Ele será contigo, não temas

Olhando todas as pessoas que nós conhecemos, qual seria a nossa conclusão sobre elas? Quantas pessoas nós temos que sempre nos ajudam? Quantas pessoas nós conhecemos em que dá para confiar totalmente? Será que ficamos alegres, quando pensamos em todas as pessoas que já conhecemos? O que há mais, amigos ou inimigos? Não é assim que sempre há mais pessoas que nos atrapalham, do que pessoas que nos apoiam? Não é assim que há mais inimigos do que amigos? Não é assim que sempre há mais pessoas que olham com maus olhos, do que pessoas que nos amam? Não é assim, que sempre há bastante pessoas, que têm olho grande e que falam mal de nós? As vezes há pessoas, querendo destruir a nossa vida. As vezes há pessoas, que nos chamam para abandonar a Igreja. As vezes há pessoas que nos chamam para encher a cara. Há pessoas que nos chamam para viver uma vida vazia. Há pessoas que nos criticam e que criticam também os nossos queridos e a Igreja da qual fazemos parte. Há falsos profetas, pessoas com cara de santo que vem ensinando opiniões que contrariam a verdadeira Palavra de Deus. Há pessoas que não falam conosco, nem se pisássemos nelas. Há pessoas que nos ameaçam. Há pessoas que puxam uma faca e que apontam um revólver. Há pessoas que nos ferem, pessoas que nos ofendem, pessoas que gritam contra nós. Há pessoas mentirosas e falsas. Podemos considerar todas essas pessoas como nossos amigos? Não. Podemos dizer que dentre elas se encontra talvez um verdadeiro amigo? Não. É por isto, irmãos, que cada um de nós, que somos filhos de Deus passamos por tribulações. É por isto irmãos, que ainda não vivemos no paraíso. Os filhos de Deus têm colegas, que formam uma máfia, cada um querendo comer um pedaço do bolo. Mas os filhos de Deus, eles não participam. Isto é fácil? De maneira alguma. Os filhos de Deus, eles sentem uma pressão enorme quando um empresário ou um político, que está cheio de dinheiro e poder, escreve um cheque e faz uma proposta lucrativa, uma proposta que qualquer um no mundo aceitaria. Mas o filho de Deus, ele resiste e rejeita o mundo que ele poderia ganhar. É fácil fazer isto? Não. Pois assim aumenta o número dos nossos adversários. Vocês jovens, vocês sabem que todos os jovens querem ter uma namorada ou um namorado (de preferência um namorado rico que tem carro e etc.). Quem quer sobrar? Quem quer continuar trabalhando a vida toda para ganhar um salário mínimo? Mas vejam só. O jovem que é filho de Deus, ele ou ela prefere sobrar, e prefere ser o alvo de piadas de mal gosto, a seguir a moda e fazer besteiras e fazer sexo e casar-se por conveniência. Assim, irmãos, o jovem crente tem menos amigos. Isto doe bastante. E outra coisa: No mundo, quase todos os jovens têm os mesmos pensamentos que seus pais. Mas o jovem crente, que tem pais descrentes, ele toma uma posição diferente. Por esta razão, o jovem crente recebe muitas críticas e até é condenado pelas pessoas mais queridas que ele tem. Isto é terrível. Nós gostamos de receber, é carinho e amizade da parte de todo o mundo, e principalmente da parte dos nossos queridos. Mas muitas vezes a nossa vida não é assim. A vida dos filhos de Deus é diferente. Os filhos de Deus vivem cercados por pessoas, que assumiram uma atitude de inimizade.

É isto que nós até podemos notar em toda a história do povo de Deus. Quando o povo de Israel caminhava pelo deserto, rumo ao país prometido por Deus, não se apresentou nenhum povo amigo para trazer água, para oferecer hospitalidade, ou para pedir informações sobre o Deus de Israel. Não se apresentou nenhum povo amigo. Mas havia vários povos inimigos. Vários povos tentaram atrapalhar a viagem do povo de Deus. Várias povos tentaram matar os homens, as mulheres e as crianças do povo de Deus. Havia povos inimigos de sobra: os egípcios, os amorreus, os amalequitas, os moabitas, e ainda sete outras nações que tentaram impedir que o povo de Deus ficasse feliz (Deuteronômio 7:1). Irmãos, isto realmente deve chamar a nossa atenção. Neste mundo os filhos de Deus enfrentam bastante inimizade. O próprio Davi, ele tinha pouquíssimos amigos fiéis. Jônatas e ainda poucas outras pessoas, apoiavam Davi. Mas havia muitos adversários. Saul e todos os seus homens perseguiram Davi. Golias e uma multidão de filisteus, eram seus inimgiso. Os zifeus, uma tribo da mesma região que Davi, o traíram (1 Samuel 23:19). Assim havia mais adversários do que companheiros na vida de Davi. Até seu próprio filho querido, organizou uma rebelião enorme contra ele. Irmãos, este quadro é confirmado principalmente nos Salmos e na Bíblia toda. Muitas vezes lemos sobre o justo, que vive cercado por inimigos. Assim alguém clamou a Deus, dizendo: “Senhor, considera as minhas aflições e o meu sofrimento, e perdoa todos os meus pecados. Considera os meus inimigos, pois são muitos e me abominam com ódio cruel” (Salmo 25). A Bíblia mostra que os nossos inimigos são muitos. Eles são vigorosos e poderosos. Eles fingem amizade em nossa presença, mas falam mal por trás das nossas costas. Eles gritam e oprimem. Os nossos inimigos são conspiradores e destruidores. Assim a vida do povo de Deus e a vida dos protegidos de Deus, foi sempre muito difícil. Pensem em Davi, pensem em Elias, pensem em Isaías, pensem em João Batista, pensem em Paulo e em tantos outros servos fieis de Deus: Eles foram perseguidos por seus inimigos, eles sofreram muito.

Irmãos, é bom nós prestarmos atenção, agora, a um momento crucial da história do povo de Deus. Quando Moisés completou 120 anos de idade, ele falou as suas palavras de despedida ao povo de Deus. Moisés se despediu um pouco antes do povo entrar no país que Deus tinha prometido. Moisés tinha guiado o povo de Deus durante quarenta anos. Ele sempre tinha sido o grande líder. Mas agora, momentos antes de entrar no país de Canaã, ele se despediu do povo de Israel. Pois Deus tinha dito a ele: “Tu não passarás o rio Jordão” (Deuteronômio 31:2). Ou seja: “Tu não entrarás no país que eu vou dar a meu povo”. Foi por isso que Moisés, sendo ele já idoso, se despediu naquele momento do povo de Israel. Irmãos, naquele momento o povo de Israel perdeu seu maior líder de todos os tempos. Naquele momento o povo perdeu muito mais do que um amigo. Que grande tristeza para o povo de Deus! Como iria agora ficar a situação deles? Quem iria assumir o lugar de Moisés? Quem iria conduzir o povo de Deus, vencendo todos aqueles inimigos poderosos no país de Canaã? Moisés estava se despedindo. E lá, no outro lado do rio (no país de Canaã) havia sete povos inimigos, sete povos que jamais deixariam o povo de Deus entrar! Assim irmãos, dá para entender que todos ficaram muito preocupados e angustiados. Todos eles ficaram com medo! Todos pensavam nos muitos inimigos que iriam enfrentar ainda. Como ia ser o futuro? Como ia ser o futuro dos seus filhos? Moisés estava se despedindo. E Deus tinha ordenado que o povo de Israel, expulsasse sete povos maiores do que ele do país de Canaã. Dá para entender, irmãos, que todos ficaram desanimados e perturbados. Dá para entender que todos tremiam de medo. Irmãos, naquele momento Moisés falou a Palavra de Deus ao povo: “Sejam fortes e corajosos: não temais, nem vos atemorizeis diante deles, porque o SENHOR vosso Deus é quem vai convosco: não vos deixará nem vos abandonará”! Irmãos, estas foram as palavras que Moisés falou diante do povo de Deus. Todos eles estavam morrendo de medo. Mas o povo de Deus não pode ser fraco e covarde. O povo de Deus tem que ser forte e corajoso. Pois o nosso Deus, o Deus de Israel que tirou seu povo do Egito, ele é muito mais forte do que todos os nossos adversários! Deus é fortíssimo. Deus é o Todo-poderoso, o Criador do céu e da terra, e o Libertador do seu povo. É por isso que Moisés disse ao povo de Israel: “Sejam fortes e corajosos. Não temais, nem vos atemorizeis diante dos seus inimigos. Porque o SENHOR vosso Deus é quem vai convosco: não vos deixará, nem vos abandonará”. Irmãos, vejam o segredo da segurança dos filhos de Deus! Os filhos não precisam ter medo pois sabem que Deus está com eles. “Se Deus é por nós, quem será contra nós”? Irmãos, temos que pensar muito nisto. Quando nós sofrermos dificuldades, angústias, tribulação, críticas, zombarias, solidão ou ódio, nunca jamais temos que ficar com medo dos homens, mas temos que confiar em nosso Deus que vai conosco.

Agora, como é que podemos ver que Deus vai conosco? Pois Deus é invisível. Como é que podemos ter certeza que ele vai conosco? Como é que podemos sentir que Deus está ao nosso lado, enfrentando diariamente angústias e tribulações? Como é que podemos experimentar a presença do nosso grande Deus, se nós nos sentirmos abalados? Como o povo de Deus podia ter certeza da presença de Deus? Irmãos, nosso bondoso Deus fez o seguinte: Ele apontou um sucessor para Moisés, um homem chamado Josué. “Moisés chamou a Josué e lhe disse na presença de todo o Israel: Sê forte e corajoso; porque com este povo entrarás na terra que o SENHOR sob juramento, prometeu dar a teus pais; e tu os fará herdá-la”. Assim nosso bondoso Deus deu um novo líder, para que o povo de Deus não tivesse medo, mas coragem e confiança. Aquele homem, Josué, não era do tipo superhomem. Ele era do povo. Ele era igual aos outros homens. Ele estava também com medo dos inimigos. Mas Deus falou: “Seja forte e corajoso, porque este povo entrará no país que eu vou dar-lhes”. Josué recebeu a mesma ordem do Senhor que o povo recebeu: a ordem de ser forte e corajoso. Deus exigiu que Josué tivesse fé em Deus. E apesar de uma ordem, Josué também recebeu uma promessa garantida por Deus: Este povo entrará no país que eu prometi dar a Abraão, Isaque e Jacó. Eu vou dar esse país a vocês. Assim Moisés falou com Josué em o nome de Deus. Josué, você tem que ser forte (não tenha medo de nada nem de ninguém), e você tem que crer na maravilhosa promessa de Deus. Agora, será que Josué estava mesmo preparado para seu cargo? Será que aquele homem agora perdeu seu medo? Será que Josué, depois destas palavras de Moisés, não tinha mais medo de todos aqueles povos inimigos? Irmãos, para tirar o medo de Josué, Moisés ainda falou outras palavras, talvez as palavras mais bonitas que ele jamais ouviu: “Josué, o SENHOR é quem vai adiante de ti: ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te atemorizes” (Deuteronômio 31:8). Irmãos, que coisa! O SENHOR disse a seu servo Josué: “Eu vou adiante de ti. Eu serei contigo. Não temas”. O primeiro que entrava no país para combater as sete nações inimigas, era Deus. Deus era o escudo e a espada de Josué. Irmãos, se é assim, o que os inimigos ainda podem fazer? O que os homens nos podem fazer, se Deus é nosso escudo? O que os mortais podem fazer, se Deus é conosco?

Agora, a nossa situação parece ser diferente da situação do povo de Israel. Nós vivemos no meio de uma sociedade podre, uma sociedade que fala em Deus e Cristo, mas que é rebelde. Nós vivemos no meio de muitos que são não apenas inimigos nossos, mas que são inimigos de Deus. Assim, nós enfrentamos todos os dias pessoas que não olham com bons olhos, pessoas que procuram tirar-nos da Igreja. Será que nós temos alguém como Josué? Moisés disse a Josué: Você vai adiante deste povo, e assim eu vou dar-lhes o país de Canaã. E Moisés disse também: “o SENHOR Deus vai adiante de ti”. Quer dizer irmãos, quando o povo via Josué, eles podiam ter certeza absoluta: “O nosso grande Deus, ele vai adiante de nós. O nosso Deus, ele é conosco! Quem será contra nós”? Agora irmãos e jovens, como é que fica a nossa situação? Onde está o nosso Josué, que vai adiante de nós? Irmãos, a resposta é esta. O nosso Josué é Jesus. Pois o nome Josué significa “Jesus”, aquele que salva. Josué era o grande general do povo de Deus no antigo Testamento. Jesus é o nosso grande General. Ele já foi adiante de nós, vitorioso! E ele disse a nós: “Amigos meus, sejam fortes e corajosos! “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Não temais, nem vos atemorizeis diante de teus inimigos. Eu serei com vocês. Não te deixarei, nem de desampararei. Eu estou convosco todos os dias até a consumação do século” (Mateus 28:18-20). O Senhor Jesus, nosso grande General, ele foi adiante de nós. Ele já entrou no país celestial, ele entrou no Reino de Deus, e já expulsou o diabo e todos os seus anjos. E ele disse a nós: “Não se perturbe o coração de vocês. Não fiquem abalados, ou muito tristes, e não tenham medo de ninguém. Creiam em Deus; creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitos aposentos; se não fosse assim, eu lhes teria dito. Vou preparar-lhes lugar. Voltarei e os levarei para mim” (João 14:1-3). Assim, irmãos, Jesus Cristo, o Todo-Poderoso Filho de Deus é nosso verdadeiro Josué. Ele foi adiante de nós. Ele vai dar nos acesso à casa do Pai! Ele nos fará herdar a herança eterna. Então, não se preocupem! Não se perturbe o coração de vocês! Não fiquem com medo dos homens, quando tentam destruir a sua vida. Não fiquem angustiados, quando você estão sendo discriminados. O Senhor Jesus Cristo é seu grande General. Todos os seus inimigos, até se fossem sete povos, não poderiam nada. Não temam, eu estou com vocês, diz o SENHOR. Sejam fortes e corajosos. Irmãos, jamais cometam a covardia de procurar ter amizade com os inimigos de Cristo. Os inimigos de Cristo, eles serão destruídos. Mas aqueles que confiam no Senhor, jamais serão abalados. Então, sejam fortes e corajosos, irmãos e jovens! Vivam com muita fé no Senhor Jesus Cristo, em santidade, sofrendo mas perseverando, seguindo alegremente e cheios de confiança Aquele, que foi adiante de vocês. Amém.

Compartilhe a BençãoEmail this to someone
email
Print this page
Print
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Comentários

comments

Contribua com sua opinião