25 de Dezembro… os Símbolos

Esta data é próxima ao dia mais curto do ano. Antigamente era um período agrícola e solar muito importante na Europa. Na verdade, a data exacta do nascimento de Jesus não é conhecida. No entanto, no século IV, a Igreja fixou a data em 25 de Dezembro.

No ano de 354, o nascimento de Cristo foi mencionado pela primeira vez. O Natal não é somente um único dia, em alguns países do mundo é um período prolongado, que geralmente vai do dia 24 de dezembro ao dia 6 de janeiro

Cartões de natal
A prática de enviar cartões de Natal surgiu na Inglaterra no ano de 1843. Em 1849 os primeiros cartões populares de Natal começaram a ser vendidos por um artista inglês chamado William Egly

Canções
Igreja Católica sempre deu muita importância ao valor da música. As primeiras canções de natal são do século IV e são cantadas até hoje na véspera de Natal

A estrela
A estrela que guiou os três reis magos – Baltazar, Gaspar e Melchior – desde o oriente até o local onde nasceu Jesus para que pudessem presenteá-lo com ouro, incenso e mirra, é lembrada hoje pelo enfeite que é colocado no topo da árvore de Natal

Culinária
Desenvolveram-se à volta desta quadra verdadeiras iguarias. Tendo em conta os diferentes países e cultuas, o bacalhau, o peru e o ganso são elementos a ter em conta em variadas ementas.
Uma série de bolos e massas são preparados somente para o Natal. Em Portugal o Bolo Rei (um agradável bolo com fruta variada); as rabanadas, filhoses, aletria, formigos, frutas secas, etc…

Presépio
Um dos símbolos mais comuns no Natal dos países católicos é a reprodução do cenário onde Cristo nasceu: uma mangedoura, animais, pastores, os três reis magos, Maria, José e o menino Jesus.
O costume de construir presépios surgiu com São Francisco de Assis, que pediu a um homem chamado Giovanni Villita que criasse o primeiro. São Francisco, então, celebrou uma missa em frente deste presépio, inspirando devoção a todos que o assistiam

O pinheiro de Natal
No mundo, milhões de famílias celebram o Natal ao redor de uma árvore.
A árvore, símbolo da vida, é uma tradição antiga e não é exclusiva de uma só religião.
Muito antes de existir o Natal, os egípcios traziam galhos verdes de palmeiras para dentro de suas casas no dia mais curto do ano em dezembro como um símbolo de triunfo da vida sobre a morte.
Já o costume de ornamentar a árvore pode ter surgido do hábito que os druidas tinham de decorar velhos carvalhos com maçãs douradas para as festividades deste mesmo dia do ano.
A primeira referência a uma “Árvore de Natal” é do século XVI. Na Alemanha, famílias ricas e pobres decoravam árvores com papel colorido, frutas e doces. Esta tradição espalhou-se pela Europa e chegou aos Estados Unidos pelos colonizadores.

O Pai Natal
Existem várias versões para este símbolo. Uma delas conta que São Nicolau, no anonimato, presenteava as pessoas na quadra natalícia. Outra tradição mais antiga, lembra os três reis magos que presentearam Jesus. O dia e o motivo de dar e receber presentes varia de país para país:

6 de Dezembro: em memória de São Nicolau
24 de Dezembro: véspera de Natal
25 de Dezembro: aniversário de Jesus – PORTUGAL
1° de Janeiro: dia de Ano Novo
6 de Janeiro: dia dos 3 reis magos – ESPANHA

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião