A família e a imagem de Deus

Introdução: os ataques do diabo contra a família.

perda da sinceridade;

quebra do diálogo;

inimizade entre os membros (Caim e Abel);

abuso sexual e violência (Diná);

abusos com relação ao divórcio;

tirania masculina e desvalorização da mulher.

Tudo isso é fruto do pecado.

Contexto: A criação do homem e da mulher: o ser humano é a obra prima de Deus.

Qual é o plano de Deus para a família?

Deus criou homem e mulher à Sua imagem e semelhança – 26,27

Aspecto moral – capacidade de discernir entre bem e mal;

Alma – Inteligência;

Unicidade humana – igualdade entre os sexos;

Sexualidade – diferença que se completa com amor, liberdade e dignidade.

Deus não vê um ou outro como superiores: ambos tem em si as mesmas qualidades e, apesar das diferenças, ambos se completam.

Como se explica esta unidade entre homem e mulher?

Imagem de Deus – podem se comunicar um com o outro, respeitando seus sentimentos e valorizando o que o outro é e pensa. Homem e mulher se respeitam.

Vocação – ambos recebem uma missão: dominar a terra. Homem e mulher necessitam um do outro.

Satisfação – “era muito bom”. Deus se alegra com a aceitação mútua. Homem e mulher se aceitam e se completam.

A sexualidade humana leva homem a mulher a se completarem em suas diferenças, além de levá-los a desfrutar da intimidade física que os ajuda a vencer as lutas da vida, através do prazer que Deus proporciona aos dois. Além do mais, ambos se completam (Gênesis 2:18-25).

Companheirismo – companheira e ajudadora.

Complementaridade – uma só carne.

Sinceridade – não se envergonhavam um do outro.

As diferenças entre homem e mulher devem ajudar e não atrapalhar os relacionamentos familiares. Ambos devem entender que, se Deus os fez diferentes é justamente para que aprendam a respeitar um ao outro e a perceber que a vida sem o outro não tem valor.

A igualdade gera a idoneidade que elimina a competitividade.

Colossenses 3:18-21

18 – o homem lê e entende: cabresto, subjugação.

A mulher lê e pensa: Não vou ser capacho de ninguém.

Deus lê e diz: para que haja unidade, é necessário haver respeito pela autoridade que Ele instituiu dentro do lar. A submissão gera proteção para a mulher.

19 – o homem lê e entende: minha mulher tem que fazer tudo o que quero, mas não tenho que fazer nada, pois sou macho, e macho não demonstra seus sentimentos.

A mulher lê e pensa: “Agora ele está nas minhas mãos.

Deus lê e diz: quando o homem ama de verdade a esposa, esta com certeza irá responder com amor e respeito.

20 – os pais lêem e pensam: nossos filhos não podem questionar o que fazemos.

Os filhos lêem e pensam: meus pais são quadrados.

Deus lê e diz: os filhos tem que aprender a respeitar os pais como autoridades instituídas por ele.

21 – os pais lêem e entendem: meus filhos vão abusar de nós.

Os filhos lêem e entendem: agora é a nossa vez de estarmos por cima.

Deus lê e diz: os pais não podem usar de dois pesos e duas medidas com os filhos e também não devem abusar de sua autoridade, pois os filhos também merecem respeito.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião