Reanimando-se no Senhor

Neste sermão vamos aprender sobre estar reanimando-se no Senhor. A leitura deste sermão fará bem para sua vida espiritual.

Texto: I Samuel 30. 1-10

INTRODUÇÃO:

Em todos os tempos, e em todas as épocas, a vida nos reserva surpresas, umas agradáveis outras nem tanto.

O texto revela uma aflitiva situação encontrada por Davi. Vivia longe da sua nação, vivia numa cidade com seus 600 combatentes. Vivia em aliança com um rei estranho. Vivia de favor em uma cidade cedida para ele. É, agora, rejeitado pelos príncipes do rei Aquis. Desconfiaram de sua fidelidade. I Samuel 29. 6,7.

Assim, rejeitado e desanimado, volta para casa. Ao voltar, um quadro caótico. A cidade emprestada, estava arrasada e toda queimada. Todos os moradores foram levados cativos. Filhos, filhas, esposas, idosos e todos os animais foram levados embora por inimigos. Só ficou a desolação. Só ficou o que Davi achava impossível acontecer. Um mar de cinzas.

As vezes nós também achamos que algumas coisas são impossíveis de acontecer, até que aconteçam.

Davi sai para apoiar um rei com quem tinha feito aliança, e levou todos os seus soldados. Não deixou ninguém para tomar conta da sua casa e dos familiares dos seus guerreiros. Não acreditava que algum inimigo teria a ousadia de enfrentá-lo. Quando volta, a triste realidade é encontrada por ele, e seus 600 guerreiros: A cidade de Ziclague tinha sido completamente saqueada e queimada pelos amalequitas. Davi foi responsabilizado pela situação. Angustiado, recorre ao Senhor, seu Deus.

I – Reanimando-se no Senhor: Mesmo quando erramos

As famílias foram deixadas expostas ao inimigo.

Os bens materiais não foram protegidos.

Os inimigos levaram seus bens e levaram cativos suas mulheres, seus filhos e suas filhas.

Davi, então, ergueu sua voz, e chorou profundamente, até não ter mais forças para chorar.

Talvez você tenha sido roubado pelo inimigo. Talvez o inimigo tenha roubado seus bens, tenha roubado seus sonhos, suas esperanças. Talvez o inimigo tenha roubado sua saúde, seus filhos, seu casamento, suas amizades. Talvez você esteja angustiado, porque depois de suportar todas essas perdas, até mesmo os seus amigos mais próximos te abandoaram e estão contra você nessa hora que você necessita da mão estendida deles.

Davi errou, e é possível que você também possa ter errado em permitir que a sua família, seus bens e sua vida ficassem vulneráveis.

Diante da situação, ele não se revoltou contra Deus, nem lançou a culpa sobre outras pessoas e nem sobre algum dos líderes do seu grupo de guerreiros. Ele reconhece que tinha falhado, assume sua posição de liderança e tem uma atitude quebrantamento diante de Deus: derrama suas lágrimas até não ter mais forças. Desfalece, reconhecendo sem importância diante da grave situação.

II – Reanimando-se no Senhor: Reconhecemos que a derrota não decreta o fim.

A aflitiva situação de Davi foi agravada ainda mais. A aflição da cidade destruída, das famílias levadas cativas e dos bens saqueados é somada pela revolta do seu exército. O texto diz povo mas, foi seu próprio exército que quis apedrejar Davi. Estavam amargurados.

Agora, Davi, nessa circunstância dramática, recorre a esperança que ele havia aprendido desde quando foi perseguido pelo rei Saul e Deus o tinha livrado do desejo de Saul em matá-lo. Ele não aceita passivamente a derrota. Ele sabe no seu íntimo que há esperança. Ele sabe que as mãos do Senhor estão sempre estendidas, que os ouvidos do Senhor estão sempre abertos. Ele então ora ao Senhor, ele exerce a sua fé, ele busca ao Senhor, ele Reanima-se no Senhor, seu Deus.

O texto diz, seu Deus. Davi manteve a sua fé em Deus. Reanimando-se no Senhor. Essa foi a solução para o que seria a derrota iminente. Essa é a esperança para você nesta noite. Deus está pronto para ouvir sua voz. Para ouvir o seu clamor. Suas forças estão no fim, você está desfalecido mas, compreende que Deus pode reanimá-lo, pode restaurar a sua sorte, a sua vida, a sua família.

Como fez com Davi, Deus fará com você. Basta entregar-se a Deus como Davi se entregou e foi reanimado.

III – Reanimando-se no Senhor: Encontramos o socorro que esperamos.

Houve um momento de solidão para Davi que pareceu a eternidade. Todos estavam contra ele. Ficou só. Nenhuma voz amiga. Nenhum braço estendido. Podemos inferir a ansiedade daquela hora. Mas, Davi buscou ao Senhor. Davi consultou ao Senhor sobre seus próximos passos. Ele não reagiu em suas forças, em suas emoções. Ele recorre ao Senhor. Mais tarde, em outra situação de sua vida, ele demora em buscar ao Senhor e, ele escreve: “Bem-aventurado aquele cuja iniquidade é perdoada, cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniquidade e em cujo espírito não há dolo. Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Confessei-te o meu pecado e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado.” (Salmos 32. 1-3,5).

Assim é, quando diante de adversidades em nossa vida, nós tomamos a decisão de recorrer a Deus. Decidimos ouvir a voz de Deus. Deixamos a amargura da alma, a decepção ocasional, momentânea e priorizamos ouvir a voz de quem verdadeiramente pode nos socorrer que pode resolver a situação difícil que enfrentamos. Davi ouviu o Senhor responder.

IV – Reanimando-se no Senhor: Recebemos o Bálsamo necessário.

“Respondeu-lhe o Senhor: persegue-o, porque, de fato, o alcançarás e tudo libertarás.” (v. 8 b).

É a Palavra do Senhor. “… E tudo libertarás.”

Foi uma ordem do Senhor. Obedeceu. Foi uma ordem de Deus para tomar de volta o que o inimigo havia levado. Davi foi ao combate. Davi lutou, Davi venceu. Davi tomou de volta o que o inimigo havia roubado da sua vida. Deus enviou seu bálsamo a Davi.

Agora mesmo você pode fazer a mesma coisa. Não desista, não entregue sua vida ao desânimo, ao desespero. Não aceite a derrota na sua vida. Deus tem o bálsamo certo para sua ferida, para sua dor.

CONCLUSÃO:

Levante-se na força e no poder do Senhor e tome de volta o que Deus lhe deu, e tudo o que Deus ainda quer dar a você. Acima de bens materiais, Deus entregou o seu próprio filho, o Senhor Jesus Cristo, em favor dos seus pecados. Essa é a maior restituição que Deus quer dar de volta, a sua própria alma. O pecado faz separação entre você e Deus, mas Jesus, com seu sangue derramado na Cruz do Calvário, promove a reconciliação com o Pai Celestial. Ele remove essa separação, e concede a você uma nova vida. Amém.

Autor: Pr. Joao Roberto Raymundo

Visite: http://www.ejesus.com.br

Comentários

comments

Sobre Antonio C. Barro

É professor da Faculdade Teológica Sul-Americana, em Londrina. Formado em teologia, com mestrado e doutorado pelo Fuller Theological Seminary, nos Estados Unidos. É o criador e editor do blog cristão: www.coisado.com.br

Contribua com sua opinião