A família

INTRODUÇÃO

O QUE É A FAMÍLIA?

Família é diferente de lar. A palavra “lar” não aparece na Bíblia, enquanto que a palavra “família” existeM registros em abundância.

LAR é a casa, a residência, o teto, a moradia, o lugar onde reside a família, pode-se entender também como o seio da família ou o convívio da família.

FAMÍLIA, designa pessoas de uma mesma descendência ou linhagem do mesmo sangue, compõe-se de: pai, mãe e filhos.

A família é a mais antiga e a mais importante instituição do mundo, ela foi abençoada por Deus para ser a base fundamental do mundo. A família tem a mais alta posição de destaque no seio da raça humana, ela é a “célula mater” palavra em latim que significa (a célula mãe) da sociedade, porém está em crise.

Faremos algumas considerações sobre a família, iniciando pelo salmo 128:

I – A FAMÍLIA NO PLANO DE DEUS

1 – Teme ao Senhor (v.1);

2 – É feliz e próspera (v.2);

3 – A esposa e filhos são comparados como a videira e oliveira (v.3):

a) Videira: representa alegria;

b) Oliveira: vida, vitalidade.

4 – É abençoada (v.4);

5 – Tem vida longa na terra (v.6).

II – CAUSAS PRINCIPAIS DA CRISE NA FAMÍLIA

1 – Falta de comunicação entre seus membros (tudo mecanizado);

2 – Ódio (Caim e Abel – Gn.4.5-9; Esau e Jacó – Gn. 27.4);

3 – Inveja (Sara e Agar – Gn.16.5-6;21.9-11; José e seus irmãos – Gn.37.18-20);

4 – Filhos ingratos e desobedientes (filhos de Eli – I Sm.2.12; Absalão – II Sm.15.6);

5 – Maridos indignos (Nabal, marido de Abigail – I Sm. 25.25);

6 – Esposa contenciosa (Pv. 21.19 – …terra deserta do que com mulher rixosa);

7 – Preguiça (Ec. 10.18 – A muita preguiça enfraquece o teto…);

8 – E outras coisas mais.

III – COMO RESGATAR A FAMÍLIA

Obviamente, só Deus pode resgatar a família dessa situação, porém, nós podemos e devemos dar a nossa contribuição nesse resgate.

1 – Estreitando o relacionamento

A iniciativa de resgate deve partir do membro da família que se conscientizar da necessidade. Uma vez consciente, ele deve tomar algumas iniciativas.

a) Colocar-se à disposição de Deus, procurando cumprir o seu devido papel na família;

b) Promover a conscientização dos outros membros da família;

c) Manter o bom relacionamento com os outros membros da família.

2 – Princípios básicos no relacionamento

a) Comunhão – vem do grego “KOINONIA” que significa participação, tomar parte, compartilhar;

b) Fraternidade – vem do grego “FILÉO” amor entre irmãos, relacão afetuosa;

c) Respeito mútuo – Tratar com acatamento, honra e consideração recíproca;

d) Voltar aos princípios cristãos – obedecer os ensinos da palavra de Deus.

CONCLUSÃO

Se fizermos a nossa parte, por certo o Senhor fará a parte dele e restaurará a família. Esse é o grande desejo de Deus, pois quando a família é forte o mundo também é.

Rev. João Batista Guimarães

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião