Introdução:
• No Ano 538 o rei Ciro (da Pérsia que havia conquistado a Babilônia) permitiu o retorno do povo judeu da Babilônia para a Palestina.
• Este retorno se dá no ano 537 AC.
• Ageu nesta época era um moço. Ele agora profetiza no ano 520 AC.
• O povo havia lançado os fundamentos do templo, mas haviam parado com a construção

Transição:
Ageu chama o povo a recordar o passado, considerar o presente e olhar o futuro com ousadia.

A. Considera o seu passado, 1.7
1. Deus deixou de abençoar o povo – o trabalho não era suficiente para o sustento da casa
2. Deus mandou as calamidades naturais
3. Quanto ao passado há coisas que não podemos esquecer:
o amor de Deus; a salvaçao; a restauração; as bênçãos
4. Quato ao passado há coisas para serem perdoadas
Não podemos levar o fardo que Cristo já levou na cruz do Calvário
Deus não mais se recorda daquilo que erramos e confessamos: “porque já estão esquecidas as angústias passadas, e estão escondidas dos meus olhos” Is 65.16
5. Quanto ao passado há coisas para serem esquecidas
É preciso coragem e determinação para deixar no passado o que pertence ao passado
6. Muitos vivem com medo dos fantasmas do passado – Deus quer promover a libertação

B. Considera o seu presente, 2.15
1. Como resultado do passado, veja como está o seu presente
2. Não há sementes, não há frutos (seca)
3. Quanto ao presente considere como é a sua vida diante de Deus
4. Quanto ao presente Deus quer que experimentemos a agir da sua graça
“A minha graça lhe basta”
5. Quanto ao presente não viva perdido no passado deixando passar o momento de Deus na sua vida.
“Hoje é o dia”

C. Considera o seu futuro, 2.19 e 23
1. Por causa da obediência, Deus disse: “Eu lhe abençoarei”
2. Colocou em Zorobabel o anel de autoridade
3. Quanto ao futuro, ele não existe se não confiarmos na soberania de Deus: “Há esperança para o seu futuro, diz o Senhor” Jr 31.17
4. Quanto ao futuro, ele está alicerçado na esperança
Cristo em nós, a esperança da glória, Cl .1.27
Nós aguardamos a esperança, Tt 2.13
Nós somos herdeiros da esperança, Tt 3.7
5. Quanto ao futuro, ele existe por causa da história de Deus nas nossas vidas: “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança” Lm 3.21
As misericórdias de Deus
A fidelidade de Deus
A bondade de Deus
A salvação de Deus
O livramento de Deus é certo

Conclusão:
Deus quer libertar do passado; dar um presente abençoado e um futuro glorioso.
Quando nós andamos com Deus, não há nada a temer!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS