A sabedoria cristã

Tiago é o texto apostólico mais marcantemente preocupado com a vida Cristã no cotidiano. Sua ênfase na sabedoria encontra paralelos com os textos sapienciais do Antigo Testamento. De forma geral, podemos afirmar que o apóstolo se preocupa em apresentar os seguintes assuntos:

1. A sabedoria tem como origem Deus. Assim como para os escritores do Antigo Testamento, Deus é a origem da verdadeira sabedoria para Tiago. Por isso é necessário pedir a Ele que nos torne mais sábios. Deus utiliza diversos meios para produzir esta sabedoria. Uma delas é o aperfeiçoamento que vem por intermédio das provações.

2. A sabedoria diante das provações. Tiago vê as provações como um momento em que somos trabalhados por Deus, tornando-nos mais maduros e corretos. Tais momentos são originários da nossa condição humana, mas Deus os utiliza em seu propósito aperfeiçoador. Esta perfeição deve ser buscada em todos os aspectos de nossa vida, notadamente nos relacionamentos.

3. A sabedoria no relacionamento com as pessoas. Tiago é claro quanto à necessidade de nos relacionarmos de forma sadia. A acepção de pessoas é pecado contra Deus. Pode parecer até justificável para alguns, mas é pecado como assassinar alguém. Aquele que segue a Jesus demonstra em seus relacionamentos a sua salvação, vivendo de forma sábia, tratando a todos com igualdade.

4. A sabedoria como comprovação da salvação. Tiago percebe as atitudes do cristão como resultados de sua opção por Jesus. A salvação é demonstrada por uma vida piedosa. Tal piedade não é contemplativa, mas ativa. Se revela nas ações para com o próximo, no domínio da língua maldizente, na justiça nos negócios etc.

Que busquemos com mais dedicação a sabedoria, revendo nossos conceitos e modificando nossas atitudes.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião