A vendedora de flores

A vendedora de flores sorria; seu rosto enrugado resplandecia  de satisfação. Por impulso, tomei uma de suas flores.
– A senhora se ve  muito feliz esta manhã, lhe disse.
– Claro! Exclamou.-Sobram  motivos.
Aquella mulher tão pobremente vestida e  tão frágil, que sua atitude me intrigou. 
– Sobrelelava seus problemas admiravelmente,elogiei-a.
Ela então me explicou:- Quando crucificaram a Cristo,na Sexta Feira Santa, foi o dia mais triste da história. E três dias depois. Ele ressuscitou. Por isso
eu aprendi a esperar tres dias sempre que algo me aflige. As coisas sempre se arranjam de uma ou outra maneira nesse tempo .
Seguia sorrindo ao despedir-se de mim.
Suas palabras me veem a mente cada vez que estou em dificuldades.
 
“Temos que esperar tres dias”

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião