ler 34-36, 39-40 e 43.

vv. 5/6 – “Embora Jesus gosta muito de Marta,Maria e Lázaro, ainda ficou onde esta dois dias seguintes, depois de receber notícias da doença”…

-Ou seja, Marta, Maria e Lázaro tiveram que esperar… e, esperar, talvez, seja o exercício mais difícil da vida cristã, especialmente quando estamos enfrentando alguma adversidade na vida.

-Entretanto a espera faz parte da vida: alguns esperam por um casamento que lhe traga amor e realização. Outros esperam que seu futuro financeiro e profissional se resolva através da carreira. – Espera-se pela casa própria. Espera-se pelo ingresso na faculdade. Espera-se pela mudança de comportamento das pessoas, … pela atuação mais eficaz dos governantes … por uma Justiça que resolva mais rápida e honestamente as pendência judiciais ….. enfim, esperamos! Esperamos inclusive por uma resposta de Deus que dê sentido à provação que as vezes enfrentamos….e, este foi o caso de Marta, Maria e Lázaro.

-E o mais interessante disso é que no auge da aflição porque passamos, e quando não recebemos qualquer resposta divina, sentimos como se algo tivesse errado conosco, … porque a gente pressupõe que se tudo estivesse certo, então os desejos do nosso coração seriam satisfeitos.

-Ou seja, relacionamos o tempo ESPERAR com a incapacidade de trabalhar os problemas e franquezas que, segundo o sentimento humano, que é equivocado, forçam o SENHOR a nos abandonar…

-Assim irmãos, no momento de maior angustia, quando somos forçados a esperar … nós precisamos de perspectivas!!! – E “perspectiva” diz Aurélio é: uma probabilidade, é a esperança de um fato acontecer, é a qualidade do que é provável. – Então, o nosso único recurso é correr à Palavra de Deus, pois ela contém a perspectiva correta que precisamos. Ou seja, a Bíblia estabelece relação entre espera – esperança e graça.
-ABRAÃO esperou para ser o Pai das Nações. NOÉ, primeiramente, esperou cair chuva do céu e depois esperou que ela casasse. MOISÉS esperou 40 anos para deixar de pastorear ovelhas e assumir a condição de comandante do Povo Israelita. JACÓ trabalhou 14 anos, esperando durante todo esse tempo para casar com sua amada Raquel.

-E talvez um dos melhores exemplos encontrados na Palavra de Deus, de que devemos ter perspectiva na espera é o texto que nós acabamos de ler em João capítulo 11.

-O lar de Marta e Maria era muito hospitaleiro. Ali Jesus sempre se hospedava quando estava na região. Supõe-se que Lázaro era um homem rico e que ajudava no sustento do ministério de Jesus. E o texto deixa claro que Marta e Maria tinham muita fé em Jesus e criam em Seu Ministério. E isso fica patente quando elas mandam chamá-lo para vir em socorro do irmão Lázaro.

-Diz o texto que Lázaro adoecera gravemente. E talvez Marta e Maria achassem que sendo Lázaro um amigo querido e íntimo de Jesus, este viria imediatamente para cura-lo:
vv. 3-6 “Por isso as duas mandaram um recado a Jesus, dizendo: “Senhor, seu amigo íntimo esta doente, bem doente mesmo. Mas quando Jesus ouviu isso disse: o propósito da doença dele não é a morte, mas sim a glória de Deus. Eu o Filho de Deus serei glorificado com este caso. Embora Jesus gostasse muito de Marta, Maria e Lazaro, ainda ficou onde estava os dois dias seguintes depois de receber a noticia da doença”.

-Você consegue imaginar esta situação? O texto esta dizendo que mesmo sabendo do fato, JESUS permaneceu ainda dois dias onde estava! …… Do ponto de vista de qualquer pessoa, isto é um contra-senso! Porque nós equacionamos nossas aflições do seguinte modo: Se estou sofrendo, DEUS precisa correr em meu socorro.

-Ou seja, para nós a espera não traz nenhuma perspectiva, nenhuma esperança!! … E é exatamente aí que nos enganamos.
-Por que Jesus não tomou uma atitude imediata a favor de Lázaro, já que amava tanto a família? …. É muito complicado para o ser humano entender que, a partir do momento que pedimos auxílio, DEUS já inicia uma obra, que sempre é mais abrangente do que imaginamos e que, apesar de NOS FORÇAR A UMA ESPERA, vai redundar em bem para o nosso espírito, edificação para muitos e glória para Deus!

-Imagino que Marta e Maria tenham passado momentos de desespero esperando a chegada de JESUS. Podemos visualizar uma delas cuidando do irmão, sofrendo pela sua enfermidade fatal, enquanto a outra corria até os portões de entrada da cidade para ver se Jesus vinha pelo caminho. E depois, ambas se revezavam . enquanto isso Lázaro piorava.

-E JESUS NÃO APARECEU! Por que? Será que a mensagem não chegou a Ele? Quantas vezes Ele se hospedou na casa da família e recebeu carinho, atenção e cuidado dos três irmãos… Por que agora, numa hora tão crucial, JESUS não aparecia, não vinha socorrer os amigos que lhe foram tão fiéis?

-Certamente você já experimentou a frustração de esperar por algo ou por alguém. Certamente você que esta aqui hoje tem aguardado uma resposta de oração que ainda não foi atendida. E quem sabe você já deve ter perguntado ao Senhor: “Por que Deus? Por que essa espera? … E a dúvida surge na sua mente e no seu coração.

-Diz o texto que Lázaro morreu! Talvez numa manhã, uma das irmãs ao entrar em seu quarto encontrou-o morto em sua cama. Sem dúvida, nessa hora, essas mulheres sentiram um vazio de dor, desapontamento e desilusão. As esperanças terminaram. Tudo tinha acabado. – E com certeza, envolvidas num monte de pensamentos tristes, havia um em particular que a cada instante retornava às suas mentes: Por que JESUS não veio?

-E quantas vezes pensamos assim? Como um Deus de bondade pode ficar de braços cruzados diante de tantos sofrimentos, dor e tristeza? Quanto tempo tenho que esperar que a manifestação divina aconteça? …..
-Contudo, no decorrer da narrativa de João no capítulo 11, percebemos que JESUS estava completamente comprometido com o problema de Lázaro e sabia precisamente tudo o que deveria fazer e o que estava por acontecer.

-A Bíblia afirma que JESUS se alegrou com a more de Lázaro! … E você pode se perguntar: Como Jesus pode ficar contente com a morte de um amigo e com a dor que a família estava atravessando?

-E esta pergunta reflete novamente, como não conseguimos perceber o objetivo divino de alcançar um alvo mais elevado, mesmo que por um breve tempo. Ou seja, assim como Maria, Marta e Lázaro, tenhamos também que sofrer e esperar…

-vv. 34-36: “Onde é que ele está sepultado? perguntou. Eles disseram: Venha ver. As lágrimas vieram aos olhos de Jesus. “Eles eram amigos íntimos” disseram os judeus. “Vejam como gostava dele!”

-Amados irmãos e amigos tenham absoluta certeza do amor de Deus e de Seu interesse e empenho em ajudá-lo quando você estiver passando por tribulações e provações!

-Há duas realidades que nunca podemos nos esquecer quando estamos em tribulação: 1 – Deus é sensível ao que sentimos! 2 – Seja qual for o processo que Deus tenha que executar para alcançar seus alvos mais profundos e elevados, o resultado será sempre em nosso benefício! ……..

-Mas Pastor afinal de contas, quais eram esses alvos tão elevados que Jesus queria atingir e que expôs seus amigos a uma dor tão cruel?

- No versículo quarto encontramos o primeiro alvo: PARA A GLÓRIA DE DEUS. Nos versículos 41-42 encontramos o outro: PARA QUE CREIAM QUE TU ME ENVIASTE. – Ou seja, a oportunidade de glorificar a Deus e comunicar a pessoas incrédulas Sua Divindade era o objetivo de Jesus, com a morte de Lázaro.
-Lázaro morrera e fora sepultado há quatro dias. E isso ocorreu, segundo o plano de Deus, para que toda atenção ficasse voltada para Ele e Seu Filho JESUS. … Da mesma maneira que por determinação divina do Pai, JESUS fosse crucificado e declarou-se parte de um plano que precisava ser cumprido, mesmo que isto exigisse a sua própria morte.

-Por isso a Palavra de Deus diz aos nossos corações hoje que os Sofrimentos, lutas, provações e tribulações é a maneira pela qual DEUS traz honra e glória para Seus filhos. E o apóstolo Paulo testifica isso em II Coríntios 4:17-18:
(Confira este texto em sua bíblia):

“Estes nosso sofrimentos e aflições, afinal de contas, são bem pequenos e não durarão muito tempo. Entretanto, este curto tempo de angústia resultará na mais rica benção de Deus sobre nós para todo o sempre! Portanto, não olhamos para aquilo que podemos ver atualmente, as dificuldades que nos rodeiam, mas olhamos para a frente, para as alegrias do céu que nós ainda não vimos. As aflições logo desaparecerão, mas as alegrias futuras durarão eternamente”

-E quando lemos este texto a impressão que fica é que cada cristão tem um conta eterna, onde “glória” pode ser depositada e aplicada na equivalência de nossos sofrimentos terrenos.

-vv. 39-40: “Rolem a pedra para um lado” disse Jesus. Porém Marta, a irmã do morto, falou: “Mas o mau cheiro será terrível, porque ele esta morto há quatro dias”. “Eu já não disse que se crer, você verá um maravilhoso milagre de Deus?” respondeu Jesus. – v. 43: Então Jesus gritou bem alto: “Lázaro, venha para fora!” v. 44-45: E Lázaro veio – preso com faixas e com o rosto envolto num pedaço de pano. Jesus disse: Desamarrem as faixas e deixem que vá embora. Assim, muitos dos judeus que estavam com Maria e viram isto acontecer, finalmente creram NELE!”


- A pedra foi tirada e então se manifestou a glória de Deus naquela situação, E MUITOS CRERAM EM JESUS!!
-Quais são as pedras que bloqueiam a atuação de Deus a fim de que Ele manifeste suas glória nas aflições, dores e dificuldades da sua vida?

-Nas aflições da vida você tem duas opções: Confiar que Deus receberá glórias nisso, ou, fixar seu olhar na pedra que esta diante de você. E é você quem faz a escolha!

-Por isso enquanto você ESPERA você precisa ter fome da Palavra de Deus, porque ela é a sua Perspectiva a sua Esperança de vida…. Enquanto você ESPERA uma resposta de oração você precisa suplicar: “Espírito Santo vem me guiar.

www.ilustrar.com.br

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS