A verdadeira Auxiliadora

“Qual a importância de meu papel de dona-de-casa no plano de Deus?”

“Estou me realizando pelas tarefas diárias que executo?”

Essas perguntas têm levado muitas mulheres a sentir-se sem importância ou insatisfeitas. Quão triste é essa situação, quando às esposas cristãs foi confiada uma das mais abençoadas ocupações! E, como no caso do marido, Deus expôs em sua Palavra um plano específico para as esposas.

Se as esposas cristãs compreendessem e seguissem o plano do Senhor de “auxiliadora” do homem, elas veriam que receberam um trabalho que não só lhes dá o sentido de realização mas também representa uma parte importante no plano de Deus para a família. Que é que contém esse plano? Comecemos por onde Deus começou. Antes de existir qualquer esposa, enquanto ela ainda estava na prancheta de desenho de Deus, a primeira coisa que ele disse a respeito dela foi que ela seria uma auxiliadora: “Far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” (Gênesis 2:18).

Ao assim proceder, Deus revelou em essência o verdadeiro espírito do Cristianismo. Um estudo cuidadoso da Bíblia revelará que as pessoas devem ajudar umas às outras toda vez que surgir a necessidade e as circunstâncias o permitirem. * Cristianismo é, em parte, gente ajudando gente nas situações da vida real. O dom do ministério, ou do serviço, do qual fala Romanos 12:7 é, provavelmente, o mais prático e o mais necessário de todos os dons dados por Cristo à sua igreja. Pode ministrar a maior número de pessoas, de modos mais variado do que talvez qualquer dos demais dons encontrados nas listas de Romanos 12:6-9, I Coríntios 12:7-11 ou Efésios 4:11 e 12. Contudo, ser auxiliadora do marido pode fazê-la sentir-se realizada ou deixá-la com sentimento de demérito: o fator determinante é um espírito humilde integrado à sua personalidade. Deus quer que cada cristão assuma postura de servo: isso inclui maridos, esposas, empregados, patrões, ricos e pobres.

A esposa que aceita seu papel de auxiliadora pode ainda ter seus próprios alvos na vida. Ela pode crescer, manter sua própria personalidade, e atingir algumas realizações próprias. A mulher não perde a personalidade simplesmente por ser auxiliadora do marido. Pelo contrário, a esposa ajudadora auxilia-o nas questões familiares e apoia os seus esforços profissionais. Ela participa com o marido na criação dos filhos. Compartilha das alegrias e tristezas dele, cooperando com ele no planejamento financeiro e ficando a seu lado quando ele falhar. * Deus teve compaixão do homem na sua solidão, confirmando o fato de que seres humanos têm necessidade de ajuda mútua. Ele quer que recebamos essa ajuda mútua. Existe uma beleza singular ligada ao ser ajudadora. O dito “Por trás de um homem bem-sucedido encontraremos uma boa esposa” é freqüentemente verdadeiro. Pense nisso. Gisele Rodriques

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião