As características de uma pessoa justa

No dia 31 de outubro, as igrejas protestantes relembram a Reforma que aconteceu na Igreja por meio de Martinho Lutero. Neste dia eu estive lendo algumas coisas que saíram nas notícias e facebook. E há um versículo na Bíblia que impactou muito a vida de Lutero, consequentemente, também foi de grande impacto na Reforma. Naquele tempo em que Lutero vivia, as relíquias e objetos santos eram venerados, o perdão do pecado era vendido com o fim de alcançar a Deus. Lutero entende que nada disso era necessário, porque “o justo vive pela fé” (Rom. 1.17).

Lutero foi e continua sendo uma inspiração a todos nós.

Ler o verso: “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam” (Hebreus 11.6 NVI).

A PESSOA QUE TEM FÉ EM DEUS É JUSTA.  É por meio do sacrifício de Jesus Cristo na cruz que nós somos justificados, aceitos por Deus. Agora, os que creem no método de Deus de transformar pessoas em justas por meio da justiça de Jesus, e aceitam Jesus e põem a sua fé Nele, estes são justos – o plano de salvação faz do pecador uma pessoa justa.

“Portanto, meus irmãos, quero que saibam que mediante Jesus é proclamado o perdão dos pecados a vocês. Por meio dele, todo quele que crê é justificado de todas as coisas das quais não podiam ser justificados pela lei de Moisés” (Atos 13.36-40).

Agora que cri no plano de salvação de Deus para minha vida, tornando-me uma pessoa justa por meio da fé, o que deve acontecer?

Transição:

Nesta oportunidade, quero meditar sobre as características de uma pessoa que vive pela fé e trazer alguns desafios para nossas vidas hoje. Com este tema nós estaremos aprendendo o que acontece ou o que deve acontecer na vida de todo aquele que tem fé. A primeira característica que encontramos é que…

  1. O JUSTO CRÊ EM DEUS

“Pois o evangelho mostra como é que Deus nos aceita – é por meio da fé, do começo ao fim” (Romanos 1.16).

Não é facil crer naquilo que não estamos podendo enxergar, não é mesmo? Ainda mais nos dias em que estamos vivendo. É muito comum ver pessoas se apegando-se a lugares, coisas e até mesmo a pessoas. E digo, pensando nas pessoas dentro das igrejas, se tornou muito comum ver cristãos apegados no pastor ou ao líder, na sua Igreja, nas músicas do grupo de louvor. E claro, em meio ao capitalismo é comum pessoas colocando a fé em seu emprego, dinheiro e bens materiais.

Deus, na sua palavra nos convida a crer no invisível, crer naquilo que nós não estamos enxergando ou é impossível, mas que pela fé já é visível, é possível.

Ao lermos os evangelhos vamos notar grandes milagres que ocorreram a partir da fé de alguém. E não somente os evangelhos, mas a palavra de Deus do início ao fim foi movida pela fé.

1. História de fé tão inspiradora que até Jesus fica admirado:

Jesus estava na cidade de Cafarnaum e havia ali um oficial romano que tinha um empregado que ele gostava muito, mas o empregado estava gravemente doente, quase morto. Quando o oficial fica sabendo que Jesus estava ali na sua cidade, encontra-se com ele e pede que cure o seu empregado.

“- Eu vou lá curá-lo! – disse Jesus.

O oficial romano responde:

– Não, Senhor! Eu não mereço que o senhor entre na minha casa. Dê somente uma ordem, e o meu empregado ficará bom.

Quando Jesus ouviu isso, ficou muito admirado e disse aos que o seguiam:

– Eu afirmo a vocês que isto é verdade: nunca vi tanta fé, nem mesmo entre o povo de Israel!” (Mateus 8.5 e Lucas 7).

Este é um grande exemplo daquele que crê em Deus e em sua palavra. Mesmo em meio ao desespero a sua confiança é depositada em Deus.

2. Há uma lição que também precisamos aprender sobre – quando não cremos em Deus:

“Um certo dia, Jesus volta para Nazaré (sua cidade Natal) com a intenção de ensinar e fazer milagres assim como ele já tinha feito nas outras cidades em que passou, mas não pôde fazer muita coisa ali por causa da icredulidade do povo.

Muitas das coisas que acontecem ou deixam de acontecer em nossas vidas não é porque ‘é a vontade de Deus pra nós’, mas porque não temos tido fé, somos incrédulos” (Mateus 13.53)

Você verdadeiramente tem crido em Deus como seu salvador?

SOMENTE PELA FÉ SOMOS SALVOS E ABENÇOADOS POR DEUS!

Transição: Estamos vendo as características de uma pessoa justificada por Cristo. Vimos que essa pessoa crê em Deus. Outra característica é que…

  1. O JUSTO AMA

No evangelho de Lucas 7.36-50, encontramos uma história um tanto especial, que poderemos entender porque – o justo ama.

Um fariseu, chamado Simão. Convida Jesus para jantar na sua casa. Ao saber que Jesus estava comendo na casa do fariseu, certa mulher, uma pecadora, trouxe um frasco de alabastro com perfume e se coloca atrás de Jesus, a seus pés. Chorando, começou a molhar-lhe os pés com suas lágrimas, depois os enxugou com seus cabelos, beijou-os e os ungiu com perfume. Ao ver isso, o fariseu pensa: “Se este homem fosse profeta, saberia quem nele está tocando e que tipo de mulher ela é: uma pecadora”. Jesus conhecendo os pensamentos, diz ao fariseu Simão: “Dois homens deviam a certo credor. Um lhe devia quinhentos denários e o outro, cinquenta. Nenhum dos dois tinha como lhe pagar, por isso perdoou a dívida a ambos. Qual deles o amará mais?” Simão respondeu: “Suponho que aquele a quem foi perdoado a dívida maior”. “Você julgou bem”, disse Jesus. “Portanto, eu digo, os muitos pecados desta mulher foram perdoados; pois ela amou muito. Mas aquele a quem pouco foi perdoado, pouco ama”. (vs. 47)

“Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16).

Porque Deus nos amou e perdoou, nós devemos amar a Deus sobre todas as coisas e amar o nosso próximo como a nós mesmos.

VOCÊ É AMADO, PORTANTO, AME!

Transição: Já aprendemos até aqui, que a pessoa justa é aquela que aceita pela fé o plano de Deus de salvação, através do sacrifício de Jesus na cruz. Transformando a pessoa pecadora em justa. Apartir daí, entedemos que isso nos leva (ou deve levar) a crer em Deus, depositando nossa fé somente nele. Segundo, quando somos perdoados e amados como fomos por Deus, nós amamos, tanto a Deus, quanto ao nosso próximo.

A última característica que quero considerar é que…

  1. O JUSTO OBEDECE

“Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica é como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha.” (Mateus 7.24)

Como um filho o justo deseja obedecer ao seu Pai.

O próprio Jesus é um grande exemplo de obediência. Na noite antes de morrer, Jesus pergunta a Deus se ele mudaria de ideia sobre o que queria que ele fizesse, mas Jesus entende que essa não era a vontade do Pai e por isso o obedeceu apesar de não ser nada fácil. (…) “tornado-se obediente até a morte e morte de cruz” (Fp. 2.8b)

É fácil sermos obedientes se tudo ocorre como nós queremos. Se Deus nos dá o que o nosso coração deseja. No entanto como reagimos se isto não acontece?

Ilustração:

O Reformador Martinho Lutero, que falamos no ínicio, também nos deixou grandes exemplos com suas ações. Lutero foi obediente à palavra de Deus, mesmo sendo considerado um herege e excomungado (expulso da Igreja), ele não hesitou em falar das verdades que havia aprendido na palavra de Deus e queria que todo o povo pudesse entender essas verdades. Deixando assim, as práticas desnecessárias que não os levariam a Deus e nem a sua salvação.

CONCLUSÃO:

Vimos nesta meditação três características de uma pessoa justa. Ela crê, ama e obedece.

Creio que Deus quer que tenhamos uma fé mais firmada nele, para que ele possa fazer coisas grandes tanto na nossa vida quanto na vida das pessoas que estão ao nosso redor. Assim como usou Lutero, ele quer nos usar.

Ele nos amou primeiro, porque Ele é amor! Portanto, agora nós podemos amar a Deus e também demostrar amor ao nosso próximo. E, através deste amor, nós o obedecemos, seja para dar um passo de fé ou para ficar onde estamos.

QUANDO CREMOS EM DEUS, AMAMOS A ELE E, PORTANTO, OBEDECEMOS A SUA PALAVRA!

 “Temos obsessão por relíquias, indulgências, peregrinação a lugares santos. Mas sempre, o tempo todo, existe Cristo. Cristo aqui, em cada canto, a cada hora do dia. Ele não está nos ossos dos santos, mas aqui! Em seu amor pelo próximo, em seu amor mútuo, nos sacramentos e na Santa Palavra de Deus. E se nós divulgarmos a palavra pela fé, com amor e servindo uns aos outros, não há porque temermos o julgamento dos homens”

Palavras de Martinho Lutero – no filme: Martinho Lutero

A vocês, a graça e o amor de Deus nosso Pai.

Jhully Leivas

Estudante FTSA

Compartilhe a BençãoEmail this to someoneShare on Google+Print this pageTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedIn

Comentários

comments

Contribua com sua opinião