A mulher da janela

Sete da manhã. Lá está ela, no segundo andar do apartamento. A cortina semi-aberta deixa à vista seu rostinho enrugado e seus cabelinhos totalmente brancos. Ela percorre os olhos pela calçada como que à procura de alguém.


Esta cena se repete diariamente de segunda à sábado. No mesmo horário ela está lá na janela procurando alguém. Até que, com seus olhos atônitos, avista-as, e um lindo sorriso transforma seu rosto trazendo alegria. Elas, três estudantes do cursinho, passam pela mesma rua todos os dias, às sete da manhã, e quando estão em frente àquele prédio olham para cima e as três acenam para a mulher da janela. Então um momento mágico acontece. Aqueles sorrisos transformam por um instante o rosto daquela mulher. Talvez transforme o seu dia ou até a sua vida…


O que é um aceno e um sorriso? Talvez para muitos não signifique muito, mas para aquela mulher da janela parece significar vida. O que ela pensa ou sente? O que faz da vida? Levanta-se cedo só para receber aqueles segundos de atenção? Volta a dormir depois? Não sei responder a estas perguntas, mas uma coisa sei: aqueles momentos são muito esperados por ela.


Esta cena me chamou a atenção por vários dias seguidos desde o começo do ano. Então parei o carro e comecei a observar e refletir no valor que um aceno e um sorriso podem ter na vida de uma pessoa. Algo tão simples para quem o faz mas tão transformador para alguns que recebem.


Depois que aquelas meninas passam o sorriso dela se vai e a cortina lentamente é fechada… O que acontece lá dentro do apartamento não sei, mas fico imaginando várias coisas. Me pergunto se aquele é o único momento de atenção que essa pessoa recebe. Então penso em quantas pessoas não conseguem ter nem momento assim. Quantos passam a vida esperando algo que possa lhe trazer um pouco de alegria, um pouco de esperança.


A solidão parece não escolher faixa etária nem econômica. Não, ela não escolhe. Pode estar em pequenos de pé no chão, perambulando pelas ruas procurando algo para comer. Pode estar em pequenos que tem os quartos transbordando de brinquedos. Pode estar em adolescentes, jovens de favela ou entre aqueles que vivem em lindas mansões. A solidão pode estar onde existe alguém que se sente incompreendido, deixado de lado, sem atenção. Intelectuais, ignorantes, idosos da periferia ou idosos da alta sociedade, pessoas da janela…


Pode ser que você seja uma pessoa que esteja precisando de um sorriso e um aceno, então procure um grupo que busque a Deus verdadeiramente e faça parte dessa família.


Ou se você é uma pessoa que pode dar um sorriso e um aceno não perca mais tempo, pois o mundo está repleto de pessoas esperando um pouco de atenção. Você pode fazer diferença para uma “pessoa da janela”.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião