Aflição e amparo

Um pai perdeu sua filha única. Tinha apenas dezessete anos de idade; fora a luz e a alegria do lar. Pouco tempo antes, sua estremecida esposa partira para o descanso.


O ministro veio dizer-lhe palavras de conforto.


– Meu amigo – começou ele -‘ o irmão acaba de passar através de uma nuvem escura, e amarga tem sido a sua taça…


O enlutado interrompeu-o:


– Pastor, é verdade que tenho sofrido bastante. Meu coração está moído de dor, mas não houve nuvem alguma; através de tudo nada houve que se interpusesse entre mim e meu salvador. Jamais sua mão confortadora foi tão terna como através do que me sobreveio estas semanas passadas. Sofrimento, sim, mas nenhuma nuvem!

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião