O Último Estado

Os cristãos que experimentaram em sua vida o poder do Espírito Santo, atuando, quando intercedendo, ou recebendo respostas de orações ficam felizes e cientes de que Deus tem atuado verdadeiramente em suas vidas ou em suas igrejas.
Interessante também é ver como Deus operou poderosamente no passado, na vida de muitos servos e hoje opera ainda na vida daqueles que estão dispostos a pagar o preço por uma vida santificada.
Aqueles servos que ingressaram na “galeria da fé” de Hebreus 11 não foram citados ao acaso ou por algum tipo de bravura específica. Suas vidas foram marcadas pelo relacionamento/obediência à Deus e à Sua Palavra.
Nos dias de hoje, é muito fácil ser cristão em alguns países, pois encontram-se várias igrejas de portas abertas, há lugares para a grande maioria, o evangelho é pregado por voz, rádio, televisão e farta literatura. No entanto é necessário haver diferença entre o “cristianismo de fachada” daquele que está baseado completamente na Palavra de Deus.
Para termos igrejas fortes, abençoadas, vencendo o poder do pecado e do inimigo é preciso ter crentes fortes, vigorosos, dispostos a pagarem o preço pela santificação de suas vidas.
A santificação na vida do cristão não vem ao acaso. E também não é coletiva, pelo contrário é individual. É gradual, é constante, é a escada em direção ao céu. A todos nós foi dada a ordem de sermos santos, “porque Ele é santo”. (I Ped 1:16). Portanto, quem não está buscando a santificação para a sua vida está deixando de cumprir a Palavra de Deus. É necessário ter um coração voluntário para buscar “as coisas de cima” (Col 3:1) e o “reino de Deus em primeiro lugar” (Mat 6:33), deixando a “Palavra de Cristo habitar em nós abundantemente” (Col 3:10), “perseverando em oração, velando com ações de graças”. (Col 4:2).
Muitos dizem : – “eu tenho procurado ser um bom cristão, vou sempre à igreja, leio regularmente a Bíblia, sou dizimista mas a minha vida espiritual é completamente cheia de altos e baixos. Não sei o por quê.”
A vida santificada é diferente da religiosa. Não há uma “receita” ou “prato feito” para se conseguir a santificação ou uma vida de mais altos do que de baixos. Porém há uma luz no fim do túnel para aqueles que ansiam por reverter essa situação.
Jó passou por terríveis provações: perdeu sua riqueza, seus filhos e sua saúde. Naqueles momentos de dor sentiu-se totalmente por baixo, mas “não pecou Jó com seus lábios” (Jó 2:10), quando poderia num último suspiro ouvir o conselho de sua mulher e “amaldiçoar a Deus”(Jó 2:9) e morrer, mas não o fez.
Tomemos o exemplo de Jó e dividamos a sua experiência em três fases: um primeiro estado, um estado intermediário e um último estado.
O primeiro estado é aquele registrado no início do livro de Jó, que fala da sua sinceridade, retidão de coração, temor a Deus, o seu desejo de desviar-se do mal, de sua família e de sua prosperidade.
O estado intermediário foi aquele em que se encontrava sob total adversidade, sem bens, sem família, sem saúde, somente com fé, sinceridade, retidão de coração e temor a Deus.
E o último estado de Jó é aquele registrado em Jó 42:10-17, onde o Senhor o abençoou com mais prosperidades, outra família e longevidade.
Voltando ao assunto santificação, atentemos para Jó 8:5-7 : “Mas, se tu de madrugada buscares a Deus, e ao Todo-poderoso pedires misericórdia, se fores puro e reto, certamente logo despertará por ti, e restaurará a morada da tua justiça. O teu princípio na verdade terá sido pequeno, mas o teu último estado crescerá em extremo”.
Cada cristão paga o preço por sua santificação como quer ou como pode. Contudo, a partir do momento que:

reconhecer que precisa ter uma vida mais dedicada ao Reino de Deus;
buscar a Pessoa de Deus;
pedir misericórdia;confessar os seus pecados; e
apresentar-se diante de deus com pureza e retidão de coração, o seu estado começa a mudar.

Isto é promessa! Aleluia! Quem busca acha, quem pede recebe, a quem bate se lhe abre.

Como é difícil ler a Bíblia por apenas alguns minutos para quem não está acostumado. Que peso é! Mais difícil ainda é dispender alguns minutos em oração. Que maçante! Porém a partir do momento que o cristão começa a vencer estas primeiras dificuldades, desfruta da paz e da justiça divinas, percebendo então, que o Senhor está “despertando por ele” e as respostas às suas orações começam a aparecer, resultados significativos surgem, os altos e baixos dão lugar a mais altos do que baixos e sem dúvida o último estado terá crescido em extremo.
Em que estado você se encontra agora? Há o desejo das “coisas de cima” em seu coração? A Palavra de Cristo está abundando em sua vida? Tem perseverado em orações, velando com ações de graças? Ou está vivendo o sobe/desce da vida religiosa, sem a verdadeira santificação?

Faça seguinte oração: “Senhor Deus reconheço que preciso ter uma vida mais santificada na Tua presença e quero ter modificada essa situação, passando a te buscar mais. Tem misericórdia de mim e perdoa a multidão dos meus pecados, cobre-me com o Precioso Sangue de Jesus, e cria em mim, ó Deus um coração puro e renova em mim um espírito reto. Modifique a partir deste momento o meu estado, para honra e glória do Teu Santo Nome. Amém!”

Espero que você tenha sido abençoado. Deixe que os princípios bíblicos aqui apresentados orientem a sua vida na direção desejada por Deus.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião