A voz do verdadeiro Pastor

Um viajante que percorreu a Síria observou três pastores de ovelhas que justamente estavam dando que beber a seus rebanhos junto a um poço. Os três rebanhos estavam todos misturados; um estranho poderia pensar que se tratava de um rebanho só.


Logo levantou-se da beira do poço um dos três pastores e chamou: “Men-ah! men-ah” — “venham comigo” em árabe. Imediatamente umas 30 ovelhas se separaram do grupo todo e seguiram a seu proprietário morro acima. Também o segundo pastor afastou-se um pouco e exclamou seu “men-ah! men-ah” e seguiu com seu rebanho.


Admirado, o estrangeiro perguntou ao pastor que ainda tinha ficado:
— Suas ovelhas me seguiriam se eu as chamasse?
— Por que você não experimenta? — respondeu ele.
— Nem mesmo se eu usasse sua capa e seu cajado?


Sem nada dizer, o sírio ofereceu a seu visitante sua capa, o cajado e o turbante e ficou observando, com um sorriso nos lábios, como o estranho clamava seu “men-ah! men-ah”. As ovelhas chegaram a apontar as orelhas, algumas até olharam para ele meio desconfiadas, mas não se moveram do lugar.


— Elas jamais seguiriam a qualquer outro? Só a você? Perguntou o estrangeiro.
— Jamais. Somente quando a ovelha está doente, a criatura boba segue a um estranho — respondeu o oriental.
 

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião