“Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro?”
Todas as coisas, quer criadas por Deus ou inventadas pelo homem, necessitam ser restauradas. No primeiro caso, refiro-me à criação, natureza e o homem (At 3.21, Rm 8.21, 22). Todas as pessoas, de todas as épocas e culturas, clamam por restauração. Todas as instituições, todas as leis e sistemas, de tempo em tempo, passam por uma atualização ou reciclagem, que é o mesmo que ser restauradas. Só sofre restauração aquilo que o tempo deteriorou. Porque deterioramos, necessitamos ser restaurados.

No livro do Profeta Jeremias, capítulo 18, versículos 1-6, encontramos o profeta, em obediência à Deus, fator decisivo na restauração do homem, se dirigindo à casa do oleiro onde ouviria a mensagem dEle. O oleiro é o artesão que produz peças torneadas sobre a roda, espécie de torno movido pelos pés e mãos. O trabalho do oleiro consistia em dar forma a uma porção de barro com as mãos, que precisava estar limpo e moldável. Ao chegar naquele local de trabalho o profeta passa a observar o oleiro trabalhando com a roda. No processo de acabamento de um vaso, este se quebra em suas mãos, o que o leva a refazê-lo, moldando outro vaso de acordo com a sua vontade. Foi neste cenário que o profeta ouviu a voz de Deus que disse: “Ó comunidade de Israel, não posso agir com vocês como fez o oleiro?”, pergunta o Senhor. “Como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos, ó comunidade de Israel”. Vejamos algumas lições que este quadro tem a nos ensinar:

1. DEUS NÃO CESSOU A SUA OBRA EM NÓS. “..e o vi trabalhando… o vaso de barro que ele estava formando…”(vs 3 e 4). Estamos em construção. Deus está realizando um grande projeto em nós. Ele está trabalhando em nossas vidas. Deus ainda está fazendo a sua obra na igreja, em sua vida e em seus relacionamentos. Você é propriedade dEle. Aleluia! No texto, o barro é Israel, tirado do Egito. Hoje somos nós, tirados do mundo para sermos moldados. Fomos formados do barro (Gn 2:7 ) e voltaremos ao barro (Gn 3: 19). É preciso se quebrar e continuar maleável nas mãos de Deus para que Ele continue a sua obra em nós. Deus sempre olha suas possibilidades futuras, e não meramente suas presentes qualificações. Deus nunca perdeu a esperança no lidar com os homens. Deus sempre espera qualquer coisa dos piores e dos mais fracos. Ele espera boas coisas de você.

2. CIRCUNSTÂNCIAS PODEM CONSPIRAR CONTRA A OBRA DE DEUS EM NÓS
(Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro.. – Jr 18.4 – “Estou esquecido no coração deles, como um morto; sou como um vaso quebrado” – Sl 31,12).
O texto não informa o que causou a quebra do vaso, simplesmente diz que ele se quebrou nas mãos do oleiro, não se sabe como, mas quebrou-se. Quebrou-se nas mãos daquele que sabe refazer o que está quebrado. Precisamos nos quebrar nas mãos de Deus. Precisamos nos humilhar e ser moldados novamente por Ele.

Quais vasos se quebraram em sua vida? Quais necessitam ser restaurados? (a) vaso do primeiro amor? Você perdeu o gosto pela Bíblia, pela oração e comunhão com Deus, com a igreja e os irmãos? (b) vaso da pureza? Vocês se soltou? Fez concessões à carne, ao mundo e ao diabo? (c) vaso da dependência? Você se envaideceu? Tornou-se autônomo, independente, auto-suficiente? Perdeu a força da esperança cristã, a capacidade de crer? (Ultimato) (d) vaso do compromisso? Você quebrou os votos, as alianças e os pactos que fez com o seu cônjuge, pais, sócios ou filhos? Você rompeu com todos os seus compromissos? Não é hora para culpar ninguém, somos responsáveis pelas mazelas em nossa própria vida, mas ainda não é o fim, sabe por que? Porque:

3– DEUS TEM INTERESSE EM RESTAURAR SUA OBRA EM NÓS. “e Ele o refez, moldando outro vaso de acordo com a sua vontade”. (vs 4). Deus é poderoso para nos restaurar. Ele tem profundo interesse em nos reaproveitar, refazer-nos novamente, restaurar-nos. Ele é quem restaura nossa relação com Ele. Ele é quem restaura nossa relação com o próximo. Deus não faz emendas, ele faz novas todas as coisas. Ele é quem restaura a nossa sorte (Sl. 14.7, 53.6), nossos sonhos, nossos bens, nossa saúde, nossas coisas. Ele é quem restaura a nossa alma (Sl. 19.7).

Continue barro. Continue nas mãos de Deus. Continue moldável e permita que o Senhor te restaure e faça de você um restaurador de vidas (Is. 58.12b).

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS