Os teus pecados estão perdoados

Neste sermão nós vamos aprender que os teus pecados estão perdoados

Marcos 2.1-12

Propósito: Entender que o perdão dos pecados é o melhor de Deus para as necessidades do ser humano.

Introdução: Grandes multidões se aglomeram hoje em dia para ir até onde se diz estar Jesus. Quais são as suas prioridades? O que eles buscam receber de Jesus? Que tipo de necessidade urgente as pessoas fazem grande caravana para ir até Jesus?

  • Existe um contraste impressionante entre o capítulo um de Marcos e o dois. No capítulo um vemos a glória de Jesus. No capítulo dois vemos a oposição acirrada ao seu ministério.
  • No capítulo 1, Jesus encontrou oposição, mas foi diretamente de Satanás, 1.13,23-26,32,34,39, mas no capítulo dois a oposição vem das pessoas.
  • A partir do terceiro capítulo, já começam a pensar em como poderiam destruí-lo chegando a identifica-lo com o diabo.
  • Esse conflito já era esperado. Satanás quando recebeu de Deus a afirmação de que um nascido de mulher lhe pisaria a cabeça, passou desde então a defender sua cabeça.
  • O texto inicia dizendo:

Depois disso entrou em Cafarnaum:

  • Jesus estava voltando da Galileia. Adentra agora a sua própria cidade (Mt 9.1). Muitos estudiosos reconhecem que Jesus possuía ali uma casa.
  • Cafarnaum:Vila de Naum” que o Grego transformou numa única palavra. Literalmente significa (vila de conforto). Esse lugar foi cena de muitos milagres de Jesus. Podemos afirmar sem medo que foi ali onde Jesus realizou mais milagres.
  • Como diz o ditado: “Grandes privilégios exigem grandes responsabilidades”. Cafarnaum não se mostrou à altura do que se esperava dela. Em Mateus 11.23,24 lemos uma profecia contra essa cidade:

Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se fizeram, teria ela permanecido até ao dia de hoje.

Digo-vos, porém, que menos rigor haverá, no Dia do Juízo, para com a terra de Sodoma do que para contigo.

Não foi uma benção e sim um entrave para a obra de Cristo.

Muitos se afluíram (v.2)

  • Todo tipo de gente. Aqueles que criam e os curiosos. Amigos, mas também inimigos. Muitos estavam ali para verem os sinais que ele fazia. Outros para serem abençoados com o que ele oferecia.
  • A multidão era tanta que os líderes religiosos ficaram perturbados. Era tanta gente que ninguém entrava e ninguém conseguia sair.

Anunciava-lhes a palavra:

  • Jesus não perdia a oportunidade de pregar o evangelho do Reino às pessoas. Ele veio trazer a mensagem de esperança, cheias de graça e de forma muito simples as anunciava aos seus ouvintes.

O inesperado acontece

  • Quatro amigos encontram uma maneira inusitada de levar até Jesus um enfermo. Um homem que havia perdido completamente sua locomoção. Esse homem estava impedido de andar e se mover. Precisava ser carregado.
  • Como a casa estava cheia, e ninguém podia entrar, resolveram subir no teto da casa. Fazendo uma abertura no telhado, com cordas descem o leito do homem até Jesus.
  • O telhado das casas eram normalmente planos e servia de terraço para os moradores. As paredes possuíam uma fina camada de barro entrelaçadas com caibros e vigas.

Vendo-lhes a fé (5), Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados.

  • Interessante notarmos que Jesus olhou para a fé deles. Vendo-lhes a fé.
  • É importante notarmos também que o pronunciamento do perdão foi a grande e primeira benção dada ao paralítico.
  • Todos ali presente puderam notar que o maior de todos os médicos considerava as bênçãos espirituais maiores do que as de ordem material e física.
  • Notem bem. Jesus não perguntou se ele reconhecia seus pecados. Se possuía um sentimento de culpa. Ele tratou o pecado como algo indesculpável diante de Deus. Mas, ofereceu a única solução verdadeira: “Os teus pecados estão perdoados”.
  • Foi para isso que Jesus veio. Solucionar o problema do pecado na vida das pessoas.
  • Ao dizer “os teus pecados estão perdoados, Jesus apaga completamente os pecados para sempre.

O problema que isso causou

  • (6,7) – contrário à alegria do jovem curado e de seus amigos, ali estava um grupo de pessoas que se morderam de raiva. Eles estavam se roendo por dentro. Estão pensando dentro de si mesmo: como ele faz isso se não é Deus?
  • Ele está se colocando em lugar de Deus e isso é blasfêmia.

A Reação de Jesus

  • (8,9) – Jesus expõe o que estava escondido no coração daquelas pessoas. Será que não poderiam pelos sinais perceberem que mandar um homem levantar e perdoar pecados é atribuição divina? Como duvidam?

Jesus Diz ao paralítico: Eu te mando: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa. Primeiro perdoou os pecados, depois resolveu o problema físico.

  • Isso ele fez para demonstrar sua autoridade sobre a terra.
    • “Toda autoridade me foi dada nos céu e na terra.
  • O filho do homem. É um título messiânico usado 14 vezes em Marcos. É uma releitura que Jesus faz de Daniel 7.13

Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha com as nuvens do céu um como o Filho do Homem, e dirigiu-se ao Ancião de Dias, e o fizeram chegar até ele.

  • Esse termo descreve o caráter e a missão de Jesus.

Então o rapaz se levantou, tomou o seu leito e foi embora para casa.

  • Ele confiou. Ele ouviu, creu e recebeu a cura. Ele obedeceu e foi para casa com lhe fora ordenado.
  • Marcos registra a admiração das pessoas que estavam presente.
  • Mateus vai dizer que a multidão ficou possuída de temor.
  • Lucas relata que todos ficaram atônitos.
  • Diziam uns aos outros: nunca vimos algo assim!
  • É certo de que muitos ali creram em Jesus.
  • É certo que ali muitos vendo todas essas coisas continuaram céticos.

Nesse Relato, Marcos nos aponta três verdades que não podemos deixar de frisar:

1 – A Autoridade de Jesus

  • Quem como Jesus pode dizer ao enfermo que ande, que seja curado?
  • Quem como Jesus pode dizer ao pecador: Os seus pecados estão perdoados?

Mateus 9:6

Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados—disse, então, ao paralítico: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa.

Mateus 28:18

Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra.

  • Nem toda enfermidade é causada pelo pecado, mas neste caso percebemos que a enfermidade do homem foi resultado da sua desobediência a Deus.
  • Antes de curar o físico, Jesus precisava eliminar o pecado e produzir paz no coração aflito.

2 – A Divindade de Jesus

  • Ninguém que não tenha o poder de Deus não pode dizer ao paralitico: levanta e anda;
  • Ninguém que não tenha o poder e autoridade divina não pode dizer: Teus pecados estão perdoados;

Jeremias 17:14

Cura-me, SENHOR, e serei curado, salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor.

  • Ninguém que não tenha o poder e autoridade divina poderia perceber o que as pessoas estavam pensando em seus corações.

Romanos 1:19,20

Porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou.

Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis;

3 – A Fé

  • A fé não é estática. A fé não é passiva. A fé é dinâmica e ativa.
  • 5 – “Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados”.
  • Definição da fé: crer e esperança. É A salvação é o resultado da união da fé com o autor da salvação.
  • O objeto da fé: O Deus encarnado que veio dar vida ao mundo.
  • Os efeitos da fé: compreender que a obra de Cristo foi plenamente cumprida em nossas vidas.
  • Aquele que possui fé deve colocá-la em ação constantemente.
  • A mulher Hemorrágica que venceu todas as dificuldades;
  • Zaqueu que subiu na árvore;
  • Os amigos que escalaram a casa para colocar o necessitado diante de Jesus.
  • O paralitico que permitiu todo esse risco sabendo que algo iria acontecer de novo na sua vida.

Conclusão

  • Com que intenção você tem buscado Jesus? Você busca Jesus com qual objetivo? Para ver sinais? Para acalmar a sua curiosidade? Ou para receber dele perdão e salvação? O que é que Jesus tem de melhor para te dar? Qual pecado você precisa que ele te perdoe?
  • Você tem amigos que precisam de Jesus? Você tem na família pessoas que precisam de Jesus? Que precisam serem perdoadas e receberem a cura espiritual? O que você tem feito para colocar essas pessoas diante de Jesus? Que tipo de método você tem usado para que seus amigos sejam perdoados por cristo?
  • A fé é o instrumento para se receber de Jesus o melhor que ele pode dar – o perdão dos pecados e a salvação. Mas a fé precisa de confirmação. De que maneira você tem entendido a fé? De que maneira você tem vivido a fé? Você vive como alguém que já alcançou o perdão e foi salvo pela graça de Deus ou como alguém que desconfia de que tudo isso é uma lenda?

Autor: Rev. Eldo F. Machado

Visite o site www.ejesus.com.br

//flp

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião