O passaporte para o reino de Deus

Suponhamos que você estivesse seguindo em direção ao aeroporto a fim de viajar para um país distante. Na hora de mostrar o passaporte no guichê você não o encontra de jeito nenhum. De repente você se lembra que o deixou em casa, em cima do televisor; porém, buscá-lo agora não seria possível porque você mora longe e, de qualquer forma, perderá o vôo. Sem passaporte não há como embarcar. Assim é em relação ao reino de Deus. Sem passaporte não há como entrar nele, e nem ao menos vê-lo.
Que passaporte é esse? Quem o expede? Como podemos consegui-lo? Quanto custa? É o que pretendemos conferir neste sermão.

1. O passaporte para o reino de Deus é o novo nascimento.

a. Um homem chamado Nicodemos (v1)
b. O conceito joanino de reino de Deus (vv3,5)
c. O contexto do novo nascimento (v6)

2. O passaporte para o reino de Deus é o novo nascimento produzido pelo Espírito Santo.

a. O significado de nascer da água e do Espírito (v5)
b. Livre e soberanamente (v8)
c. Sobrenatural e misteriosamente (v8)
3. O passaporte para o reino de Deus é o novo nascimento produzido pelo Espírito Santo de graça.

a. Por que de graça? (v7)
b. A graça de Deus no novo nascimento (v7)
c. A condição necessária do novo nascimento (vv3,7)

Conclusão e aplicação:

O passaporte para o reino de Deus é o novo nascimento produzido pelo Espírito Santo de graça. Se você pensa como Nicodemos e ainda se encontra acomodado em sua própria religiosidade e confiante em suas próprias obras, saiba que se você não nascer de novo não entrará no reino de Deus. Se você não tiver uma profunda compreensão do que é a natureza humana perante Deus, não se arrepender de seus pecados e confiar somente em Jesus para a vida eterna, de modo algum você verá a vida ou entrará no reino de Deus.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião