANTO, há neste salmo um certo calor devocional, e, algumas de suas grandes declarações não são típicas dos outros salmos de lamentação.

O poeta estava profundamente impressionado com a ONISCIENCIA e ONIPRESENÇA do Senhor …. esses atributos do Ser Divino que ele estava encontrando em sua própria experiência de vida, e não nos escritos dos sábios. – Ou seja, este homem estava envolto em Deus e não disse coisa alguma sobre a história de Israel, não falou nada sobre o Culto do templo,…. porque na verdade, neste momento, o templo de Deus estava sendo o seu próprio coração…

O que o Salmista esta nos dizendo é que por mais difícil que seja uma situação, nunca deixe de acreditar no amor de Deus, pois se Ele quiser, sempre nos mostrará uma saída diante de qualquer situação.

Isso me faz lembrar a situação terrível de um homem: Conta-se de um homem cristão, no século 19, que fora acusado de um crime que não havia cometido. Ele tinha sido escolhido para tomar sobre si a culpa de um outro homem influente no povoado onde morava. Durante o seu julgamento o Juiz (envolvido também na tramóia) insistia em que se ele se confessasse culpado e prometia que sua esposa e filhos seriam amparados pela comunidade.

Mas este homem que cria piamente nos Salmos 139, ou seja, na promessa de um Deus que nunca nos abandona, segurava sua Bíblia com muita força contra o peito e jurava sua inocência!

Então no andamento do júri, sem provas concretas, o Juiz simulou um julgamento justo e fez uma proposta final ao acusado: “Eu vou escrever num papel a palavra INOCENTE e num outro a palavra CULPADO. Você sorteia um dos papéis e aquele que você pegar será a sua sentença”.
Mas o Juiz, cúmplice daquela situação, preparou-lhe uma armadilha: achando que o acusado não tinha percebido ele escreveu nos dois papéis a mesma palavra: Culpado. De maneira que, não existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca. Ou seja, não havia saída, não havia direção de escape…

Mas aquele homem que tinha percebido a armadilha começou a orar baixinho: “Senhor, tu me sondas e me conheces, tu me cercas, por trás e pela frente, e põe a tua mão sobre mim, Se o Senhor quiser levar minha vida por meio deste ato de injustiça humana eu aceito! Mas se ainda tens uma saída, dá-me a tua luz”. – E naquele instante DEUS iluminou a sua mente: “Pegue um papel e coma!”. Ele rapidamente pegou um dos papéis, colocou na boca e engoliu.

Como você fez isso? Como vamos saber qual é a tua sentença? Gritou o juiz. – E aquele homem respondeu ao júri: “É muito fácil saber minha sentença. Basta olhar o papel que sobrou e vocês saberão que eu engoli a palavra contrária”. – Ou seja, não havia mais como condenar aquele homem e ele foi libertado……..

Moral da história: Por mais difícil que seja uma situação, nunca deixe de acreditar no amor de Deus, pois se Ele quiser, nos mostrará uma saída diante de qualquer situação!

Por isso, de novo: quais são as suas convicções? Quais são as suas esperanças? Em que você tem firmado o futuro para sua vida? Qual é o alicerce que sustenta a estrutura do seu caminho?

Quero usar um outro texto complementar que com certeza haverá de fundamentar a nossa reflexão sobre ONDE ENCONTRAR UMA SAÍDA? – Abra sua bíblia em Êxodo 14:10-12?

O capítulo 14 de Êxodo é um verdadeiro enigma. Eles estavam num verdadeiro beco sem SAÍDA! No capítulo 13 e nos primeiros versículos do 14, Deus ordena que o povo retrocedesse e se dirigisse para sul. O objetivo era evitar a passagem pelo território dos amalequitas e filisteus. Esses povos, sem duvida, provocariam guerras contra os Israelitas. O caminho mais curto era, pois desaconselhável.

Desta contramarcha resultaria que os filhos de Israel seriam levados para junto do Mar Vermelho. Aqui está justamente a dificuldade. Deus não consentiu que o exército por Ele comandado se dirigisse para o norte por causa da guerra, mas dirigiu-o para o sul e levou-o a defrontar-se com o mar, que não seria possível ultrapassar.
Este texto nos mostra, portanto, o momento em que o povo de DEUS ficou encurralado entre o Mar Vermelho e o Exercito Egípcio. E nesse caso específico, eram um povo incrédulo que criam, ou seja, eles acreditavam na existência de Deus, mas não entendiam seus planos. (Nos dias de hoje seria como dizer que eles não entendiam que é o Jesus plano melhor, nunca chega atrasado…)

Por isso, como crentes, no v. 10 eles pediram a ajuda divina: “…aterrorizados, clamaram ao Senhor”.
E, como descrentes (incrédulos), no v. 11, reclamaram do seu líder: “…foi por falta de túmulos no Egito que você nos trouxe para morrermos no deserto?”.
Como desanimados, no v. 12, parte final, eles declararam a sua sentença: “…Seremos escravos dos egípcios! Antes sermos escravos dos egípcios do que morrer no deserto!”.

Para que possamos entender o enigma do capítulo 14, precisamos agora ler os vv. 1-4: “Disse o Senhor a Moisés: Diga aos israelitas que mudem o rumo e acampem perto de Pi-Hairote, entre Migdol e o mar. Acampem à beira-mar, defronte de Baal-Zefom. O faraó pensará que os israelitas estão vagando confusos, cercados pelo deserto. Então endurecerei o coração de faraó, e ele os perseguirá. Todavia, eu serei glorificado por meio do faraó e de todo o seu exercito, e os egípcios saberão que eu sou o Senhor….”

Que coisa interessante! Antes mesmo que o povo chegasse diante do Mar Vermelho, DEUS há havia preparado todo o cenário. Seria uma vitória magnífica: um povo sem qualquer arma veria seu inimigo fortemente armado e equipado para a guerra, ser derrotado diante dos seus olhos pelo poder de Deus, engolidos pelo mar!

Por isso, com toda certeza todos nós já passamos por situações de pressão na vida. Situações onde ficamos desesperados para encontrar uma porta de SAÍDA, ou seja, uma direção de escape. Momentos em que às vezes somos levados ao desanimo e achamos que estamos num beco sem SAÍDA, lutando sozinhos, com aquela sensação de que DEUS está muito distante de nós ou que nos abandonou…

E eu quero usar aqui uma HIPERBOLE, ou seja, uma figura que representa as verdades que o texto esta dizendo. E, especificamente, uma HIPERBOLE METAFÓRICA, ou seja, uma figura comparativa que pode nos ilustrar as figuras do texto.
Quatros figuras marcam a vida deste povo e, com toda a certeza, metaforicamente falando, pode marcar a sua vida também:

1a. Figura: O EXERCITO EGIPCIO. Podemos pensar nesta figura como sendo as forças espirituais do mal e as tendências mentais que visam a nossa destruição. Forças que querem nos destruir.
A Bíblia usa esta figura metafórica em varias ocasiões: Eliseu viu a hoste angelical com carros e cavalos (II Reis 6:17). Josué viu uma teofania que se chamava “príncipe do exercito do Senhor” (Js. 5:13). Apocalipse se refere aos finais dos tempos com uma batalha entre as forças do bem e as forças do mal e que o Senhor aparecerá como o Capitão dos exércitos dos céus. (Ap. 19:14). Fala também que o Senhor derrotará os exércitos de Satanás (v. 19). Portanto, esses são termos metafóricos que indicam as forças espirituais que controlam os destinos humanos.
Qual é o seu exercito inimigo? Quais são as forças espirituais do mal que tentam destruí-lo?

2a. Figura: O DESERTO. Ele pode representar o escoamento, a dissipação, o esvaziamento das nossas forças. Um lugar onde nos sentimos frágeis, desanimados. (Aliás, às vezes Deus nos coloca em desertos para que ali, aprendamos e experimentemos muito do Seu poder e do Seu cuidado pelas nossas vidas).
O profeta Isaias usa a figura do deserto para tratar idéias como solidão, tentação e perseguição.
Quais são os seus desertos? O que é que tem levado você a se sentir frágil, desanimado. Quais são as situações que tem levado você a um beco sem saída?

3a. Figura: O MAR. Na bíblia o mar é o símbolo do mundo ou seja, a dimensão do mundo em que vivemos. Representa nossas limitações. A bíblia diz que o homem pecou, isto é, escolheu seu próprio caminho e assim ele criou o que chamamos de “mundo”, este sistema de vida separado de Deus. Quem é “absorvido” por ele esta morto.
Provavelmente por não haverem sido um povo marítimo, os hebreus encaravam o mar com temor e suspeita. Em muitos textos da bíblia o mar torna-se um símbolo da agitação, da instabilidade e do pecado nas massas da humanidade.
Isaias 57:20 diz: “Mas os ímpios são com o mar agitado, incapaz de sossegar e cujas águas expelem lama e lodo”.
Qual é o seu mar? O que tem te levado a uma vida agitada e instável?
Finalmente a 4a. Figura: O CAMINHO. Pelo mar foi a SAÍDA (o caminho) de Deus para aquele povo. O caminho para o mar era a terra seca preparada por Deus para a salvação do seu povo.

E eu quero me deter nesta ultima figura: O CAMINHO! O egípcios tentaram andar pelo caminho da terra seca, mas não podiam. Aquele caminho não era o meio ambiente deles, seus corações estavam cheios de ódio, destruição e morte e acima de tudo, não queriam reconhecer a vontade de Deus.

Por isso o mar os engoliu! Eles escolheram a morte e Deus os presenteou! …. e na verdade muitas pessoas andam pelo caminho errado tentando não reconhecer a vontade de Deus. O caminho para suas SAÍDAS hoje é representada por JESUS. Deus tem falado, Deus tem mostrado, o Espírito Santo tem direcionado, mas a pessoa continua inerte, dura de coração. ….E a qualquer momento o mar pode se fechar sobre eles

Quais são as suas convicções? Quais são as suas esperanças? Em que você tem firmado o futuro para sua vida? Qual é o alicerce que sustenta a estrutura do seu caminho?

Por isso a palavra de Deus ao seu coração esta noite é esta: JESUS é a solução para os problemas. Ele é a porta de saída das nossas crises existenciais. Ele é a luz que ilumina a escuridão da nossa alma e dos nossos pensamentos. Ele é o caminho para a vida. Ele é a SAÍDA para os nossos becos.

Em João 14:6 JESUS disse assim: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim”. Provavelmente essa é a melhor e a mais repetida das declarações de Jesus.

Sem o caminho você não pode avançar. Sem a verdade você não pode ter conhecimento e sem a Vida, você não pode ter a vida. Por isso JESUS esta dizendo: Eu sou o Caminho que você deve procurar. Eu sou a Verdade na qual você deve crer. E eu sou a Vida, na qual você deve colocar as suas esperanças.

Cântico: “Há esperança para o perdido…”

www.ilustrar.com.br

Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários

comments

Contribua com sua opinião