UM RETRATO DE JESUS CRISTO

I . INTRODUÇÃO

 Você já viu um retrato de Jesus? Você gostaria de ter um?
 Um retrato de Jesus nos ajudaria a entendê-lo melhor e a compreender o que ele é e faz por nós.
 O apóstolo João tirou um retrato de Jesus e nos deixou este retrato para que nós pudéssemos vê-lo todas as vezes que quisermos relembrar como Jesus é realmente.

TRANSIÇÃO: O texto lido mostra Deus Pai, Deus Espírito Santo e Deus Filho. Nossa tarefa é mostrar o retrato do Deus Filho. Devemos lembrar, todavia, que esta Trindade está operando em nosso favor.

II. JESUS CRISTO: O QUE É, ERA E HÁS DE SER

O retrato começa mostrando quem é Jesus. Faz com que os nossos olhos se voltem para a pessoa a qual estamos olhando.
A figura deste retrato tem um nome: Jesus Cristo.
O retrato descreve como ele está representado.

A. A fiel Testemunha

1. Porque ele conhece a natureza de Deus, e também conhece a natureza humana.
2. Ele é a própria mensagem de Deus. Ele é a verdade de Deus ao mundo. “Quem crê em mim, crê não somente em mim, mas também naquele que me enviou”.
3. Ele revela as coisas que irão acontecer. Se nós cremos nas palavras de Jesus, nós não precisamos nos preocupar com o futuro, porque ele já nos revelou todas as coisas que Deus queria que nós soubéssemos.
4. Ele não se negou nem diante da morte. Ele é autêntico, fiel, verdadeiro. Ele não negou o Pai.
5. Testemunha fiel a respeito das obras boas e más que praticamos. Ninguém será condenado injustamente diante do tribunal de Deus, porque Jesus a tudo presencia. “Eis que estou com vocês até a consumação dos séculos”.
6. fiel testemunha que capacita a igreja a adentrar o mundo da mentira, o reino das trevas que é governado por Satanás.

B. O primogênito dos mortos

1. Aqui trata-se da sua ressurreição
2. Escrito quando muitos cristãos morriam como mártires. “Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida” (Ap. 2.10).
3. É a participação na vida divina – e nem mesmo a morte tem o poder para nos separar do amor de Deus.
4. Primogênito indica que outros também irão experimentar a ressurreição.

C. O príncipe dos reis da terra

1. Cristo é Senhor
2. O Livro foi escrito na época do imperador Domiciano, o segundo Nero. Instituiu o culto ao imperador e devia ser chamado de deus.
3. Cristo é maior do que todos estes monarcas.
4. Cristo é maior do que todos os senhores deste mundo. Um dia estes senhores irão reconhecer a soberania de Cristo, pois todo joelho, no céu e na terra, se dobrará diante deste nome.
5. Isto pode ser feito agora ou no futuro. Só que se não fizer agora, esta adoração futura não terá valor para a salvação.

III. JESUS CRISTO, O QUE REALIZOU E CONTINUA REALIZANDO

O retrato agora nos mostra Jesus Cristo em ação.
Não é o retrato de alguém imobilizado pelo tempo.

A. Aquele que nos ama

1. A forma verbal é o presente – nos ama. Contraria uma mentira do diabo, de que não somos amados e que ninguém se importa comigo.
2. É um amor permanente.
3. Tem interesse, age em nosso favor. Neste sentido é parcial.
4. O amor de Cristo é transformador. “O amor, tal como a morte, transforma tudo.”

B. Aquele que nos libertou dos pecados

1. Os primeiros cristãos tinham problemas e lhes parecia que o amor de Deus tinha se obscurecido e só o mal dominava – mas o amor de Deus foi demonstrado por um acontecimento histórico – A morte de Cristo. Este fato não pode ser mudado, mesmo que os nossos sentimentos indiquem o contrário.
2. Nos libertou dos nossos pecados. Liberdade incondicional daquele que nos aprisionava. Paulo: “Pois o pecado não terá domínio sobre vós” – porque estamos debaixo da graça.
3. Através do seu sangue – foi o preço pago. Lembra a libertação do povo de Deus do Egito.

C. Nos fez reino e sacerdotes

1. Reino – porque Deus reina sobre nós
– porque reinaremos com Cristo
2. Sacerdotes – acesso imediato à presença de Deus, executando funções sacerdotais de apresentar sacrifícios de ação de graças, adoração e louvor a Deus
3. A igreja é o novo Israel de Deus. Cristo com seu poder e amor nos transportou de um estado de miséria e pecado, para um estado glorioso. Da favela para o palácio.

IV. A PESSOA DESTE RETRATO PODE E DEVE SER ADORADA

1. A doxologia mostra que só existe um soberano – Cristo
2. Ele merece toda honra pelo que efetuou em nosso favor v.4.8,11; 5.9,13; 7.10,12.

CONCLUSÃO

– Cristo pelo que é e efetuou, já se tornou o único soberano em sua vida? Ou você ainda vacila entre pertencer a este Jesus e continuar a ser independente dele?

– Se Cristo já é o Senhor da minha vida, qual tem sido a minha gratidão a ele pelo que ele fez por mim?
Resposta: MAIS COMPROMISSO, MAIS COMPROMISSO

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião