O moleque dos vasos e o homem alto

O menino saía do terreno baldio onde esteve brincando e deu de cara com um homem alto, de barba e uma jaqueta grossa e meio suja. Ele perguntou logo ao garoto:
– Você sabe quem quebrou aqueles vasos de barro?
– Não!, disse o menino com os olhos arregalados, já tava assim quando eu cheguei! Não fui eu não!
– Tem certeza?! Perguntou o homem, vendo o olhar fugitivo do moleque.
– Não tio, não foi eu não!
– E você não sabe quem foi?
– Eu não… disse o menino com os olhos meio perdidos e grudados no sapato do homem.
– Então tah bom. Eu vim aqui hoje justamente para quebrar aqueles vasos, porque eles servirão de cascalho, e fui pago pra isso, e dividiria o dinheiro com quem já fez o trabalho pra mim, mas se não foi você…tudo bem.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião