Devemos nos lembrar de Deus em todos os momentos de nossas vidas

Todos temos desejos e planos, desde o mais jovem ao mais idoso. Na verdade desejamos muitas coisas e vivemos em busca de todas elas: felicidade, alegria, bem estar, namoro, estudo, esportes, lazer, amizades. Olhamos o futuro, sentimos a necessidade de ter meios para alcançarmos e realizarmos os nossos sonhos, seja a solução de um problema, a cura de uma enfermidade física e espiritual, de uma profissão, de uma família bem ajustada e a aquisição de bens materiais.

1- Os dias atuais nos obrigam a ser dinâmicos

Somos obrigados a correr de um lado para outro, nos envolvermos em muitas atividades e lutarmos pela conquista de nossos objetivos. Isso não é errado, Deus não vai fazer nada que é nossa obrigação fazer. A Palavra de Deus manda ir ter com a formiga, quando repreende o preguiçoso.

2- Mesmo diante de conquistas, muitas vezes temos uma insatisfação.

Muitas vezes, os sonhos não se concretizam e nós ficamos tristes e insatisfeitos. Em outros casos, os nossos projetos são alcançados e as realizações se manifestam como fruto de um labor. Contudo, apesar disso, persiste um vazio interior. Quantas pessoas são aparentemente bem sucedidas e realizadas, talvez até ricas, mas vivem deprimidas! Muitos procuram solucionar esse problema através das drogas, do sexo, e alguns chegam ao suicídio em razão de um vazio tremendo na alma, corpo dilacerado pelo pecado, dentre outras consequências inevitáveis, uma vez que o homem colhe o que planta.

3- Temos três tipos de necessidades.

O ser humano tem corpo, alma e espírito. Daí vem necessidades físicas, psicológicas e espirituais. Os bens materiais atendem principalmente às necessidades físicas, embora isto tenha efeitos psicológicos. Já o conhecimento, as realizações e, sobretudo, os relacionamentos vêm suprir muitas necessidades psicológicas. E o lado espiritual? Só o conhecimento de Deus e uma vida entregue a ele podem suprir as necessidades espirituais do homem. Enquanto isso não acontecer, existirá uma grande falta interior, espiritual, com reflexos psicológicos e físicos.

Regra número 01:

Doce é a luz, e agradável aos olhos, ver o sol (verso 7 de Eclesiastes 11), olhe sempre para a luz, JESUS CRISTO É A LUZ DO MUNDO. ELE TE AMA E QUER VOCÊ O MAIS PRÓXIMO DELE POSSÍVEL.

Regra número 02:

Não seja uma pessoa carrancuda e que não se alegra, regozije-se em todos os dias de sua vida, pois há tempo para tudo, para se alegrar e para chorar, para ter muito e também ter pouco, para trabalhar e para descansar, para abraçar e para deixar de abraçar. (verso 8 e 9 de Eclesiastes 11).

Regra número 03:

Jamais esqueça de que Deus é um Deus presente, Santo e vai pedir contas a cada um de nós de tudo que fizermos.

Regra número 04:

Mantenha-se longe do pecado, a Palavra nos manda afastar o nosso coração do desgosto e remover da nossa carne a dor, porque a juventude e a primavera da vida são vaidade.

Regra número 05:

Devemos nos lembrar do nosso Criador durante todos os dias de nossas vidas do começo ao fim. Isso é para pessoas da terceira, segunda e primeira idade.

Eclesiastes 12:1-8

1 – Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais dirás: Não tenho neles prazer;

2 – Antes que se escureçam o sol, a lua e as estrelas do esplendor da tua vida, e tornem a vir as nuvens depois do aguaceiro.

Considerações Finais

Continue em busca da realização dos seus sonhos, mas lembre-se do Criador e busque a comunhão com Ele, pois, de outro modo, a vida não fará sentido.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião