As parábolas do Reino

AS PARÁBOLAS DO REINO
MATEUS 13

Introdução:
“Parábola é a comparação, desenvolvida em narração, entre dois fatos ou eventos de domínios diferentes, a fim de explicar o fato desconhecido pelo fato conhecido” (F. Baudraz).

A parábola era um método muito comum entre os rabinos palestinenenses, porque era de facil compreensão para o povo em geral. As parábolas tem também algo enigmático, que exige um explicação mais detalhada, o que Jesus muitas vezes fazia.

Introdução ao Texto de Mateus
13:1 “Saindo Jesus de casa” – nenhuma casa é mencionada nos versos anteriores. Jesus havia ensinado na sinagoga dos judeus, mas como estes conspiravam tirar-lhe a vida, ele se afasta deles (12:15). Em Marcos 4 poderíamos ter uma idéia de que se trata da própria casa de Jesus. Verso 20 foi para casa e os parentes vieram para prendê-lo e depois a sua mãe e seus irmãos também apareceram (31).

“Assentou-se à beira-mar” – Em Mc vemos que ele entrou num barco e afastou-se para dentro do mar. Este era um método comum pelos mestres da época.

A Parábola do Semeador
Esta parábola ensina que a semente lançada ao solo é boa em qualquer um deles e mostra então as características dos ouvintes do evangelho.

13.3 “Semeador saiu a semear” – No texto, o semeador é em primeiro lugar a própria pessoa de Jesus. Todavia, este semeador pode ser qualquer pessoa que lance a semente do evangelho por onde quer que passe.

Características de um semeador:
1. É diligente, não poupando esforços.
2. É perseverante, a tempo e fora de tempo.
3. É honesto, empregando o meios lícitos na pregação.
Os meios de um semeador:
1. Radios; 2. Jornais; 3. Televisão; 4. Amizade; 5. Fitas Gravadas.
O zelo de um semeador:
1. Não são os seus esforços que produzem os frutos,
2. Todavia, sem a dedicação de muitos semeadores não haverá plantação e colheita.
A Confiança de um semeador:
1. Deus dará o crescimento.

13:4 “Semente” – A semente é a palavra de Deus, a mensagem do reino que é chegado. O semeador não prega as tradições da sua igreja ou as doutrinas humanas, pois do contrário não verá o fruto do seu trabalho. Ele (a) tem que semear a boa semente.

“O campo da semeadura” – é o mundo. Não deve haver lugar privilegiado em detrimento de outros. Todas as pessoas são merecedoras de uma chance de ouvir o evangelho.

O Primeiro solo: A BEIRA DO CAMINHO

A. Uma parte da semente caiu a beira do caminho (12:4).
Assim como nos dias de hoje, existem muitos atalhos e caminhos por entre a terra cultivada. Quando a semente era lançada, uma parte dela podia cair nestes caminhos de terra batida e de solo duro. Por não cairem na terra arada, elas não tinham como nascer.

B. O que aconteceu com esta semente a beira do caminho (13:4).
1. As aves a comeram.
2. Era comum o ajuntamento de aves nos campos esperando pela semeadura, e assim podiam facilmente apanhar as sementes que estavam no caminho.

C. A explicação de Jesus sobre o que aconteceu (13:19).
1. Estas pessoas ouviram o palavra do reino.
a. foram convidadas para um culto.
b. conviveram com pessoas crentes.
2. Elas não compreenderam.
a. a incapacidade do ser humano de acatar a palavra pregada
b. a dureza do seu coração
3. A semente é arrebatada pelo maligno.
a. o maligno interfere perturbando a mente desta pessoa para que não creia.
b. “para não suceder que, crendo sejam salvos” (Lc 8:12).

D. A Bíblia fala destas pessoas
1. Tem a visão coberta por uma venda para que não vejam
2. O homem natural não aceita as coisas de Deus, porque são loucuras
3. Confiam em si próprios para a própria salvação

Conclusão
A nossa atitude não é de condenação, mas continuar a orar para que estes solos sejam amolecidos por Deus para que a semente venha a germinar.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião