O valor do silêncio

John Ortberg cita um livro chamado Solidão, do psiquiatra inglês Anthony Storr: “Storr diz que a capacidade de criar está inseparavelmente ligada à capacidade de ficar só, e que muitas vezes as pessoas que ficaram muito tempo sozinhas na infância tornam-se extremamente criativas”. Ortberg cita uma bela frase de Edward Gibbon: “A conversa alarga o entendimento, mas a solidão é a escola do gênio”.
Bem, já que estamos citando gente, que tal prestar atenção ao conselho do gênio dos gênios: “Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto”(Mt 6.6). Ele próprio praticava isso: “Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar; e passou a noite toda em oração a Deus” (Lc 6.12). A vitalidade do seu pensamento e a irresistibilidade de suas palavras nasciam dessas horas de silenciosa comunhão com Deus. (John Ortberg, Revista Leadership, Summer, 1993, p. 36).

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião