Características do cristão morno

Nesta carta endereçada aos cristãos mornos de Laodicéia, encontramos as principais características desta estirpe de crentes, infelizmente, tão presentes na Igreja de hoje:

1º) O CRISTÃO MORNO TEM SENSO DE VALORES INVERTIDO (v 17)
Para eles o que mais importa é ter as riquezas que para os laodicenses eram tão importantes.

Em matéria das riquezas eternas, celestiais, as recomendadas por Jesus em Mateus 6:19 e 20, são palpérrimos. São pobres nos valores materiais e nem se apercebem! Para os mornos ganhar dinheiro, granjear vantagens, é o que mais importa. Têm o senso de valores invertido.

2º) O CRISTÃO MORNO DEIXA JESUS DE FORA DO SEU COTIDIANO (v 20)
O versículo que tanto mencionamos nos apelos aos pecadores na verdade é um apelo a cristãos mornos. São aqueles que costumeiramente distinguem “vida secular” de “vida espiritual”. Vida espiritual, para eles, é o domingo – o assistir culto. Vida secular, tudo o mais.

Esse “tudo o mais” não conta com a presença e governo de Jesus. Daí o apelo: eis que estou à porta e bato…

Em Lucas 14:27, Jesus afirma: “quem não leva a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo”. O cristão morno deixa a cruz arquivada no templo!!! Recusa-se a carregá-la no dia a dia.

3º) O CRISTÃO MORNO NÃO É CRISTÃO (v 18)

Ele é, no máximo, uma caricatura de cristão. Ele não trabalha no Reino, logo não adquire as riquezas espirituais (o ouro refinado no fogo). Ele não vive em santidade (não tem as roupas brancas características dos salvos – vd Ap 6:11). Não têm luz, visão, olhos de fé, discernimento espiritual (precisam do colírio de Jesus!!!).

Por isso Jesus sentencia: vomitar-te-ei!!!

Mas há uma solução para o morno, ou para o falso cristão. É preciso converter-se! Arrepender-se de seus pecados, da sua miséria, da sua nudez, da sua cegueira. É preciso ter olhos para ouvir Jesus. É preciso deixá-lo entrar e tomar sua casa!!!

Outro sintoma dos cristãos mornos: detestam cultos de oração…

www.ejesus.com.br
www.ilustrar.com.br

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião