Tudo o que Possuia

Introducao

Transição

A. Jesus Observa as Nossas Ações para com Ele
1. As nossas ações…
a. Observava como o povo fazia as ofertas. As caixas das ofertas eram diferenciadas: para o templo, sacrificios, incenso, madeira, etc..
b. Muitos ricos depositavam grandes quantias. Percebia-se isso quem sabe porque depositavam em todos os gazofilácios.
c. Uma pobre depositou duas moedas: provalmente um quarto de um centavo cada uma. Não seria mais do a metade de um centavo hoje. Nem temos essa moeda.
2. A coragem para certas ações…
a. Enquanto os ricos estavam aglomerados depositando suas quantias, essa viuva foi até o mesmo local e depositou as suas moedas
b. Esta atitude foi por certo vista com desprezo pelos maiorais. Quebrar a barreira e passar pela multidão que impede as nossas ações para com Deus.

B. Jesus Conhece as Nossas Intenções para com Ele
a. Observava a maneira como o povo lançava o dinheiro (Mc 12.41).
b. Não havia absolutamente nada de errado em os ricos ofertarem grandes somas de dinheiro. O que estava errado era a atitude que eles possuiam diante dos outros: superioridade e opressiva
c. A intenção deles não era agradar a Deus
d. A intenção da viuva era fazer algo para Deus, porque ela sabia que as moedas nao valiam muito para os homens que dirigiam o templo

Quero deixar duas lições que aprendemos nessa história:

1. Quando dar um pouco, ficar com tudo e ao mesmo tempo ficar sem nada
a. Eles deram muito, mas aquilo era pouco
b. Literalmente diz: deram do que estava sobejando
c. Eles guardaram a maior parte para si próprios. Ilustrando perfeitamente a pessoa que não depende de Deus pois tem à sua disposição uma infinidade de bens materias
d. Chegamos a uma triste conclusão: guardaram tudo e ficaram sem nada!
2. Quando dar tudo, ficar sem nada e ao mesmo tempo ficar com tudo
A. O estado das viuvas
a. Havia quatro maneiras pelas quais uma viuva poderia encontrar segurança financeira:
i. um membro da família do seu esposo casar-se com ela
ii. poderia retornar à casa materna
iii. poderia casar-se novamente
iv. por necessidade ou por escolha própria, permanecer viuva e tentar sustentar-se a si mesma e a seus filhos se houvessem
b. Sem proteção legal a posição na sociedade israelita era precaria, frequentemente ela era negligenciada e explorada.
c. No Novo Testamento as viuvas são geralmente pobres e vitimas de explorações até mesmo dos religiosos.
d. Quando entendemos o contexto da época, ganha mais relevancia o que fez esta viuva
B. A importância da ação desta viuva
a. Ela tudo o que tinha, todo o seu sustento
b. Ela indica agora que Deus é o seu protetor, aquele que providenciará para ela
c. Esta mulher representa a entrega de tudo o que temos e de tudo o que somos no altar de Deus

Conclusão
1. Dar de nós mesmos, dar aquilo que custa para nós é o marca o cristianismo verdadeiro do cristianismo falso.
2. O que Deus quer de mim? “Filho meu dá o teu coração”. Quando o coração pertencer ao Senhor, tudo o que eu tenho é dele e tudo o que ele tem é meu.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião