O Cordeiro de Deus

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo (João 1.29).

Introdução
Neste início de tempos natalinos, olhemos para aquele que é a razão da nossa existência.

Transição
Vejamos nesta hora duas verdades a respeito da pessoa de Cristo e como estas verdades podem transformar as nossas vidas.

1. Eis o Cordeiro de Deus

a. No Antigo Testamento um sacrifício diário era oferecido a cada manhã e tarde de maneira contínua e era sempre um cordeiro: “Isto, pois, é o que oferecerás sobre o altar: dois cordeiros de um ano cada dia continuamente” (Ex 29.38).
b. Agnus dei – o Cordeiro de Deus
c. O Cordeiro apontado por Deus.
i. Atesta para a falência humana em produzir a sua própria salvação.
ii. Atesta para o fato da impossibilidade de ser salvo de outra maneira que não seja aquela providenciada por Deus.

2. Eis o Cordeiro que tira o pecado do mundo

a. O Cordeiro Expiador, Sofredor
i. Tira a culpa do pecado – o tribunal perde a sua força punitiva.
ii. Tira o poder do pecado – perde-se aqui o força dominadora.
b. O Cordeiro Pascal
i. Não somente de Israel, mas do mundo todo
c. Tirar o pecado é aqui uma ação contínua; a obra constante de Cristo. Ele tira aquilo que é ofensivo a Deus – o pecado.
d. Praticamente 67% das pessoas que já passaram por este mundo nunca ouviram de Jesus e assim deixaram de ter o privilégio de fazer parte do Reino e habitar eternamente com o Senhor (carta do Oswaldo Prado).

Conclusão:
O que está verdade tem a ver com a sua vida?
No verso lido aponta para o evento chamado Cristo e o que ele realizou em favor da raça humana. Você é uma destas pessoas que se beneficiou da vinda de Cristo ao mundo.
Desafio: Coloque a sua vida na presença do Cordeiro de Deus e permita que ele tire os pecados que ainda incomodam o seu coração.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião