O Senhor abre os olhos aos cegos

Ler ainda 8 II Reis 6:17

Introdução

Creio que todos que se encontram neste local já tiveram oportunidade de ver um cego. As vezes os encontramos nas caçadas das ruas a pedir esmolas, outras vezes os encontramos nas portas das Igrejas ou casas comerciais, e outras vezes atravessando ruas ajudados por alguém. Uma das coisas que mexem conosco é ver alguém deficiente visual, pois além de depender de alguém para guiá-los não podem contemplar a linda natureza que Deus criou, e que muitas pessoas não valorizam. O céu azul e as vezes com nuvens tão lindas; o mar com sua beleza encantadora com suas praias enfeitadas com lindos coqueiros; os animais com suas cores coloridas, e as árvores com suas belas flores, como o ipê, são coisas que revelam a grandeza de seu criador – a grandeza de Deus. Se um simples edifício, ou uma ponte revela a grandeza de um engenheiro, o sucesso de uma cirurgia a grandeza de um médico, imaginemos a grandeza daquele que fez o universo, e que fez também o homem, com capacidade de ser engenheiro ou médico. Muitas pessoas têm olhos, mas são cegos! É terrível ser cego! Eu diria que uma pequena amostra de falta de visão se dá quando falta energia elétrica em casa, e começamos a procurar as coisas e não encontramos; tropeçamos aqui e acolá… porque as trevas nos tiram a visão. Agora imagine alguém que passa as 24 horas do dia sem ver a luz do sol ou das lâmpadas artificiais. A ciência tem progredido muito e continua fazendo grandes esforços na área da medicina, mas os resultados ainda não satisfazem, pois um cego ainda não pode ver. Nós podemos ajudar um cego, mas não dar-lhe a visão. Mas a Bíblia diz que o Senhor abre os olhos aos cegos. O que a ciência não pode fazer, Jesus faz. Que maravilha! O Senhor abre os olhos aos cegos! Mas o pior cego é aquele que não quer ver! Há pelo menos,dois tipos de cego: os físicos e os espirituais.

I- O Senhor abre os olhos dos fisicamente cegos

Jesus sempre teve muita compaixão de pessoas cegas. Certa vez, estavam andando em Jerusalém, Jesus e seus discípulos, e encontraram um homem cego. Os discípulos logo perguntaram: Rabi, quem pecou para que esse nascesse cego, foi ele ou seus pais? E Jesus respondeu: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi assim para que se manifestasse nele as obras de Deus. Nem toda enfermidade ou deficiência é conseqüência do pecado. Há coisas que nos acontece para que o mundo tenha oportunidade de ver a glória de Deus. Em outra ocasião, Jesus estava indo de Jerusalém para Jericó e ao chegar na cidade, próximo ao portão principal, estava um homem cego, possivelmente conduzido por alguém até aquele local; ali passava o dia a mendigar. Jesus quase sempre, era acompanhado por grande multidão e o cego Bartimeu ouviu o barulho, muita gente andando e conversando, alguns gritando, então perguntou o que estava acontecendo e alguém lhe disse que Jesus estava passando por ali. Ninguém na Palestina era alheio aos acontecimentos da época; todos sabiam dos milagres operados por Jesus e sua fama aumentava cada dia mais. Os enfermos e cegos também eram conhecedores dos milagres. Bartimeu, começou a clamar em alta voz: Jesus filho de Davi, tem compaixão de mim! Jesus filho de Davi, tem compaixão de mim! Pediram para que se calasse para não atrapalhar o Mestre; mas ele ainda mais forte gritava: Jesus, filho de Davi, tem compaixão de mim! Era cego, conhecedor de sua situação e aproveitou a oportunidade, talvez a única em sua vida. Jesus parou e pediu que alguém o trouxesse, e disse: Que queres que eu te faça? Senhor, que eu veja. Então vê. E viu. Aquele homem queria ver; seu desejo era ver. Lucas 18:35-43. Em outra ocasião, Jesus estava em Jerusalém, e ali encontrou um cego de nascença, conhecido de todos na cidade. Jesus parou e conversou com ele e depois cuspiu no chão e com a saliva fez lodo e untou os olhos do cego e deu ordem para que fosse se lavar no tanque de Siloé, e voltou vendo. Os moradores da cidade começaram a perguntar ao cego: Quem te curou? E ele disse: Jesus me curou. E começaram a dizer que Jesus era um homem pecador, pois havia curado no sábado. E o homem que havia sido curado respondeu: Se é pecador não sei; uma coisa sei, eu era cego e agora vejo. Que testemunho maravilhoso! O Senhor abre os olhos aos cegos. João 9: 1-41.

II- O Senhor abre os olhos dos espiritualmente cegos

Da mesma forma que vemos um cego, Deus vê a humanidade. Sabemos que o anseio de cada alma é servir a Deus com uma vida pura e santa; a busca, o desejo de cada pessoa é saber a verdade. Muitos caminhos são apresentados – e há ainda os que acham que todos os caminhos levam a Deus – engano! Isso é uma armadilha. Alguém diz: a macumba é o caminho e muitos andam por ele. Outros dizem: o catolicismo é o caminho e muitos andam por ele. Muitos caminhos são apresentados e as pessoas estão andando por eles. Sabe porque? Porque são cegos espirituais! Jesus não é homem para que minta, e sabe o que ele disse? Eu sou o caminho e ninguém vai ao Pai, senão por mim. João 14:6. Um cego depende de informações de outras pessoas, que podem ser verdadeiras ou falsas. A maioria das pessoas estão espiritualmente cegas e não tem encontrado o verdadeiro caminho. Pessoas que não andam por Jesus jamais chegarão ao céu. Mas o Senhor abre os olhos dos espiritualmente cegos. Paulo disse, escrevendo aos Coríntios: “Mas se ainda o nosso evangelho está encoberto, é naqueles que se perdem que está encoberto, nos quais o deus desse século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de cristo, o qual é a imagem de Deus” II Cor. 4: 3,4. Sim, satanás tem cegado o entendimento dos inteligentes para que não conheçam o evangelho maravilhoso que transforma vidas. Isso é cegueira espiritual. Em II Reis 6: 8-17 encontramos um episódio que nos ajuda entender o que é cegueira espiritual. O Rei da Síria fazia constantes guerras contra Israel mas o profeta Eliseu sempre avisava o Rei de Israel sobre a localização do exército inimigo. Até que um dia o Rei da Síria ficou muito bravo e perguntou: Quem dentre nós está avisando Israel? E alguém disse que era o profeta Eliseu que estava avisando o povo para não cair em emboscada. Imediatamente o Rei da Síria mandou localizar Eliseu que estava em Dotã e prendê-lo. Enviou o seu exército para cercar a cidade. Quando o moço de Eliseu se levantou de manhã cedo é viu o exército Sírio cercando a cidade com cavalos e carros; gritou e disse: Ai meu senhor, que faremos? E Eliseu respondeu: Não temas; porque os que estão conosco são mais do que os que estão com eles. E Eliseu orou e disse: Ó Senhor, peço-te que lhe abra os olhos para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e ele viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo em redor de Eliseu. V. 17. Aquele moço via o exército inimigo, mas não via o exército de Deus; só via os obstáculos e as dificuldades, mas não o livramento do Senhor; estava espiritualmente cego. Não é isso que acontece com muita gente hoje? Vêem tudo; os problemas, as dificuldades, os inimigos, mas não vêem o poder de Deus e seu livramento. Então precisamos fazer a oração de Eliseu: “Senhor, eu te peço que lhe abras os olhos para que veja” O Senhor abriu os olhos do rapaz e viu o livramento do Senhor. Porque o Senhor abre os olhos aos cegos! O restante da história continua sendo emocionante pois Eliseu sozinho levou o exército Sírio para dentro dos muros de Samaria, capital de Israel, e os entregou ao Rei de Israel. Como? Pediu ao Senhor que ferisse os Sírios de cegueira e os levou e chegando em Samaria pediu ao Senhor que lhes abrisse os olhos e o Senhor abriu e eles estavam todos reféns.

Conclusão

O Senhor abre os olhos aos cegos físicos e espirituais com vimos nos textos aqui apresentados. As pessoas que ainda não seguem a Jesus, andam nas trevas, estão cegos. Cegar espiritualmente as pessoas é missão de satanás, conforme nos ensino o apóstolo Paulo: “Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos para que não lhes resplandeça a luz do evangelho de Cristo, o qual é a imagem de Deus” II Cor. 4:4. Quem está cego não encontra o caminho e como nos diz a Bíblia: “Maldito aquele que fizer que o cego erre do caminho” Deut. 27:18. É grande a responsabilidade de um líder espiritual. Ai daquele que fizer um cego espiritual errar o caminho da eternidade. Quando uma pessoa fica doente, não tem culpa, pois a doença vem; mas a pessoa procura alguém para lhe ajudar- um médico. Mas o pior doente é aquele que não admite sua doença, ninguém pode ajudá-lo. “O pior cego é aquele que não quer ver”. Essa é a situação atual de muita gente, estão espiritualmente cegos, mas não admitem. Estão andando fora de Jesus e jamais chegarão ao céu. O apóstolo Pedro disse: “Aquele que não tem fé e amor fraternal é cego, nada vendo ao longe” II Pedro 1:9. O apóstolo João disse: “Aquele que está em pecado está em trevas e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir, porque as trevas lhe cegaram os olhos” I João 2:11. E Jesus disse: “ Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” João 8:12. Trevas é sinônimo de engano! Por isso o salmista disse: “Desvenda os meus olhos para que veja as maravilhas da tua lei” Salmo 119:18. O Senhor abre os olhos aos cegos! E depende de você, vir ou não a Jesus.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião