Experimente sorrir, sempre dá certo!

Há muitos anos, declaro em meus treinamentos que as pessoas têm medo do óbvio. Fica-me a sensação de que, na cabeça de algumas pessoas, o óbvio insulta a inteligência. Afinal precisamos de soluções cada vez mais inteligentes.
Tenho observado, neste meio século de experiência renovada, que, particularmente aos aspectos de relacionamento entre as pessoas – e aqui falo de   
(o observável, mensurável) – a maior parte das ações facilitadoras e portanto, construtoras de bons relacionamentos, são por excelência óbvias.
No sábado passado, quando eu e minha esposa realizávamos uma das nossas habituais caminhadas matinais, vivenciamos uma destas situações óbvias, iniciada por um efusivo cumprimento, sucedida imediatamente por um belo e simpático sorriso e uma imediata declaração de reforço, para alavancar positivamente o humor de qualquer pessoa.


Sorrir melhora a vida
Passávamos, neste momento, próximo à feira do sábado, que acontece no bairro onde moro em São Bernardo do Campo. Ouvimos um entusiástico Bom Dia! Tivemos nossa atenção imediatamente despertada e, ato contínuo, olhamos. Deparamo-nos com um alegre e simpático sorriso que inevitavelmente provocou nosso sorriso.
Um homem de aproximadamente 40 anos que conversava com duas outras pessoas observa-nos, cumprimenta e sorri na forma já descrita, e complementa, fazendo referências aos sorrisos que conseguira obter de mim e de minha esposa:
“Olha que sorrisos bonitos. Isto sim é que é saber viver”.
Imediatamente aponta para um veículo estacionado próximo ao “trailler” dos pastéis e diz:
“Venham, aproximem-se, venham melhorar ainda mais as suas vidas, vendo, comprando, e comendo os pãezinhos caseiros que tenho para oferecer”.
Em virtude de outros objetivos que tínhamos, priorizamos continuar nossa caminhada na direção de casa, mas entre nós, comentando sobre o poder que aquele homem demonstrara, de fazer com que nos sentíssemos até constrangidos por não termos parado e, no mínimo, olhado os pãezinhos que tinha para vender.
Podemos tirar várias lições que queiramos, inclusive sobre vendas, desta passagem. Como o foco é o sorriso, faço questão de reproduzir um texto que me foi entregue por aquele que considero o mestre dos mestres na Oratória, e que foi o responsável pela minha formação e atuação nesta área – mestre Oswaldo Melantonio, sobre a Importância do Sorriso, onde podemos ler:


Por que sorrir
“Um sorriso não custa nada, mas faz muito. Enriquece aqueles que o recebem, sem empobrecer aqueles que o dão. Acontece num lampejo e a sua lembrança, às vezes, dura para sempre. Ninguém é tão rico a ponto de dispensá-lo e ninguém é tão pobre que não possa oferecê-lo; porém, ambos se enriquecem com seus benefícios. Ele cria felicidade no lar, favorece a boa disposição e a amizade. É repouso para o fatigado, luz do dia para o desanimado, raio de sol para o triste e o melhor antídoto contra a preocupação. Entretanto, não pode ser comprado, tomado, emprestado ou roubado, pois é algo que não constitui bem terreno para ninguém, até ser doado. Ninguém precisa tanto de um sorriso como aqueles que não têm mais nada para dar.”
Quer saber se dá certo? Faça! Sorria!

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião