Refletindo sobre relacionamentos

As maiores emoções, alegrias, felicidades e amores na vida surgem através de relacionamentos. “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor. Porém, o maior destes é o amor” (I Coríntios 13:13). Porém, existe o outro lado: as maiores feridas e desapontamentos resultam de relacionamentos. “Se vocês agem como animais, ferindo e prejudicando uns aos outros, então cuidado para que não acabem se matando” (Gálatas 5:15).

Quando confrontado com a frustração…
Quando subjugado pela dor e pela ira…
Quando cheio de apatia e confusão…

Quando em luta com o egocentrismo…

O QUE VOCÊ FAZ?

. Graças a Deus por nossas diferenças.

Você concorda que homens e mulheres, pais e filhos são diferentes? Pensamos, trabalhamos, fazemos compras e até assistimos à TV de maneira diferente! Deus nos fez diferentes e únicos! “E criou Deus o homem à Sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou” (Gênesis 1:27). “Portanto, aceitem uns aos outros para a glória de Deus, assim como também Cristo aceitou vocês” (Romanos 15:7).

. Leve a Deus os seus desapontamentos.

A vida não é perfeita, nem se revelará de acordo com as suas expectativas. Existe uma “imagem idealizada” do relacionamento perfeito. Príncipe Valente e Cinderela não fazem parte da vida real. Meu casamento, meus filhos, meu trabalho, minhas amizades não se mostraram aquilo que eu esperava. E então, o que fazer? Levar os desapontamentos a Deus. Ele pode satisfazer todas as nossas necessidades. As pessoas não podem ser perfeitas, nem sempre estarão do seu lado quando precisar e algumas vezes falharão a você. Mas Deus preencherá todas as suas necessidades.

Você tem a escolha tanto de permanecer quanto de fugir quando as pessoas o desapontam. “Sejam sempre humildes, delicados e pacientes. Mostrem o seu amor, suportando uns aos outros” (Efésios 4:2). “O amor nunca desanima, porém, suporta tudo com fé, esperança e paciência” (I Coríntios 13:7).

. Submeta a Deus os seus sentimentos.

Que dizer dos períodos em que você não sente que ama o seu cônjuge ou filho, seu patrão ou pregador? “Meu povo, confie sempre em Deus! Conte a Ele todas as suas aflições, pois Ele é o nosso abrigo” (Salmos 62:8). Deus fará aquilo que promete. O amor é um sentimento e uma ação. Sendo assim, aja, abrindo caminho para um sentimento de amor.

Sentimentos sofrem altos e baixos. Você sentiu amor cada hora do seu casamento? Se você responder sim, então só esteve casado durante uma hora! Não, você provavelmente não sentiu amor o tempo inteiro. Portanto, continue agindo, e permita que o sentimento seja restaurado. Lide com os seus problemas — não os enterre. Revelar seus sentimentos é o princípio da cura. Fale com Deus e com a pessoa envolvida no relacionamento, e confie na operação de Deus.

. Peça a Deus sabedoria e orientação.

Peça direção a Deus – Ele a dará a você. “Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, e Ele daráa porque é generoso e dá com bondade a todos” (Tiago 1:5). Ouça-O através da Bíblia e por meio de amigos cristãos. O Criador sabe o que é melhor para a Sua criação.

. Tome Jesus como seu exemplo – o que Jesus faria?
Seja amável. Perdoe os outros. Não seja egoísta, antes considere as demais pessoas mais importantes do que você e seja humilde. Tente por esta semana fazer estas coisas. Se precisar de ajuda, peça a Jesus. “O nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações” (I João 3:18).

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião