Á natureza do pecado humano

INTRODUÇÃO: Este Salmo é uma oração do Salmista feita a Deus, expondo a situação do Povo de Israel durante a escravidão no Egito e a peregrinação no Deserto, retrata as derrotas e sofrimentos do povo em conseqüência do pecado.

01) ESQUECIMENTO DE DEUS:

a)DA SUA BONDADE: V-7 (O poder de Deus na libertação do povo) nossos pais no Egito não atentaram as Tuas maravilhas, não se lembraram da multidão das Tuias misericórdia, e foram rebeldes junto ao mar vermelho.

b)DAS TUAS OBRAS: V-13 (no mar vermelho) Esqueceram das Tuas Obras e não lhe agradaram os desígnios.

c)DA TUA SALVAÇÃO: V-21 Esqueceram-se de Deus, seu Salvador que no Egito, fizera coisas poderosas.

02)A COBIÇA: V-14 Entregaram-se a cobiça no deserto e tentaram a Deus na solidão.

03)A INVEJA: V-16 Tiveram inveja de Moisés

no acampamento e de Arão o Santo do Senhor (Num-16-1 a seguir)

04)A IDOLATRIA: V-19 e 20 Em Horebe fizeram um bezerro e adoraram o ídolo fundido. E assim trocaram a Glória de Deus pelo simulacro (figura) de um novilho que come erva.

05) A DESCRENÇA NA PALAVRA DE DEUS. V-24 Também desprezaram a terra aprazível e não deram crédito a sua Palavra (Deut. 8: 6-8)

06) AS QUEIXAS E MURMURAÇÕES V-25 Murmuraram em suas tendas e não acudiram a voz do Senhor (Num: 14: 2-27)

07) O APEGO AO MAL V-34 e 38 Não exterminaram os Povos estranhos antes se uniram com eles, chegando ao ponto de sacrificarem seus próprios filhos aos demônios. V-37.

CONCLUSÃO

Deus ama o pecador, mas odeia o pecado, Jesus veio para nos reconciliar com Deus dependendo agora de nós para vivermos uma vida lado a lado com, Deus, evitando o pecado em nossa vida. Amem.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião