A salvação pela fé.

A graça é a fonte de todas as bênçãos conferidas ao homem e, dada a condição deste, oriunda da queda, sua
salvação decorre proeminentemente daquela mesma fonte. A fé é a condição da salvação.

1. Qual é a fé mediante a qual somos salvos?

Não é meramente a fé dos pagãos, posta em Deus como governador moral.
Não é a fé intelectual do demônio.
Não é apenas a fé dos Apóstolos, antes da ressurreição.
Mas a fé em Cristo, de coração; fé na propiciação.
Entretanto, a fé cristã não é apenas assentimento ao Evangelho de Cristo em conjunto, mas também plena
confiança no sangue de Cristo; confiança nos méritos de sua vida, morte e ressurreição; descanso nele como
nossa propiciação e nossa vida, dada por nós e vivendo em nós. É a confiança segura que o homem tem em
Deus, de que, através dos méritos de Cristo, seus pecados são perdoados e ele é restaurado no favor de Deus:
em conseqüência disto, passa a estar unido a Ele, ligado a Ele como nossa “sabedoria, justiça, santificação e
redenção”, ou, numa palavra, nossa Salvação.

2. Qual é a salvação mediante a fé?

Uma salvação presente.
Do pecado.
Da culpa.
Do temor.
Do poder do pecado. Aquele que é nascido de Deus não comete pecado habitual, nem pecado voluntário,
nem por mau desejo, nem por fraqueza.

3. Resposta às objeções.

A salvação pela fé não é oposta às boas obras, porque?
Não rebaixa alei de Deus até os limites da fraqueza humana, mas assegura seu verdadeiro cumprimento
espiritual.
Não leva ao orgulho, porque exclui a jactância.
Não incita ao pecado, uma vez que a bondade de Deus levará todos os sinceros ao arrependimento.
Conduz à desesperança somente de nós mesmos, para que encontremos salvação em Cristo.
É a doutrina do verdadeiro conforto.
É a doutrina de fundo escriturístico. É o antídoto eficaz contra o Romanismo.
É o verdadeiro segredo da força do Protestantismo.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião