A Fé que pregamos é operante

Propósito: Levar os ouvintes a compreenderem que a fé verdadeira produz no crente boas obras.

Introdução:

Um dos grandes problemas de nossa sociedade atual é que esta sendo pregada uma fé que não exige compromisso dos fiéis.

Eles alegam que, uma vez que a nossa salvação é pela fé, estamos livres para vivermos a nossa vida do modo como quisermos, que o que importa é termos fé.

Sim, é verdade que o que importa é que tenhamos fé, porque só assim conseguimos agradar a Deus. Mas a fé que pregamos não é uma fé libertina, que da ao homem o direito de fazer o que quiser de sua vida, pelo contrário é uma fé que nos coloca em submissão a Cristo como o Soberano Senhor de nossas vidas.

Prop. Devemos demonstrar a fé que pregamos.

OI. Como podemos demonstrar a fé que pregamos.

OT. Tiago, nos mostrará como podemos demonstrar a fé que pregamos.

A FÉ SE PREOCUPA COM O PRÓXIMO (14-17)

A fé hipócrita (14)

Exemplo de fé hipócrita (At 5:1-11)

Nossa pregação deve ser igual a nossa ação (Mc 7:6)

Nossa vida deve demonstrar a fé que dizemos possuir (Mt 7:28,29)

Tiago já está mostrando que não se trata de fé real (semelhante fé)

A falsa espiritualidade (15-16)

A omissão na ajuda aos irmãos é demonstração de falta de fé (II Co 8:1-5)

Deus deixou claro em toda a Bíblia que devemos ajudar ao próximo:

No Antigo Testamento (Ex 23:11; Dt 10:17,18)

No Novo Testamento (Mt 25:34-40)

É muito fácil “declararmos” o irmão abençoado e não fazer nada para ajudá-lo.

O resultado (17)

Uma fé hipócrita (Mt 23:27)

Uma fé inoperante (Is 58:6,7)

Uma fé morta (Mt 21:18,19)

A FÉ SE DEMONSTRA ATRAVÉS DAS OBRAS (18-20)

Não se pode demonstrar a fé a não ser pelas obras (18)

As obras são o fruto da fé (Ef 2:8-10, parando no 9 depois o 10)

A árvore que não frutifica não serve (Mt 3:10)

Fé ¹ Acreditar (19)

Só crer que Deus existe não é suficiente (Hb 11:5,6)

Até os demônios crêem que Deus existe.

Fé é um compromisso com Deus, é deixar que ele seja o Senhor de sua vida.

A relação Senhor e Salvador

Ou Deus é o Senhor absoluto ou estamos separados dele.

O resultado (20)

Uma fé visível (Hb 11:4)

Uma fé real (Hb 11:36-38)

O número de “evangélicos” do mundo tem crescido:

20% do Brasil.

1/3 dos E.U.A

1.6 Bilhão no mundo

Qual o resultado disso?

EXEMPLOS DE PESSOAS QUE DEMONSTRARAM SUA FÉ ATRAVÉS DAS OBRAS (21-26)

Abraão demonstrou sua fé pelas obras (21-24)

Aqui não há discussão:

Se alguém poderia ser justificado por obras, na mentalidade judaica, Abraão era um deles.

Ele havia sido aprovado no seu teste (Gn 22:12)

Ele era o pai de toda a nação de Israel.

Mas qual o motivo de Abraão Ter oferecido Isaque? (Hb 11:17-19)

Não por fé somente.

Tiago não exclui a fé.

Tiago exclui a falta de obras.

Raabe demonstrou sua fé pelas obras (25)

De igual modo:

Abraão havia sido justificado pelas obras, Raabe também.

Não é justiça retributiva, como pregavam os judeus.

Note que ela está incluída na mesma galeria dos Heróis da Fé (HB 11:31)

A história de Raabe:

Raabe era uma prostituta.

Mas depositara sua fé em Deus e agira a favor do povo de Deus.

Conseguira justificação por isso.

O resultado (26)

Ambos foram justificados por uma fé que viva, que produz boas obras.

CONCLUSÃO

Deve-se notar a unidade do argumento de Tiago.

Seu propósito não é o de mostrar ao leitor que ele deve lutar para produzir obras dignas de sua fé, nem o de mostrar que alguns não estão andando de acordo com a fé que eles possuem, ou ainda que seus leitores não entenderam bem que o seu compromisso deve levar a prática de boas obras, já que eles já tinham fé.

Seu propósito real é mostrar que fé sem obras não existe, é uma fé falsa, uma fé que não pode fazer nada pelo fiel. Nem levá-lo a praticar boas obras, muito menos justificá-lo. É neste sentido que deve ser entendida a declaração mais frisada por Tiago no texto: “Fé sem obras esta morta” é que fé somente não existe.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião