A alegria de Cristo no cristão

Texto bíblico: João 15:11

Tenho-vos disto isso para que a minha alegria permaneça em vós, e a vossa alegria seja completa.

INTRODUÇÃO:

Essas palavras foram ditas por nosso Senhor Jesus Cristo e é muito importante que notemos

quando ele disse. Era um momento muito estranho para falar sobre júbilo e alegria, porque depois de pouco tempo ele estaria no escuro Getsêmani, e logo depois enfrentaria seus acusadores e ouviria a zombaria e os insultos daqueles que o odiavam.

            Foi pouco antes das agonias do Calvário quando Ele falou da “minha alegria …” e é muito significativo que nas Escrituras, esta foi a única vez que ele falou da Sua alegria.

            Quão extraordinário o fato de a alegria do Senhor permanecer nEle em tempos tão difíceis de provação! E seu desejo e provisão para nós (isto é, para cada crente) é que sua alegria, que é tão diferente da alegria do mundo, seja a nossa alegria: “… que minha alegria permaneça em vós, e a vossa alegria seja completa”.

I. A ALEGRIA DE CRISTO DEVE SER A CARACTERÍSTICA PREDOMINANTE NA VIDA DE CADA CRISTÃO.

a. DEVEMOS MANTER INTACTA A ALEGRIA DO SENHOR.

1) Muitas vezes estamos tristes, sombrios e desanimados,

2) Mas, como cristãos, devemos ter alegria em todo tempo (Filipenses 4: 4; 1 Tessalonicenses 5:16)

3) A vida do cristão deveria manifestar, da A a Z, a alegria do Senhor:

a) Alegria na conversão (Atos 8:39)

b) Alegria em ler a Santa Palavra de Deus (Jeremias 15:16)

c) Alegria em oração (João 16:24)

d) Alegria nas tribulações (Tiago 1: 2)

e) Alegria no sofrimento (Atos 5:41)

f) Alegria no serviço (2 Coríntios 1:24)

g) E alegria no fim do caminho (Hebreus 12:22)

h) Se pertencemos ao Senhor, devemos sempre nos regozijar.

II. QUAL É A ALEGRIA DE CRISTO QUE OS CRISTÃOS DEVERIAM VIVER?

a. A PRIMEIRA É A ALEGRIA DE CRISTO: “… que a minha alegria permaneça em vós” (João 15:11)

1) “Minha alegria … em vós …”

a) A vida cristã é a vida do Senhor Jesus Cristo em um homem ou uma mulher (Gálatas 2:20; Colossenses 3: 4)

b) A alegria cristã é a alegria de Cristo em um cristão, e isso significa que essa alegria, profunda e permanente, não é encontrada em mais ninguém, mas nEle.

c) Existem outros tipos de alegria com outras origens, mas a alegria de Cristo é encontrada somente nEle.

b. A SEGUNDA É A PLENITUDE DA ALEGRIA: “… que a vossa alegria seja completa” (João 15:11)

1) Há uma grande diferença entre alegria e plenitude de alegria.

2) Uma vasilha pode estar meio cheia ou completamente cheia.

3) O desejo de nosso Senhor por nós é que experimentemos plenitude de alegria continuamente (Salmo 16:11; João 17:13; 1 Pedro 1: 8)

c. A TERCEIRA É UMA ALEGRIA PERMANENTE: “… que a minha alegria permaneça em vós” (João 15:11)

1) Observe a palavra “permanecer” nestes versículos: (4, 5, 6, 7, 9 e 10)

2) “Permanecer” Nele, e Ele “permanecer” em nós significa que sua alegria estará sempre em nós.

a) Nossa alegria Não é uma experiência intermitente, mas permanente.

b) É uma alegria que não é afetada pelas circunstâncias (João 16:22)

c) Esses primeiros seguidores de Jesus passaram por muitas provações e tribulações.

d) Mas Ele lhes disse que NADA poderia tirar a alegria deles, a alegria dEle neles.

3) Considere as três ilustrações a seguir sobre a natureza permanente da alegria cristã, e o fato de que a alegria de Cristo em nós não é afetada por circunstâncias externas:

a) (João 15:11) Como vimos, o Senhor experimentou essa alegria sob a sombra da cruz; compare com João 17:13.

b) (Lucas 10:20) Parece claro que o Senhor estava lhes dizendo: “Não deixes que a tua alegria dependa de algo terreno ou temporário, mas dependa do que permanece … no céu”.

c) (Atos 16:25) Paulo e Silas, estando em grande dificuldade, ficaram cheios da alegria do próprio Cristo e puderam cantar louvores à meia-noite: (Isaías 61: 3; 2 Coríntios 8: 2; Hebreus 10:34 )

4) O impressionante e maravilhoso é que a verdadeira alegria cristã

a) Não apenas Não é afetado por circunstâncias adversas

b) Mas na verdade é aumentado no meio de provações e tribulações (Tiago 1: 2)

III. AGORA, COMO PODEMOS TER ESTA ALEGRIA?

a. TENDO a Ele.

1) Se essa alegria profunda e permanente é a de Cristo, só podemos tê-la tendo a Ele.

2) O livro dos Atos dos Apóstolos 8:8 diz: “havia grande alegria naquela cidade” Por que? O evangelho de Jesus era anunciado (vv 5 e 35)

3) Para ter sua alegria, precisamos tê-lo (João 17:13)

b. LENDO SUA PALAVRA.

1) Quando lemos a Bíblia e aceitamos a verdade, sentimos grande alegria (1 João 1: 4)

a) É como ter “o coração ardendo” como resultado de estar com Ele e ouvi-lo (Lucas 24:32)

c. NOS RENDENDO A ELE

1) Lucas 10.21nos diz duas coisas:

a) A primeira, que “Jesus se alegrou …”

b) E a segunda, que foi completamente submetido à vontade de seu Pai.

2) Sua alegria foi a alegria de uma submissão total e contínua à vontade de seu Pai celestial.

3) Em palavras simples, “é a bênção de uma dor aceita!

4) Quando aceitarmos o sofrimento de sua mão, tanto as dores quanto os prazeres, nossa alegria será verdadeiramente plena.”

d. PELO ESPÍRITO SANTO (LUCAS 10:21)

1) “Jesus se regozijou no Espírito Santo

2) “Nesse mesmo momento, o Espírito Santo encheu Jesus de alegria” (Romanos 15:13)

3) Agora mesmo, Jesus está exaltado no céu, o homem perfeito em um corpo humano perfeito.

4) Seu desejo é que Sua alegria seja completa em nós.

5) Como isso será possível, estando Ele lá e nós aqui? Ele está no céu e nós estamos na terra!

a) A resposta é: Pelo Espírito Santo. “O fruto do Espírito é … alegria” (Gálatas 5:22), e compare-o com Atos 13: 5; Efésios 5:18

CONCLUSÃO:

Deus deseja que a alegria do Senhor seja permanente, que não seja alterada por nada nem por ninguém; é, portanto, um desafio mantê-la.

Autor: Alfonso Calderón

Faça teologia na Faculdade Teológica Sul Americana

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião