A esperança do cristão

A 1ª carta de Pedro tem como propósito o encorajamento dos cristãos. Para isso, o apóstolo trabalha a idéia de uma esperança viva (1.3). O desenvolvimento desta idéia permeia toda a carta, permitindo uma compreensão do papel da esperança na vida de uma pessoa que segue a Cristo. Vejamos alguns aspectos abordados por Pedro:

1. A esperança é baseada na certeza da salvação, esta certeza advém do fato de que quem garante nossa salvação é Deus. Ele não apenas a providencia através do sacrifício de Jesus (1.3), mas também nos protege pelo seu poder (1.5) e preparou bênçãos eternas para usufruirmos nos céus (1.4). Tais atitudes divinas dão razão para termos esperança.

2. A esperança produz santidade. Devido à qualidade de tão grande bênção que é a salvação em Jesus Cristo, o apóstolo nos incentiva a viver uma vida de santidade (1.13). Pedro entende santidade como algo que vivemos. É pela ação e não pela contemplação que somos santificados por Deus. A santidade vem como resultado de nossa aproximação de Cristo (2.4).

3. A esperança proporciona uma convivência saudável. O apóstolo Pedro prescreve as atividades que devemos ter para com os diversos tipos de pessoas: obedientes a autoridades, respeito aos semelhantes e amor aos irmãos na fé (2.13-17). Estas atitudes produzem resultados na convivência tornando-a mais salutar. A educação no trato com os outros é parte do segredo de viver feliz (3.8-16).

Antes de concluir sua carta, o apóstolo adverte para a ação do diabo que luta contra nós, procurando nos destruir (5.8). Mantendo-nos unidos na esperança de Cristo, conseguimos resistir e derrotá-lo (5.9-16).

Que a esperança seja sempre viva em nossas vidas.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião