As Bem-aventuranças

Neste sermão vamos aprender sobre as bem-aventuranças

Mateus. 5.3-5

INTRODUÇÃO:

  1. 1.      Jesus nunca pregou, ou ensinou qualquer princípio de vida que Ele mesmo não tenha praticado, que não tenha vivido.
  2. 2.      Tudo quanto ensinou, Jesus viveu na prática.

I. OS POBRES DE ESPÍRITO (v.3)

  1. Quem são os pobres de espírito?
  2. Jesus estava rodeado de pobres de várias cidades circunvizinhas.
  3. Se a mensagem fosse somente: ‘bem-aventurados os pobres’, ela seria aceita e ovacionada pela multidão!
  4. Mas, como um povo que professava a melhor religião, poderia aceitar ou reconhecer ser um ‘pobre de espírito’?
  5. Como alguém observador da lei reconheceria a condição de pobreza espiritual?
  6. Ser pobre de espírito significa depender totalmente de Deus para ajuda (Sl. 34:6)
  7. Jesus completou a frase: “…porque deles é o reino dos céus”.
  8. Muitos se perguntaram: De quem é o reino dos céus? Dos pobres de espírito?
  9. Além do mais, o povo estava à procura de curas, de pães, de peixes, de um reino terreno, mas Jesus estava falando de um outro reino: do reino dos céus!
  10. Onde fica este reino?
  11. O que é o reino dos céus?
  12. O reino dos céus diz da pessoa de Cristo. 
  13. Ele é o acesso ao reino dos céus, e todo aquele que reconhece que é pobre de espírito, este é  bem-aventurado.
  14. Eles precisavam reconhecer que eram necessitados espiritualmente.

 II. OS QUE CHORAM (V.4)

  1. A bem-aventurança depende da emoção humana?
  2. O choro como conseqüência direta de uma emoção humana concede o favor de ser consolado?
  3. Não! A idéia apresentada neste versículo complementa a anterior. O choro denota a condição de impotência frente a questões impossíveis.
  4. Após reconhecer a condição de miserabilidade espiritual, a reação do homem é o choro.
  5. A única ação de um miserável é o choro, e estes serão consolados!
  6. Para que o abatido seja consolado, é preciso que habite com alguém que lhe arranque da miséria: “Porque assim diz o Alto e o Sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é Santo: Num alto e santo lugar habito; como também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos” Is 57.15; Sl 51. 17 .
  7. Os que choram serão consolados por Aquele que tem o reino dos céus.
  8. É Ele que enxugará todas as lágrimas!

 III. OS MANSOS  (V.5)

  1. A mensagem de Jesus possivelmente formou um impasse na mente dos ouvintes:
  2. Moisés, o homem mais manso não conseguiu herdar a terra, como herdar a terra se os ouvintes não se consideravam maiores que Moisés  (Nm 12: 3)
  3. Quem são os mansos?
  4. Qual é a terra a se herdar?
  5. “E os mansos terão gozo sobre gozo no SENHOR; e os necessitados entre os homens se alegrarão no Santo de Israel” Is 29. 19.
  6. “Os mansos comerão e se fartarão; louvarão ao SENHOR os que o buscam; o vosso coração viverá eternamente” Sl 22. 26.
  7. “Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundancia de paz” Sl 37. 11.
  8. Os que tem espírito manso, não os ambiciosos e avarentos, recebem as recompensas mais satisfatórias da vida.

CONCLUSÃO: Ser humilde significa ter uma opinião correta de si mesmo. Não devemos apenas entristecer com o pecado, mas confessá-lo e abandoná-lo. Mansidão não é o mesmo que fraqueza, é uma qualidade do fruto do Espírito

Autor: Pr. Eloi Moutinho

Visite o site www.ejesus.com.br

//flp

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião