Vaso trincado

Na proximidade de um fazendeiro muito honesto e caridoso existia um jardim muito lindo. À margem deste jardim, escondido entre arbusto, se encontrava um vaso trincado. Certo dia o fazendeiro, vasculhando entre os arbustos encontrou o vaso e acolhendo-o com amor, exclamou: ” Querido vaso, eu vou precisar de ti “. Envergonhado e sem jeito, o vaso trincado respondeu: ” Senhor, sou um vaso trincado e não sirvo para nada “. O fazendeiro insistiu: ” Meu querido vaso, é assim que eu quero precisar de ti. Eu poderia plantar uma flor no jardim e ela cresceria, e , contemplando-a, todos admirariam. Eu preciso de ti para dentro plantar uma flor e assim poder embelezar recintos como salas, capelas e outros ambientes “.
O vaso, preso em seu defeito de rachadura, esquecia-se de que tinha muitas e boas qualidades. Respondeu então com tristeza e desprezo: ” Mas senhor, não irei embelezar; aparecerá logo minha rachadura e tirará a beleza da flor”. O senhor lhe respondeu: ” Meu querido vaso, não tenhas medo, deixa-te manipular por mim para onde eu quiser colocar-te, e plantarei uma flor dentro de ti de maneira que ela se estenda sobre o teu lado trincado, cobrindo-o com suas folhas verdes e belas “. O vaso, cabisbaixo, trêmulo, arriscou- se a pronunciar o seu SIM, dizendo: ” Aceito ser usado por ti assim como sou disponível para o que quiseres de mim, contanto que se FAÇA A TUA VONTADE “. Ouvindo isso o fazendeiro, com todo carinho, tomou o vaso trincado, colocou terra boa no seu interior e plantou uma flor muito linda, que se estendeu sobre sua rachadura e cobriu-a com suas folhas verdes e belas… Colocou-o na portaria de sua casa para que todos os que ali passassem pudessem admirar aquela flor, que, por ser tão linda, trazia presente o poder do seu Criador.
O vaso percebendo que, apesar de trincado, fora escolhido para gerar uma flor dentro de si, exclamou: ” Senhor , não deixes jamais morrer dentro de mim essa flor, pois sem ela sou um vaso sem vida, feio e sem graça. Obrigado porque quiseste precisar de mim assim como sou, para revelar o teu poder e as tuas maravilhas aos meus irmãos. Que todos os que se chegarem a mim sintam a tua presença” .


PARA REFLETIR


1- Tenho consciência de que sou um vaso e, mesmo com rachaduras, Deus quer contar comigo?
2- É mais fácil fixar-se sobre os pontos negativos do que nos positivos! Qual a minha tendência?
3- Coloco as minhas qualidades a serviço, a exemplo do vaso?
4- Esta história revela o que da minha vida?

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião