Clamor na angústia

I – AS ANGÚSTIAS DA VIDA SÃO INEVITÁVEIS

“No dia da minha angústia”.

Exemplos bíblicos:

Jó teve o seu momento de angústia.

Jesus experimentou isto quando esteve no Jardim do Getsêmani – Mt. 26:38 – “A minha alma está profundamente triste até a morte”.

Todos nós atravessamos fases de crise: as vezes, é uma enfermidade; as vezes um problema familiar; as vezes uma necessidade financeira.

Todo homem tem a experiência do salmista Davi, quando disse: “No dia da minha angústia”.

II – UMA ALTERNATIVA LOUVÁVEL E CORRETA

“Clamo a ti”.

Há muitos que no momento da angústia não sabem onde buscar o socorro.

Assim disse o salmista: “Uns confiam em carros, outros em cavaleiros mas, nós faremos menção do nome do Senhor”.

É por Deus que nós devemos clamar nos momentos de necessidade: Salmo 121 – Salmo 46 – Provérbios 18:10.

III – UMA GLORIOSA EXPERIÊNCIA

“Porque tu me respondes”.

Deus nos escuta:

Porque seus ouvidos estão abertos:

Salmo 34:15

Isaías 59:1

1 Pedro 3:12

Porque suas mãos estão estendidas para nós:

Isaías 59:1

Números 11:23

Aqueles que invocam o Senhor gozam da gloriosa experiência do saberem que Ele lhes responde às orações – Salmo 65:2.

CONCLUSÃO

Três importantes considerações foram tecidas em torno do versículo 7 do salmo 86:

As angústias vêm para todos nós.

Deus deve sempre ser invocado.

O Senhor é Deus que ouve e responde.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião