A oferta da viúva pobre

Introdução

Jesus sentou perto do gazofilácio, que ficava no pátio exterior do templo. Ele começou a observar (olhar atentamente). Só ele podia julgar a oferta das pessoas, pois só ele vê o coração. Havia 7 caixas (arcas) para o imposto do templo e seis para ofertas voluntárias. Eram caixas pequenas, se alguém desse muito a oferta transbordaria pela caixa e ele seria visto por todos. A viúva depositou numa destas caixas as moedas de cobre (valiam um 1/8 de centavo de dólar, quinze minutos de trabalho).

Lição 1 – A adoração exige oferta No AT, cada adorador precisava trazer os elementos para o holocausto: animal, azeite, bolo assado e vinho, para as ações de graça. Os mais pobres podiam entregar um pardal. Mas Deus havia dito: Ninguém aparecerá diante de mim de mãos vazias (Ex 34.20). Na adoração não existe “bicão”. Notar nascimento de Jesus, quando os reis magos não chegaram na presença de Jesus de mãos vazias.

Você quer ser um adorador? Não apareça diante de Deus com mãos vazias!

Lição 2 – Ofertar o que faz falta, o que causa dor (vs 44) 2 moedas de cobre valiam centavos. Ela deu algo que iria lhe fazer falta, que iria causar dor. Os outros ofertavam o que sobrava. » devemos ofertar o que nos faz falta (tempo, dinheiro, valores)

Lição 3 – Quantidade X Qualidade (43)

O valor da oferta não é pela quantidade, mas pela qualidade. A viúva ofertou pouco, mas foi com qualidade, seu coração estava ali.

– orar muito, ler muito a Bíblia, cantar muito não significa qualidade. Gravar CD não significa qualidade espiritual
– não devemos querer entrar em algum ministério para poder ofertar na frente das pessoas
– Deus não avalia a sua oferta, Deus avalia o que ficou com você

Conclusão

Ofertar faz parte da adoração, quem não oferta é porque não ama a Deus!

Um abração em Cristo Jesus,

http://www.vidanovamusic.com
[email protected]
Retirado do Site www.adorando.com.br

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

There is one comment

  1. Jurandir

    Em Jeremias 7: 11 Já existia roubo e exploração de mulheres viúvas naquela antiga Casa de Deus. O povo era obrigado a tolerar abusos e exploração da fé. O Sr. Jesus,ficou defronte da arca do tesouro,pra observar como que o povo dava ofertas. O que Jesus,queria mostrar se colocando fora daquela fila ?

    Antes da viúva ter dado a oferta,Jesus já tinha dito: “eles devoram as casas das viúvas,e, para não dar na vista, fazem longas orações. Sem dúvida,estes homens sofrerão condenação mais severa!
    S. Lucas 20 : 47 BKJ.

    Jesus,não fez qualquer elogio nem ficou contente com o fato daquela viúva ter lançado todo o seu sustento pra o covil de ladroes daqueles sacerdotes que saqueavam as casas de mulheres viúvas.

    Obs: No tempo de cristo,
    ainda não existia o sinal de interrogação. Os gregos
    usavam a vírgula como interrogação. Deve-se ler todo o contexto da ocasião citada,
    diferente da época escrita,etc. Os italianos inventaram os sinais de pontuação. Gasofilácil nao é altar.A oferta da viúva não tem nada a ver com fé,altar,ou pacto.

    LEIA S. LUC 21 : 4 MELHOR :
    Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja ? mas esta ? da sua pobreza ? deitou todo o sustento que tinha.

    Prováveis motivos do por que a viúva deu todo seu sustento :
    1°- As mulheres viúvas eram exploradas a dar tudo o que tinham. 2°- A partir de Tobias, e Eliasibe,os antigos judeus riubaram os dízimos dos levitas,exceto os dado às mulheres viúvas,então muitos invadiam suas casas.3°- Pra mostrar a dominação dos sacerdotes sobre o direito das mulheres viúvas. 4°- Pode ter sido pra mostrar indignação.

    Caracteristicas daqueles ladrões que Jesus,se referiu:
    1°- Eles não são “do mundo”.(Eles são da Casa de Deus).
    2°- Eles tem melhores cargos. 3°- Eles oram,pregam,etc.

    1Tim 5 : 19 Deuter 5 : 19 S. Mat 18 :16 S. Marc 13 : 1- 6, S. Mat 23 : 24,38 S. Luc 21: 4 S. Marc 12 : 44. Fé na vida. Fe em Deus.

Contribua com sua opinião