O malabarista do circo

A notícia de que o Circo iria estar alguns dias na cidade alegrou a todos. Principalmente as crianças. Entre os adultos a conversa era por causa de um malabarista, que andava de carrinho de mão sobre um cabo de aço a 25 mts de altura. Ninguém acreditava muito que isso fosse possível.

Mas, o dia tão esperado chegou. Era domingo à tarde. A primeira apresentação era as 3 horas, mas as 2h as arquibancadas já estavam quase lotadas. Todos estavam ali. O dono da rádio, o prefeito, o padre e o pastor. O pessoal do circo se entusiasmou que até começou o espetáculo antes das 3.

Primeiro começaram com a apresentação dos animais. Dois leoes e 1 tigre sendo dominados por um corajoso jovém que os fazia pular de um lado ao outro, atravessando aros de fogo. Depois, foi a vez do elefante, dos cavalinhos, dos cachorrinhos e até de uma vaca. Cada um tinha o seu número bem preparado. Em seguida os mágicos, depois os palhaços, até que chegou a hora tão esperada pelos adultos. O número do malabarista.

Os tambores tronaram. O artista foi subindo as escadas do picadeiro. Assim que chegou lá em cima, concentrou-se e começou a andar no cabo de aço, sem nada nas mãos. Depois, pegou o carrinho de mão e novamente tronaram os tambores. Novamente concentrou-se e lá foi o artista, empurrando tranquilamente o carrinho pelo cabo de aço. O pessoal aplaudiu e pediu bis. E o homem repetiu o número com mais segurança ainda. O dono da rádio não se aguentou e subiu no picadeiro para entrevistar o homem ali mesmo, ao vivo. O artista agradeceu o elogiu do dono da rádio e perguntou-lhe se de verdade acreditava que ele era tão bom.

– Mas é claro que o senhor é bom nisso, disse o dono da rádio.

– E o senhor acredita que eu posso repetir o número outra vez?, perguntou o artista.

– Mas é claro que eu acredito, disse o radialista. Eu vi com os meus próprios olhos que o senhor é bom mesmo e que pode fazer isso com a maior facilidade, sem perigo nenhum.

– Então está bem.- disse o artista. Agradeço muito sua confiança em mim. Eu vou repetir o número mais uma vez. E o senhor vai mostrar que confia em mim, sentando no carrinho.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião