Os momentos que antecederam a morte de Cristo na Cruz do Calvário

Os dias que antecederam a morte de Cristo na cruz foram dias de intensos eventos. Eventos que foram marcados por todos os tipos de sentimentos. Traição, abandono, violência, falsas acusações, mentiras, etc.

Transição:
Quero considerar com vocês três eventos tendo Jesus como o principal personagem e como ele lidou com cada um deles. Ao final dessa meditação deixarei três desafios para os nossos dias.

1. A traição de Judas Iscariotes
a. Quem era Judas?
i. Judas foi o único dos apóstolos que não nasceu na Galileia. Filho de Simão, nasceu em Quiriote, na região sul da Judéia.
ii. Segundo alguns historiadores, ele fazia parte dos Zelotes que era um partido revolucionário.
iii. Era um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo
iv. Tinha a função de tesoureiro do grupo apostólico, por ser um dos mais instruídos entre eles.

b. O que fez Judas?
i. Judas traiu Jesus por 30 moedas de pratas.
ii. Em Jo 18.3, 5 diz que Judas o traia. “Entregar para outro aquilo que se devia guardar”.
iii. Judas levou os sacerdotes e guardas para o Jardim do Getsêmani para o identificar. Fez isso beijando-o e chamando-o de mestre.
iv. Após esse ato e vendo o que acontecia com Jesus, ele se arrependeu e cheio de remorso jogou as moedas aos pés dos sacerdotes. Após isso tirou a própria vida, enforcando-se.

2. A decepção de Pedro
a. Quem era Pedro?
i. Personagem importante no colégio apostólico junto com João e Tiago. Os três eram os mais próximos de Jesus.
ii. Ele era líder, destemido e impetuoso. Tinha por profissão a pescaria, sabemos que era casado, porque Jesus em certa ocasião havia curado sua sogra.
iii. Ele havia jurado lealdade a Jesus independente de quaisquer circunstâncias: Disse que jamais negaria Jesus.
iv. .
b. O que fez Pedro?
i. No início do processo do julgamento de Jesus ele participou de algumas formas.
ii. Quando Jesus foi levado para Caifás, Pedro seguiu de longe, e assentou entre os criados para ver o fim (Era provável que Pedro estivesse decepcionado com Jesus – após tantas promessas ele via que o prometido Messias não reagia às acusações e maus tratos).
iii. Foi naquele lugar que Pedro passou pela sua experiência mais traumática:
1. Você é um dos discípulos deste homem? Resp. Não sou.
2. Não és também tu um dos seus discípulos? Resp. Não sou.
3. Não te vi eu no horto com ele? Resp. Pedro negou outra vez
(Ele jurava e praguejava – amaldiçoar veementemente, invocar terríveis males sobre alguém).

3. O desapontamento dos discípulos
a. Quem eram os discípulos?
i. Um grupo de homens de diferentes camadas da população.
ii. Ouviram e atenderam o convite de Jesus: vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens.
iii. Por três anos andaram com Jesus
b. O que fizeram os discípulos?
i. Enquanto Jesus agonizava em oração, pois sabia que a morte era próxima, eles dormiam pesadamente (2 vezes).
ii. Quando Pedro disse que não negaria Jesus, “todos os discípulos disseram o mesmo”.
iii. Na morte de Cristo, apenas um (João) o acompanha até o fim.
iv. Alguns haviam retornado ao trabalho da pescaria.

Como foi que Jesus lidou com esses eventos?
1. Judas
a. Mesmo sabendo das intenções de Judas, Jesus nunca o tratou asperamente.
b. Na cerimônia do lava-pés Jesus mesmo sabendo que ele era o traidor, lava-lhe os pés.
c. Quando Judas vai levar os sacerdotes e soldados para prender Jesus é recebido pelo Mestre com a seguinte saudaç ão: Amigo, para que vieste? Essa expressão é usada apenas 4 vezes no NT.
d. Judas aplica a si mesmo uma terrível punição: tira sua própria vida.
e. Jesus nada por fazer por ele.
2. Pedro
a. Quando negou Jesus ele recebeu um olhar do Mestre. Lucas diz: “voltando-se o Senhor, fixou os olhos em Pedro”.
b. Após esse olhar ele se retira e chora amargamente. Chora por Jesus e chora por ele também. Ao negar Jesus, ele também negou-se a si mesmo, negou os três anos passados ao lado do amigo que ele tanto amava.
c. Jesus o restaura perguntando exatamente sobre o amor: Pedro, tu me amas? Sua resposta foi: Tu sabes que eu te amo.
3. Os discípulos
a. Ainda estavam confusos com todos os eventos.
b. Uns retornavam para casa, outros foram pescar, outro duvidou (Tomé).
c. Nenhum deles acreditou que ele ressuscitaria, pois nenhum estava com as mulheres no túmulo, mas sim escondidos dentro de uma casa.
d. Jesus os restaura. Pede que as mulheres avisem os discípulos para irem a Galiléia: “Ide avisar a meus irmãos que se dirijam à Galiléia”.

FINALMENTE 3 APLICACOES PARA NOSSAS VIDAS HOJE:
1. É TEMPO DE CONTINUAR A JORNADA E CUMPRIR A VONTADE DE DEUS PARA NOSSAS VIDAS.
a. Judas não impediu Jesus de morrer na cruz
b. Jesus não o trata mal, pois ele mesmo é o seu próprio mal.
2. É TEMPO DE LIBERAR O PERDÃO PARA AQUELES QUE AMAMOS E TEMOS QUE CONVIVER COM ELES.
a. Pedro – apascenta minhas ovelhas
b. Depois da partida de Jesus Pedro se torna o principal líder da igreja até a chegada do Ap. Paulo.
3. É TEMPO DE PASSAR POR CIMA DAS IMPERFEIÇÕES DOS OUTROS E VER COISAS GRANDES QUE DEUS QUER FAZER POR MEIO DELAS NESSE MUNDO.
a. E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. Mateus 28:18-20
b. Hoje, o Cristianismo está presente em todas as partes do mundo porque Jesus viu não somente o que os discípulos eram, mas o que poderiam vir a ser.
O que mais falou ao seu coração e qual é o seu próximo passo?

Antonio Carlos Barro

Visite o site para pastores: www.infopastor.com.br

Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários

comments

Contribua com sua opinião