O camundongo frouxo

Era uma vez um
camundongo cinza. Ele morava na mesma casa que uma baita gata e tremia nas bases por causa dela.
Minha vida estaria tão fabulosa, se não fosse por essa gata velha! – falava.
– Fico com medo dela o tempo todo. Eu não quero ficar pego. Bem que eu queria virar um gato.
Uma fada escutou o camundongo, ficou com pena dele e o transformou em um gato marrom.
No início, ele estava faceiro à beça . Mas, um dia, um cachorro saiu correndo atrás dele.
-Puxa vida! – falou. – Não é tão legal assim ser um gato. Fico com medo dos cachorros o tempo todo. Bem que eu queria ser um baita cachorro.
Novamente, a fada ouviu. Ficou com pena do gato marrom e fez ele virar um cachorro acavalado .
E ele ficou feliz da vida de novo. Mas, um dia, ouviu esturro de um leão.
-Ai, escutem só o ruído que esse leão está fazendo! – estrilou – Eu fico com medo só de ouvir. É, não é lá tão seguro ser cachorro, afinal. Como eu queria ser um leão. Acho que eu não estaria com medo de nada.
E correu disparado para a fada.
-Querida fada – falou – por favor, faça eu virar um leão duro !-
E mais uma vez a fada jogou no time dele e o transformou em um leão grande.
Um dia, um homem tentou balear o leão. E outra vez ele disparou até a fada.
-O que está acontecendo agora? – perguntou a fada.
-Por favor me transforme em um homem, querida fada – gemeu. – Aí, eu não vou ficar com medo, jamais.
-Você virar homem!? – gritou. – Não dá , realmente não dá!
Um homem deve ter um coração duro e corajoso, e você tem um coração acoelhado de camundongo. Por isso, vai virar um camundongo de novo e ficar assim para sempre.
E, assim falando, ela o transformou de novo em um pequenininho camundongo cinza, e ele correu em chispada de volta para sua velha casa.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião