Relógio do Apocalipse






WASHINGTON, 15 jan (AFP) – O Relógio do Apocalipse, barômetro do Boletim de Cientistas Atômicos, que simboliza a iminência de um armagedon nuclear, deverá avançar na quarta-feira, uma decisão que reflete o agravamento da ameaça nuclear, informou um grupo de eminentes cientistas em um comunicado.

O relógio marca atualmente sete minutos para a meia-noite, hora simbólica de uma catástrofe mundial.

Esta será a primeira alteração no relógio desde fevereiro de 2002, informou à AFP Kennette Benedict, diretora deste grupo científico, informando que esta decisão, "se apoiou em um agravamento da ameaça nuclear e daquelas vinculadas ao aquecimento climático".

Ela não informou em quantos minutos será adiantado o ponteiro do relógio, criado em 1947 por cientistas de Chicago, que participaram do projeto Manhattan para simbolizar os riscos que as armas nucleares significam para a humanidade.

O projeto Manhattan deu origem à bomba atômica, lançada pela primeira vez sobre Hiroshima, no Japão, em 6 de agosto de 1945.

"Este último movimento importante (do relógio) traduz as inquietações crescentes de uma ‘segunda era atômica’, devido às graves ameaças causadas pelas ambições nucleares do Irã e da Coréia do Norte, dos materiais nucleares não protegidos na Rússia e em outros lugares, bem como as 2.000 a 25.000 armas nucleares deslocadas todos os dias nos Estados Unidos e na Rússia", explicou o comunicado.

www.sermao.com.br

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião